A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) aprovou, na noite desta terça-feira (05), o Projeto de Lei 22.249/2017,  que reconhece o Grupo Olodum como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado da Bahia. “Além do sucesso no âmbito da música, o Olodum cuida de projetos sociais, desenvolve ações de combate à discriminação racial e luta pela garantia dos direitos humanos. É preciso valorizar essas ações da entidade, que promovem a cultura baiana. Além disso, o legado do Olodum serve de exemplo para outros grupos afrodescendentes”, justificou Luiza Maia, ao destacar que “o Olodum é guardião da cultura viva baiana e merece esse reconhecimento oficial dos poderes públicos do Estado. Que rufem os tambores, salve o Olodum”. PL