WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
março 2019
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: 19/mar/2019 . 10:41

Maia diz que o Orçamento federal foi capturado por grupos de pressão

Câmara - presidente Rodrigo Maia - evento na FGV, Rio, 18/03

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, defendeu nesta segunda-feira (18) a aprovação da reforma da Previdência (PEC 6/19) como parte de um processo de revisão dos gastos orçamentários do País.

Para Maia, o orçamento público federal foi “capturado” ao longo dos últimos 30 anos por corporações públicas e privadas que, reunidas em grupos de pressão, fizeram lobby e acabaram garantindo benefícios junto ao Estado brasileiro.

“A cada ano que passa, os políticos chegam ao Parlamento e têm menos capacidade de atender a sociedade como um todo. Só os grupos de pressão sobrevivem. Na hora de conseguir um aumento, são sempre as principais categorias que conseguem”, criticou Maia. Ele participou nesta segunda-feira de seminário promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) no Rio de Janeiro, para debater a reforma da Previdência.

Estado inviável
“Construímos nos últimos 30 anos um Estado inviável, impossível de continuar existindo. Ou a política reconstrói as despesas ou o divórcio da política com a sociedade vai ficar cada vez maior”, acrescentou.

Rodrigo Maia sustentou ainda a tese de que muitas pessoas criticam a reforma da Previdência acusando-a de ser contra a população. “A gente está debatendo Previdência e parece que a gente está contra as pessoas. Os servidores públicos, muitas vezes, atacam uma reforma que é a favor deles”, disse.

Na avaliação do presidente da Câmara, o Congresso tem a obrigação de desconstruir o modelo de valorização do servidor público adotado ao longo dos últimos anos. Para Maia, ao reduzir a poucos anos a distância entre o piso e o teto remuneratório, esse modelo acabou definitivamente com a meritocracia no serviço público brasileiro.

“Quando você já está no teto [remuneratório], vai todo mundo querer construir algo novo para se remunerar”, disse Maia, criticando propostas que preveem ganhos por produtividade na administração pública. “Servidor público deveria entender que a carreira deveria ser a carreira, sem bonificação. Bonificação é para o setor privado.”

Ex-governador do Paraná, Beto Richa volta a ser preso

Ex-governador do Paraná, Beto Richa volta a ser preso

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) voltou a ser preso na manhã desta terça-feira (19) em Curitiba. A prisão, que é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado, foi feita pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A suspeita contra Beto Richa é de corrupção, e ele foi preso no apartamento onde mora.

Esta é a terceira vez que Beto Richa é preso. Esta ação é um desdobramento da Operação Quadro Negro, de acordo com o coordenador do Gaeco, Leonir Batisti.

Incêndio em fábrica começa a atingir casas no bairro de Valéria, em Salvador

Incêndio em fábrica começa a atingir casas no bairro de Valéria, em Salvador

O incêndio, que ocorre na manhã desta terça-feira (19) em uma fábrica, começa a atingir casas no bairro de Valéria, em Salvador. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou por volta das 6 horas.

O incêndio destruiu o telhado de uma residência, que caiu. Um veículo do Corpo de Bombeiros, com 10 mil litros, já esgotou ao tentar apagar o fogo. Não se tem registro de vítimas e as causas do incêndio ainda são desconhecidas.

Ao todo, 25 bombeiros trabalham na operação. A fumaça já chega a uma altura de 30 metros. A Coelba foi acionada para evitar danos na rede elétrica, e a Defesa Civil para evacuar a área. 

Polícia apreende jovem suspeito de ajudar a planejar massacre em Suzano

Polícia apreende jovem suspeito de ajudar a planejar massacre em Suzano

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Um jovem de 17 anos foi apreendido, na manhã desta terça-feira (19), suspeito de ajudar a planejar o massacre que terminou com 10 mortos na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, em São Paulo.

Segundo o G1, a juíza decidiu pela internação provisória do adolescente por 45 dias. A medida pode ser prorrogada a depender do depoimento, de laudos de sanidade e outros fatores.

O jovem chegou a se apresentar à Justiça na última quinta-feira (14), mas negou a participação e foi liberado.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia