WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
março 2013
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: 24/mar/2013 . 21:27

Ilheense Zangado com JR

zangado
"Como pode o governo atual que seria de mudança privilegiar tantos algozes da política de nossa querida cidade.
 O Sr. Jabes Ribeiro coloca no seu governo aliados que nunca contribuíram quando puderam para Ilhéus. Deixando
 os mesmos com salários altos e acordos extra políticos. Coloca o ex vereador Raimundo Borges um ignorante 
profissional e político. O mesmo, já é aposentado por invalidez e nomeado na prefeitura municipal de Ilhéus. 
Não sou advogado mas isso pode? ele deveria deixar de receber pelo INSS. e ainda o mesmo tem outros cargos 
políticos além de indicações. Como pode, este é só um caso,  tem Isaac mandando e desmandando novamente. 
Além de outras indicações que só afundarão com a nossa cidade."

Na TV, motorista mostra que foi multado em Ilhéus por andar a 1 KM por hora

motorista
                                                                                     Alexandre Ribeiro
                                                                                  Crédito: Reprodução Rede Record

O sistema de trânsito do município de Ilhéus volta a ser notícia nacional.

Reportagem exibida pela Rede Record sobre absurdos e exageros na emissão de multas pelo Brasil, apresenta o caso do brasiliense Alexandre Ribeiro, durante viagem de férias ao município baiano. Alexandre perdeu 23 pontos da carteira de habilitação, três a mais que o permitido, por dirigir na avenida Proclamação, bairro Jardim Savóia, a um quilômetro por hora.

De acordo com as multas emitidas pela Secretaria de Trânsito do Município, neste local está previsto apenas a tolerância de 0,5 quilômetro por hora, condição que teria levado o motorista à entrar na lista de absurdos apurada pela emissora de televisão em matéria exibida nacionalmente.

O motorista alega que a cidade vivencia “uma fábrica de arrecadação de dinheiro” e lamenta que, até agora, esteja tentando se defender da infração que, lógico, não cometeu. O limite de velocidade na Avenida Proclamação é de 50 quilômetros por hora e não 0,5 conforme consta nas multas expedidas. Não se sabe se o absurdo foi gerado por erro na digitação ou se por exagero mesmo.

Não é de hoje que os “chupa cabras” instalados em Ilhéus são motivo de polêmica entre motoristas da cidade e de fora. A cidade já sofreu inúmeros desgastes por conta da iniciativa de sua instalação. Chegou a ver deflagrada uma campanha negativa em que os usuários diziam: “Visite Ilhéus e ganhe uma multa”.

Durante a campanha eleitoral, ano passado, o atual prefeito Jabes Ribeiro demonstrava insatisfação com a presença do sistema na cidade mas, três meses depois de empossado, os equipamentos continuam em ação.

Informações chegadas ao Jornal Bahia Online dão conta de que o atual governo pretende continuar com o equipamento punitivo nas ruas. E mais: deve ampliar o número, segundo afirmou uma autoridade municipal que pediu para não ser identificada.

Nota de O Defensor: Isaac Albagli é isto ai!

 

 

‘Estudar virou hábito’, diz aprovado em 13 concursos públicos, no AM

 

Vida de concurseiro iniciou pelo interesse em estabilidade financeira.
Oficial de Justiça, João Victor continua estudando para outros concurso

estudanteJoão Victor Tayah passou em mais de dez concursos públicos (Foto: Girlene Medeiros / G1 AM)

Muitos querem passar em concurso público atraídos pela estabilidade e remuneração acima do que é praticado na iniciativa privada. Se engana, porém, que todo concursado opta sempre por fazer da aprovação fonte de remuneração para o resto da vida. Há uma tendência em se acostumar – e até gostar – de manter o ritmo de estudo acelerado, pautados em editais. Foi o que aconteceu com o Oficial de Justiça João Victor Tayah, de 26 anos que é concursado e continua a buscar outras aprovações. “Estudar para concurso virou um hábito que sinto falta quando não mantenho”, disse.

No currículo, João Victor carrega a aprovação de mais de 13 concursos públicos. De assistente administrativo da Prefeitura de Manaus à Oficial de Justiça com aprovação nos processos do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Tribunal Regional Federal (TRF) e Tribunal de Justiça de Roraima (TJ-RR), o início da vida de concurseiro foi motivada pela estabilidade financeira.

“Decidi estudar para concursos porque a estabilidade sempre me chamou a atenção. Depois que vi que poderia passar em outros, me acostumei a tentar oportunidades melhores”, ressaltou Tayah. O sucesso, no entanto, é resultado de cinco horas diárias de estudos. As aprovações também são fruto de fins de semana sem pensar em ir a festas ou encontros com amigos. O saldo de poder escolher o cargo que quiser é a marca do reconhecimento por tanto afinco.

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia