WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: 11/jul/2018 . 13:05

Greve dos caminhoneiros derruba produção da indústria da Bahia em 15%

A indústria baiana sofreu com a greve dos caminhoneiros. Dados divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira (11) apontam que o setor teve um recuo de 15% entre os meses de abril e maio, período em que aconteceu a paralisação. O recuo foi o terceiro maior do país, de acordo com o instituto.

À frente da Bahia, ficam apenas os estados do Mato Grosso (-24,1%) e do Paraná (-18,4%). O estado de Santa Catarina também apresentou recuo de 15%.

De acordo com o IBGE, o resultado de abril/maio foi o terceiro pior para a indústria baiana, na comparação com o ajuste sazonal, da história da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) do IBGE desde 2002.

Comparando com maio de 2017, a produção industrial também teve uma forte queda (-13,7%), a terceira mais intensa dentre as áreas e pouco mais que o dobro da média nacional (-6,6%). Além da greve dos caminhoneiros, o IBGE também atribui a queda ao efeito-calendário, “já que maio de 2018 (21 dias) teve um dia útil a menos do que maio de 2017 (22)”.

No acumulado de janeiro a maio de 2018, a produção industrial baiana voltou a ficar negativa (-1,3%), enquanto a média nacional se manteve positiva (2%). Nove áreas também apresentaram variação positiva no acumulado no ano, com destaque para o Amazonas (17,9%).

No entanto, no acumulado nos 12 meses encerrados em maio, a produção industrial baiana ainda se mantém com variação positiva (0,2%), mas perdeu ritmo de crescimento em relação a abril (1,5%) e ficou bem abaixo da média nacional (3%).

Veículos
Na indústria, o setor que teve maior impacto foi de fabricação de veículos, com recuo de -33,7%. A produção inclui veículos automotores, reboques e carrocerias. Segundo o IBGE, essa foi a primeira queda da atividade desde julho de 2017, quando esteve entre as principais influências positivas da indústria baiana.

O setor de celulose foi o segundo com maior impacto, que registrou queda de 19%. Já a fabricação de produtos alimentícios ficou em terceiro lugar no recuo, com -15,8%. Os destaques negativos são a farinha de trigo, de cacau ou chocolate em pó sem açúcar ou edulcorantes; e de açúcar cristal.

Correio

  • CHOCOLATE DE ILHÉUS APARECE ENTRE OS SETE MELHORES DO MUNDO
    16 de Março de 2018 | 15:50

    Um mais importantes jornais do sul do País, o Gazeta do Povo, de Curitiba, publicou ontem (13) reportagem especial, em seu caderno de turismo “Viver Bem”, que aponta Ilhéus entre as sete cidades produzem alguns dos melhores chocolates do mundo e são inspirações para o destino de férias de quem ama a iguaria. Reportagem assinada […]

    No Comments

  • PGR recorre de decisão e pede restabelecimento de condução coercitiva
    14 de Março de 2018 | 09:48

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu de decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que, por meio de liminar concedida em dezembro, proibiu a condução coercitiva de investigados para interrogatório em todo o País. O recurso foi enviado ao ministro, relator do caso, nesta segunda-feira (12). A determinação de Gilmar atendeu […]

    1 Comment

  • RSSArchive


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia