WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: 10/abr/2019 . 17:41

Ex-juiz eleitoral e candidato a desembargador do TJ-BA doa R$ 10 mil para campanha de Rui

Ex-juiz eleitoral e candidato a desembargador do TJ-BA doa R$ 10 mil para campanha de Rui

O ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) Marcelo Junqueira Ayres Filho doou R$ 10 mil para a campanha de Rui Costa (PT) no dia 5 de novembro, um dos últimos efetuar a doação, quase um mês depois da reeleição do petista com 75,50%.

Candidato a desembargador pelo Quinto Constitucional, Marcelo Junqueira Filho pode ser escolhido por Rui Costa, caso integre a lista tríplice. O chefe do Executivo baiano é quem escolhe aquele que vai assumir a vaga. Questionado pelo Bahia Notícias se a doação poderia influenciar nessa disputa, o jurista afirmou que “não tem nenhum interesse nessa doação”.

“Doei como cidadão, a um projeto de governo do qual eu e 75%  da população acredita, observando os estritos termos da legislação. Não é a primeira vez que faço doação a uma campanha eleitoral e, obviamente, esse ato tem cunho meramente cívico, independendo de minha participação na disputa ao Quinto Constitucional, uma vez que esse simples ato, que poderia ter sido realizado por qualquer eleitor, jamais terá o poder de interferir numa escolha desse tipo”, afirmou.

Aras, Gildásio e Marcelo Ayres são eleitos para lista tríplice do TJ-BA

Aras, Gildásio e Marcelo Ayres são eleitos para lista tríplice do TJ-BA

Foto: Cláudia Cardozo / Bahia Notícias

Os advogados José Aras, Gildásio Rodrigues Alves e Marcelo Junqueira Ayres foram eleitos, na manhã desta quarta-feira (10), para a lista tríplice do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

Ao todo, 58 desembargadores votaram. Dezoito votaram em branco, já três anularam. Gildásio, que é próximo ao atual presidente do TJ-BA, Gesivaldo Britto, teve 31 votos. Já José Aras, que integra uma tradicional família da área do Direito na Bahia, recebeu 30. O ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), Marcelo Junqueira Ayres, genro do secretário estadual de Planejamento, Walter Pinheiro, teve 29 votos. A lista segue agora para o governador Rui Costa (PT), que irá escolher o novo magistrado da Corte baiana.

Vice-presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA), Ana Patricia Dantas Leão, foi convidada para integrar a mesa da presidência durante a votação. O fato inédito foi visto como uma sinalização de um clima amigável do TJ-BA com a entidade dos advogados.

No final da sessão, Ana Patricia disse que a eleição de hoje foi uma das “mais democráticas”. “Nós tivemos, na primeira fase, mais 12 mil advogados participando do processo democrático para formação desta lista, que foi encaminhada para o tribunal. É um momento de grande alegria”, declarou.

OAB-BA promove desagravo a advogado agredido física e verbalmente por policial militar

A OAB Bahia promoveu nesta terça-feira, em Itaberaba, o desagravo público do advogado José Reinaldo Vasconcelos Simões, que foi vítima de agressão física e verbal. Ele foi abordado por um policial militar armado com um fuzil quando retornava da casa de um cliente acompanhado da irmã deste. Foi agredido com chutes e deitado no chão, após ter seu carro parado na estrada por uma viatura do PM.

“Na verdade, o policial queria que o advogado desse o contato do cliente e como lhe foi negado, começou a agredir o colega fisicamente, mandando-o abrir as pernas para revistá-lo, ofendendo-o e dizendo que ‘advogado que defende vagabundo também é vagabundo’”, explicou Adriano Batista, presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB-BA.

O presidente da seccional, Fabrício Castro, classificou como “brutalidade” a atitude do policial. “Não existe a mínima possibilidade de a sociedade de Itaberaba conviver com profissionais deste tipo. Precisamos ser bastante rígidos em questões desta natureza. Por isso vim pedir ao corregedor que apure essa história no sentido de afastar o policial o mais breve possível”, disse ele.

A OAB da Bahia protocolou, na última sexta-feira (5), um ofício na Corregedoria da Polícia Militar da Bahia, requerendo o afastamento imediato do policial que agrediu física e verbalmente o advogado em Itaberaba. O documento foi entregue pelo presidente da seccional ao corregedor da PM, coronel Antônio Barbosa Neto. O presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB-BA, Adriano Batista, e o conselheiro de Itaberaba, Etienne Magalhães, também estiveram presentes. O coronel Antônio Barbosa Neto afirmou que, recebida a documentação, adotará as “providências apuratórias” contra o policial.

A frequência dos problemas relacionados a policiais militares foi lembrada por Batista, que afirmou que “os advogados estão cansados de agressões”. “Não é possível que a PM continue inoperante. Advogado que defende vagabundo não é vagabundo, mas policial que age como bandido é bandido”, disparou.

A sessão de desagravo contou com a participação do presidente da seccional, Fabrício Castro, do presidente da Caixa de Assistência dos Advogados da Bahia, Luiz Coutinho, o presidente da subseção, Carlos Vinício Brasil Alcântara e presidente da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Alexandre Ogusuku.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia