WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
março 2013
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: 9/mar/2013 . 23:51

PODE ACREDITAR EM MIM

Jabes-Ribeiro

                                                                                                Tá amarrado!!!

Eu mandei “JR” pro inferno

O diabo não quis aceitar

Eu mandei “JR” pro inferno

O diabo não quis aceitar

Ele mandou “JR” de volta

Dizendo que lá não era seu lugar

Olha que o bicho muito Injuriado

Com o “Jabes Ribeiro” não quis nem brincadeira

Disse que ele lhe deu muitas voltas

E a ele enganou com besteiras

Mandou um bilhete por ele

Para mim escrito assim:

Esse seu prefeito não é flor que se cheire é malandro

Pode acreditar em mim.

Refrão

Eu mandei jogar ele dentro do fogo

E o fogo me pediu chorando:
Você vê se tira esse cara daqui
Porque ele está me queimando
O diabo ficou nervoso dizendo
Isso aqui jamais aconteceu
Só mandei seu prefeito de volta, amizade
Porque ela é pior do que eu

 Refrão

Eu mandei “JR” pro inferno

E o coisa ruim não quis aceitar

Eu mandei “JR” pro inferno

E o coisa ruim não quis aceitar

Ele mandou “JR” de volta

Dizendo que lá não era seu lugar

Paródia da música pode acreditar em mim de Bezerra da silva.

Corte Especial recebe denúncia contra conselheiro do TCE-MT

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu denúncia contra o conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso Humberto Melo Bosaipo. Ele é acusado pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. Além disso, a Corte prorrogou por mais um ano seu afastamento do cargo.

 No recebimento da denúncia, a relatora da ação penal, ministra Eliana Calmon, ressaltou que a gravidade das acusações justifica a prudência de manter o conselheiro afastado do cargo. Segundo a ministra, não se pode permitir que um conselheiro que responde pelos atos apontados na denúncia verifique as contas do estado.

 O voto da relatora pelo recebimento da denúncia por peculato e lavagem de dinheiro foi acompanhado por todos os ministros. Contudo, quanto à manutenção do afastamento do cargo, o ministro Ari Pargendler divergiu e ficou vencido. Para ele, manter o conselheiro afastado do cargo equivale à aplicação de pena antes da condenação e do seu trânsito em julgado.

 O Ministério Público Federal (MPF) também denunciou o conselheiro por formação de quadrilha. Mas o colegiado, por unanimidade de votos, entendeu que esse crime está prescrito e declarou extinta a punibilidade nesse ponto.

 Estão tramitando na Corte Especial 20 ações penais contra Humberto Bosaipo, todas de relatoria da ministra Eliana Calmon. Em oito casos já houve recebimento da denúncia. Os outros estão pendentes de julgamento.

 O caso 

 Bosaipo é investigado pelo suposto envolvimento, quando ainda era deputado estadual, em fraudes que vieram à tona com a operação Arca de Noé, deflagrada pela Polícia Federal em 2002.

Na ocasião, foram apreendidos centenas de cheques do Legislativo estadual em estabelecimentos de factoring de propriedade de João Arcanjo Ribeiro, mais conhecido como “Comendador Arcanjo”.

Os cheques foram emitidos em nome de empresas de fachada, inexistentes ou irregulares, o que levou à abertura de diversos inquéritos para comprovar se elas realmente prestaram serviços à Assembleia Legislativa ou se foram utilizadas apenas para desvio e apropriação indevida de recursos.

 Fonte: STJ

Presidente do STF nega pedido de José Dirceu para sair do país

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, indeferiu a José Dirceu pedido no qual solicitava autorização para viajar à cidade de Caracas, na Venezuela, no intuito de acompanhar o funeral do presidente daquele país, Hugo Chávez.

 O ministro ressaltou que José Dirceu foi condenado pelo STF – nos autos da Ação Penal (AP) 470 – em única e última instância. “Há, inclusive, decisão que o proíbe de ausentar-se do país, sem prévio conhecimento e autorização do Supremo Tribunal Federal”, salientou.

 De acordo com o presidente da Corte, a alegação de que José Dirceu “mantinha ‘relação de amizade’ com o falecido, por si só, não é suficiente para afastar a restrição imposta pela decisão do Supremo”. “Note-se que sequer se trata de relação próxima de parentesco”, concluiu o ministro Joaquim Barbosa.

Fonte: STF

“DAI, POIS, A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR, E A DEUS O QUE É DE DEUS”

Walmir Rosário

Esta célebre frase acima aparece na Bíblia Sagrada várias vezes, ditas por profetas diferentes, numa demonstração clara da separação dos poderes(?) terrenos e divinos. Esse texto é uma demonstração cabal de que a relação entre o cristianismo e a política, especialmente no que tange a à separação da Igreja e do Estado é uma realidade, principalmente no Brasil.

Mesmo assim, quando convêm, falsos profetas usam e abusam, em vão, do nome de Deus para tentar remendar coisas malfeitas no mundo terreno. Algumas vezes e em determinadas situações até conseguem, haja vista a benevolência com que essas declarações são vistas por certos setores da imprensa. E elas, as declarações, são ditas por políticos ou seus asseclas para agradar aos assessorados.

Esses dois parágrafos acima demonstram e explicam a minha indignação pelo pedido do pastor Ernesto Soares, chefe de cerimonial da Prefeitura de Itabuna, pediu uma trégua de 90 dias da imprensa e da população com o prefeito Vane do Renascer. Ainda por cima pediu que a população se una numa corrente de oração, para que Deus ilumine os passos do prefeito Vane e de sua equipe.

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia