O Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) orienta operadores de Aeronaves Remotamente Pilotadas, conhecidas como drones, a ficarem atentos às normas de utilização dos equipamentos durante o carnaval de Salvador. Os equipamentos fora dos padrões podem ser apreendidos e os operadores presos.

Além de documentação completa da aeronave, que pode ser solicitada nos sites da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Força Aérea Brasileira (Fab), seus operadores devem analisar o local onde os drones sobrevoarão, dispor de seguro contra danos a terceiros e estar habilitados.

O comandante do Graer, coronel PM Renato Lima, recomenda que o piloto remoto respeite o limite de altura de até 30 metros e que a aeronave fique distante de concentração de pessoas e de equipamentos. “Nossa preocupação principal é com a segurança do ser humano e dos equipamentos, como os relacionados à rede elétrica, por exemplo”, ensinou. Ao longo do ano, o grupamento promoveu, em diversas locais do estado, cursos, palestras e instruções com o objetivo de formar e qualificar operadores de drones integrantes de diferentes instituições. Foram ofertadas cerca de 300 vagas, “pois a ideia é difundir conhecimento qualificado nesta área”.