WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: ‘Bahia’

ACERVO POLÍTICO: RELEMBRE AQUI A TRAJETÓRIA POLÍTICA DO DR. COSME ARAÚJO

VEREADOR COSME ARAÚJO (PDT), É O CAMPEÃO EM USO DA TRIBUNA NO LEGISLATIVO ILHEENSE

 

O vereador Cosme Araújo (PDT), liderou o *ranking* de aproveitamento nas sessões realizadas no plenário da Câmara Municipal de Ilhéus, de 2013 até a presente data. Em comparação aos outros dezoito membros, Cosme Araújo apresentou um percentual de 100% em todas as sessões ordinárias e especiais, participando de todos os debates da casa, apresentando diariamente projetos de indicações, projetos de lei, requerimentos, resoluções, emendas modificativas ao Regimento interno e Lei Orgânica, e sempre interpelando e buscando discutir assuntos de interesses da sociedade, à luz da lei. :: LEIA MAIS »

Lideranças da área esportiva do bairro Lomanto e Califórnia, em Itabuna, aderem ao projeto da pré candidatura do Dr. Cosme Araújo

Técnico do Lomanto Junior de blusão preto

Um dos maiores incentivadores do esporte regional, Dr. Cosme Araújo, recebeu, neste domingo (11), o apoio de lideranças desportistas do bairro Lomanto e Califórnia, em Itabuna, para o projeto da sua pré candidatura a Deputado Estadual.

A decisão fortalece a pré campanha do pedetista, que tem o esporte como uma das suas principais bandeiras. ” Me sinto honrado em receber o apoio destas lideranças, que são engajadas no fortalecimento e valorização do esporte. Estaremos juntos, para seguir em frente com este projeto de chegarmos a Assembleia Legislativa do Estado, e fazermos a grande diferença, inclusive no que se refere ao esporte”, comentou o Dr. Cosme Araújo.

Araújo assistiu a partida onde Lomanto venceu o Bairro São Pedro por 3 a 0, pela Copa Verão. Cosme ainda esteve no Bairro Sarinha e também viu a Califórnia vencer time do Jaçanã por 2 a 0.

Da Redação

FÉLIX JR: “GOVERNO CIRO TERÁ COMO FOCO O DESENVOLVIMENTO E COMBATE ÀS DESIGUALDADES SOCIAIS”

Com a pré-candidatura de Ciro Gomes lançada oficialmente, o deputado federal Félix Mendonça Jr. (PDT-BA) disse que a tendência agora é de crescimento do ex-governador do Ceará. “Ciro é o nome mais preparado e, com certeza, a melhor opção entre todos os candidatos. Com a campanha nas ruas, seu nome tende crescer e será um dos favoritos na corrida presidencial”, afirmou.

Otimista, ele disse que o governo de Ciro terá como foco o desenvolvimento, com justiça social. “A linha mestra do seu programa será a retomada do desenvolvimento e a recuperação da economia, junto com o combate às desigualdades sociais. Acreditamos nesse projeto e vamos trabalhar por ele”, garantiu.

Félix destacou a qualidade da equipe montada por Ciro, que tem à frente Mangabeira Unger, professor da Universidade de Harvard (EUA) e ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos no governo Lula, além do economista Nelson Marconi (Fundação Getúlio Vargas) e Mauro Benevides Filho, secretário da Fazenda do Ceará.

Votos do PT – Presidente do PDT na Bahia, Félix aposta na migração de votos de eleitores do PT, caso Lula seja impedido de concorrer. “Esta é uma tendência natural. Não creio que os eleitores simpatizantes do PT votem em outros candidatos”, disse.

Ele acredita que a sucessão presidencial será decidida entre cinco ou, no máximo, seis candidatos. “Teremos Ciro (PDT), Lula (PT) – caso possa concorrer -, Marina (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL) e, agora, Rodrigo Maia (DEM) em condições. As eleições serão decididas entre esses candidatos”, afirmou.

Aos 60 anos, o ex-governador do Ceará e ex-ministro dos governos Fernando Henrique Cardoso e Lula estará presente pela terceira vez na corrida rumo ao Palácio do Planalto. Desde 2006, o PDT não disputa o cargo de presidente da República.

fonte: Ipolitica

Venda e comercialização do Minha Casa Minha Vida geram denúncias dos moradores e de contemplados “excluídos pelo sistema perverso”

Pouco mais de 10 dias em que os 600 “contemplados” pelo programa Minha Casa Minha Vida do bairro Teotônio Vilela, em Ilhéus, assinaram os contratos para, finalmente poderem realizar o “sonho” de terem a casa própria, as dúvidas e informações já chegam as redações do nosso site com notícias, que podem gerar processo aos gestores do programa, assim como a suspenção do contrato de alguns contemplados. Isto porque há denúncias, que apontam venda e comercialização ilegal dos apartamentos, que teoricamente, deveriam ser destinados a pessoas de baixa renda, mas que respeitem as regras estabelecidas no contrato.

“Tem casas que eram para deficientes e estão sendo vendidas. A mulher trocou o apartamento dela por uma casa no mangue e levou mais 150 reais”, informa uma moradora que também denuncia que as unidades estão sendo transformadas em mercadinhos e “puxadinhos”.

Sabe-se que o contrato e a lei estabelecem que as famílias, ao longo de 10 anos, não poderão alugar, ceder e vender as unidades habitacionais, sob pena de devolverem, integralmente, os subsídios recebidos ou, na falta deste procedimento, perderem o direito ao imóvel.

Porém, a ausência de fiscalização e a grande suspeita de fraude do programa, que iniciou-se com a remontagem da lista dos contemplados, que retirou “nomes” e colocou “outros nomes”, sem a devida explicação para sociedade, podem desencadear dores de cabeça ao governo de Mario Alexandre e sua esposa, que por sinal é a secretária da pasta que seleciona a lista dos contemplados pelo programa.

da Redação

Descaso da Prefeitura gera insegurança aos visitantes do Plano Inclinado em Ilhéus

Para quem ainda não se convenceu sobre a qualidade da atual gestão de Ilhéus, basta olhar para os lados e tirar suas próprias conclusões. A beleza histórica dos pontos turísticos da cidade, vem sendo ignorada pelo senhor Mario Alexandre e seus “capachos”, que apenas servem para ocupar espaço na folha de pagamento do município. Trabalho que é bom, nada.

Um forte exemplo está em uma das mais belas vistas da cidade. O Plano Inclinado, mirante localizado na rua Monsenhor Evaristo, costuma atrair centenas de turistas, visitantes e admiradores das paisagens que Ilhéus oferece. Mas, atualmente as imagens que arriscam a serem fotografadas lá, perigam registrar tragédias anunciadas.

                                 

O mirante encontra-se  sem proteção, amplamente danificado, com rachaduras no piso, sem o mínimo de segurança para quem deseja usufruir da beleza da vista de Ilhéus.

Segundo o que relata moradores do logradouro conhecido como Rua das Oficinas, localizado a baixo do Plano Inclinado, o mirante vem apresentando deslizamentos de terras, o que vem causando pânico em dias de chuva, pois há riscos de desabamento, que podem gerar vitimas fatais.

Tal descaso é o símbolo mais deplorável do real significado de uma má gestão, que pensa unicamente em usurpar o dinheiro público, sem se preocupar com a qualidade patrimonial nem com o bem estar dos cidadãos que dele necessita.

O que é mais deprimente é sabermos que os turistas chegam em Ilhéus e encontram a situação atual, eles seguem para Itacaré e Porto Seguro.

Da redação

ILHÉUS TEM DONOS: Mário Alexandre, Deputada Ângela e sua trupe

á

O que leva uma empresa de transporte , que é privada, ofuscar a marca dela e ostentar o símbolo de uma prefeitura, em sua nova frota, cuja “aparentemente” a participação legal do prefeito foi apenas autorizar o aumento da tarifa, que pulou de 3,10 para 3,50, contrariando a vontade do cidadão, a necessidade da população e indo de desencontro a constituição?

A chegada dos 20 novos ônibus, que ostentam o ar condicionado e o wiffi como politicas de melhorias para os usuários, leva os cidadãos ilheenses a questionamentos e perplexidades diante a falta de respeito perante as necessidades, que atormentam o dia a dia da população. Mesmo sendo informado tanto pela imprensa quanto pelos inúmeros requerimentos protocolados dentro do legislativo sobre a precariedade do serviço em áreas completamente desassistidas pelo monopólio viário de Ilhéus, onde a população se vê obrigada a pegar conduções superlotadas e sem o mínimo de estrutura para direcioná-los ao seu destino, seja escolar, profissional, social ou mesmo ligado a saúde, ainda assim o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, busca afrontar a lei e escancarar seu conchavos e acordos, que põem o cidadão ilheense como plateia para aplaudir seus espetáculos.

Indignado com o jogo sujo e desrespeitoso da atual gestão de Ilhéus, o Dr. Cosme Araújo, vem se posicionando de forma ativa e fiscalizadora diante as manobras do governo municipal. Para Cosme, a nova frota com o nome da prefeitura não passa de uma pré campanha que beneficia a mãe do prefeito, Deputada Ângela Sousa, que vem se apossando da gestão do filho para articular recursos “ilegais” em sua candidatura 2018.

“Para todo e bom cidadão é de amplo conhecimento que empresas concessionarias não podem, de forma alguma, ostentar a marca de uma prefeitura. Fica parecendo que o ônibus é da prefeitura e não da empresa. Isso configura campanha eleitoral antecipada e por simetria ofende o princípio da impessoalidade. Vamos tomar as providências necessárias para que este governo, deixe de tratar a lei com o descaso e desrespeito como vem tratando ao longo de sua ‘indi-gestão’ ”, afirmou o Dr. Cosme Araújo , que já é visto pela população de Ilhéus como a mais forte voz de oposição ao governo. “ Vou sempre fiscalizar o que acontece de errado dentro das administrações publicas, este é o meu papel enquanto cidadão, operador do direito e, principalmente político que entende e conhece como funciona, legalmente, a gestão de uma cidade”, concluiu.

Da redação

MP-Ba pede à Justiça o afastamento do prefeito de Jaguarari por crimes contra o Município.

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) pediu à Justiça o afastamento do prefeito da cidade de Jaguarari, Everton Carvalho Rocha (PSDB), com a perda do mandato e dos direitos políticos de 8 a 10 anos. O gestor é acusado pelo MP-BA, na Ação Civil Pública Nº 8000103-94.2018.8.05.0139, pelos crimes de improbidade administrativa, dano ao erário, enriquecimento ilícito e violação aos princípios administrativos. As informações foram divulgadas pelo Jaguarari On Line.

O MP-BA ainda pede também o afastamento dos funcionários comissionados Joana Salete Bernardino Araújo Conceição, José Tarcísio Marques de Melo Júnior, Eliane Costa da Silva (tesoureira), Eliene Fonseca Neiva (caso continue a ocupar cargo público ou mantenha qualquer espécie de vínculo com o Município de Jaguarari) e Juraleson Leite Santos (ex-secretário de educação).

Também estão na mira do órgão, os empresários Marcelo Eduardo Nascimento Vieira  e Thiago Nascimento Vieira, sócios da empresa T N Vieira Entretenimentos – ME, de Campo Formoso, além do ex-pregoeiro municipal e ex-presidente da Comissão de Licitação, Aldenor dos Santos Freitas.

Segundo o MP-BA, a participação do prefeito é inconteste e na condição de gestor público autorizou e homologou, indevidamente, procedimentos de inexigibilidade de licitação, fora das hipóteses legais, bem como determinou o pagamento, com o fim de auferir vantagem indevida, para si ou para outrem, causando prejuízos ao erário. Ademais, de acordo com o órgão, o prefeito determinou o pagamento sem rubrica orçamentária.

Da mesma forma, não remanesce dúvida quanto à legitimidade passiva dos demais acionados, Aldenor Dos Santos Freitas, Joana Salete Bernardino Araújo Conceição e José Tarcísio Marques De Melo Júnior, componentes da Comissão de Licitação e ocupantes de cargo comissionado, bem assim de Eliane Costa Da Silva, tesoureira, e Eliene Fonseca Neiva, assessora jurídica, todos partícipes dos atos ímprobos praticados, seja porque se beneficiaram, direta ou indiretamente, com as contratações indevidas, seja porque concorreram para a prática dos atos ímprobos.

No mesmo sentido, Juraleson Leite Santos, secretário de Educação à época dos fatos, em comunhão com os demais e especialmente com o prefeito, engendrou documentos falsos (solicitação de autorização, justificação de inexigibilidade e termo de referência) e posteriores à contratação e ao pagamento, com o intuito deliberado de tentar sanar os vícios existentes e, concomitantemente, ludibriar os órgãos de controle, sobremodo o Ministério Público e, por consequência, o Poder Judiciário. Assim, é patente a legitimidade passiva da T N Vieira, beneficiária direta da fraude licitatória, Thiago Nascimento Vieira, titular da pessoa jurídica, irmão de Marcelo Eduardo Nascimento Vieira, exclusivo procurador da empresa individual acima indicada e seu proprietário de fato.

A ação teve como ponto de partida o Decreto de Estado de Emergência e os gastos volumosos com a realização dos festejos juninos. De acordo com o que apurou o MP, o prefeito Everton Rocha, ao publicar tais medidas, oficializou o grave estado do município diante do período de seca, mas em contra partida anunciou e deu início aos preparativos para a contratações de artistas de renome para a realização de 10 dias de festas no município pelo valor de R$ 2 milhões, no entanto, após reduzir o período para 5 dias, este valor pulou para R$ 2.502.502.

Para o MP, o prefeito promoveu desvio de finalidade por meio de gastos públicos vultosos em época de emergência municipal, pois efetuou pagamentos no importe de R$ 2.502.500 (R$ 1.250.00 referente a atrações artísticas; R$ 1.252.500 relativos a sonorização, iluminação, tendas, banheiros, gerador e palco).

Ainda de acordo com o órgão, o chefe do Executivo Municipal privilegiou a realização de festejos, por meros cinco dias, em detrimento a combater as causas da emergência ou ainda de aplicar os recursos no âmbito da educação e saúde, atribuições precípuas do município. Tendo em vista a caótica situação dos serviços públicos municipais, os direitos sociais relativos à educação e à saúde deveriam ser prestigiados em contraponto ao direito ao lazer. Ainda que o fosse, acrescente-se, como visto acima, que além de descumprir o próprio decreto que editou, a contratação ilegal da T N Vieira não visou a satisfazer os direitos ao lazer e à cultura dos munícipes, mas privilegiar a referida pessoa jurídica, que enriqueceu ilicitamente.

Os envolvidos e responsáveis pela empresa denunciada serão multados em R$ 1.250.000 e ainda foi solicitada a quebra de sigilos bancários e apreensão de bens para a garantia do ressarcimento ao erário fraudado.

O pedido de liminar aguarda o deferimento da juíza da Comarca de Jaguarari, Maria Luiza Nogueira Cavalcanti Muritiba.

por Bocão News

Operação Águia de Haia: secretária de Educação de Camacã e mais seis são denunciados por corrupção e fraude a licitação

[Operação Águia de Haia: secretária de Educação de Camacã e mais seis são denunciados por corrupção e fraude a licitação]

A ex-secretária de Educação do Município de Camacã, Ilce Tourinho, e mais seis pessoas foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) em Ilhéus (BA), por fraude a licitação e corrupção ativa e passiva praticados para a contratação ilegal de serviços educacionais de tecnologia para escolas do município em 2013.

Foram denunciados, ainda, o então pregoeiro e presidente da comissão de licitação do município, Júlio César de Oliveira, a servidora responsável pelo setor de compras à época, Diva dos Santos, e os representantes das empresas que participaram da licitação fraudada, Kells Belarmino Mendes e Marconi Edson Baya, além de Kleber Manfrinni de Araújo e André Souza Leal, beneficiados pelo esquema criminoso.

Os crimes investigados em Camacã, cidade situada a 397 km da capital, fazem parte da Operação Águia de Haia. Segundo a denúncia do MPF, o esquema criminoso liderado pelo denunciado Kells Belarmino Mendes visava contratações por meio de licitações fraudadas e a preços exorbitantes, de produtos e serviços inservíveis para as escolas municipais de Camacã.

Nas investigações, o MPF e a Polícia Federal reuniram provas de que os denunciados agiram conjuntamente para simular um pregão, instaurado pela então secretária de Educação e autorizado pela então prefeita, Maria Ângela Cardoso, falecida em setembro de 2015. Todos os documentos usados para forjar o pregão – como o projeto básico, edital, cotações, etc – foram oferecidos pela organização criminosa e usados pelos agentes públicos de Camacã envolvidos no esquema.

Um dos principais serviços oferecidos no “pacote” da organização criminosa – o mesmo em todos os municípios investigados pela Operação Águia de Haia – era um sistema integrado de gestão acadêmica, que demandava uma boa conexão com a internet. Entretanto, poucas escolas no interior possuíam esse recurso, o que inviabilizaria a execução do sistema de forma satisfatória.

Segundo laudo pericial, na licitação fraudada de Camacã foi constatado o sobrepreço de 225,35% dos custos apurados sobre a proposta vencedora do pregão e um prejuízo potencial de 69,26%. Do valor total de R$ 2.220.000,00 que seria pago à empresa Kells Belarmino Mendes – ME pela prefeitura do município, no período de julho de 2013 a junho de 2014, o prejuízo seria de cerca de R$ 1.500.000,00.

Propina – O acordo ilegal entre a empresa e o município incluía a promessa de entrega de 30% do valor de cada fatura quitada à então prefeita, e mais 5% para o aliciador, André Leal. No entanto, apesar de fraudada a licitação e firmado o contrato, mediante o acerto de propina, nenhum pagamento chegou a ser feito, uma vez que os denunciados tomaram conhecimento das investigações em razão da deflagração da operação Águia de Haia.

Crimes – Para o procurador da República Tiago Rabelo, autor da ação, apesar de o pagamento não ter ocorrido, “restaram caracterizados o oferecimento e a aceitação da promessa de vantagem ilícita, além da fraude à licitação, consumando-se os crimes”. O MPF requer a condenação dos denunciados nos crimes de fraude à licitação. Requer, ainda, a condenação de Kells Belarmino Mendes e André Souza Leal por corrupção ativa com a causa de aumento de pena do parágrafo único do artigo 333 do CP, pois os atos de ofício motivados pela promessa de vantagem ilícita, destinados a fraudar o certame, foram efetivamente praticados. Caso não houvesse falecido, a então prefeita responderia pelo crime de fraude à licitação e pelo delito de corrupção passiva.

Operação Águia de Haia – iniciada pelo pela Polícia Federal e pelo MPF em 2013, as investigações apuravam fraudes à licitação e desvio de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) pelo então prefeito e servidores do Município de Ruy Barbosa (BA). No entanto, os crimes estavam relacionados a uma organização criminosa e envolvia fraudes, desvio de verbas, corrupção de agentes políticos e servidores não apenas em Ruy Barbosa, mas em diversas outras cidades baianas.

Prefeitura de Ilhéus e seus desmandos. Regras para venda de alimentos na orla sul da cidade afeta baianas de acarajé

A menos de 20 dias para o inicio do verão o prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, publicou o decreto de nº132, na ultima quarta feira (29), impondo restrições operacionais aos vendedores ambulantes que, há anos, comercializam seus produtos e quitutes na orla sul da cidade.

Os artigos do decreto provocaram polemica, devido a incoerência de suas definições, já que dentre os textos da determinação encontra-se a proibição do “preparo e manipulação de alimentos, salvo aqueles expressamente permitidos”. A exigência da prefeitura paira em torno do cadastramento de comerciantes que terão que seguir critérios documentais e estruturais, moldados pela gestão, sem que haja tempo para que estes trabalhadores consigam recursos para atender as exigências proferidas e possam, finalmente, trabalhar neste verão.

Outro ponto do decreto foi alem, o prefeito de Ilhéus e toda sua “equipe dinâmica” estão impedindo que estes comerciantes coloquem “barracas de camping, balção, bancas ou similares, fogões, fogareiros, churrasqueiras e/ou assemelhados”, ou seja, qual outra atividade de produção de alimentos comercializados na orla possui característica restrita em produzir seus quitutes em estruturas fixas, senão as baianas de acarajé?

Para os desavisados da Prefeitura do Marão, o oficio das baianas é uma pratica já reconhecida como Patrimônio Imaterial da Cultura Baiana e visa garantir a preservação do ofício e a não alteração do seu modo de fazer e vender.

O prefeito de Ilhéus, mais uma vez demostrou para os ilheenses que não possui noção de gestão publica, nem que esta capacitado para comandar uma cidade de porte turístico e cultural como Ilhéus.

Em nota de esclarecimento, divulgada nesta terça feira (5), a prefeitura tentou minimizar a polemica, desqualificando os veículos que levaram a tona os pontos do decreto. Porém, a nota não se redime das clausulas apresentadas nem individualiza a atuação das baianas.

por Caliana Mesquita

Dr. Cosme Araújo fala no O Quarto Poder sobre a Imprensa Marrom de Ilhéus

 

Na manhã desta quarta feira (18), o Dr. Cosme Araújo, no uso de sua participação no Programa O Quarto Poder, falou sobre a “imprensa marrom” e dos veículos de comunicação que andam infringindo a lei e a ética, em detrimento do lucro e dos acordões políticos…

Para ouvir Baixa o aplicativo da RadioWeb O Defensor e acompanhe a programação diariamente, das 7 as 8h,  aqui no www.odefensorcosmearaujo.com.br 

 

Redação O Defensor

Ângela, Mario e Bebeto são derrotados por Cosme Araujo e Abraão na final do Copão do Malhado 2017

Na  manhã deste domingo (08) foi marcada por muita adrenalina e emoção na final do Copão do Malhado, que levou para as areias da cidade, os times do São Caetano e Teotônio Vilela. O São Caetano era considerado o favorito, até porque patrocinado pelo prefeito, diretor de esporte , além da deputada Angela e pelo deputado Bebeto, um time de patrocinadores de elite.

A disputa durante dos 90 minutos ficou no 0 x 0, o que levou a partida para os pênaltis. Mas a determinação e a garra dos jogadores do Vilela, na humildade destes, fizeram a diferença.

O Vilela converteu 3 penalidades contra 1 gol de seu adversário, e se consagrou campeão do Copão do Malhado 2017. Além de vencer  o campeonato, o Vilela teve o  melhor goleiro, o melhor jogador e o artilheiro do campeonato, foi como no ditado popular: “É tudo nosso e nada deles”.

Para o atleta Marcus, a união e a garra dos jogadores foram decisivas para esta vitória. “Quero agradecer a galera do time, pois se hoje estou como artilheiro é porque tivemos estrutura pra isso. A união do time fez com que chegássemos a esta final”, disse Marcus.

O time do Vilela recebeu o apoio dos pedetistas Cosme Araujo e Abrão, que mais uma vez demonstraram  que esporte deve ser reconhecido e valorizado.

“Quero agradecer ao Dr. Cosme Araujo e ao vereador Abraão que vem incentivando a cada dia e dando força pra que o esporte no Teotônio Vilela esteja em um nível maior do que está”, agradeceu Max, o capitão do time, que contou com a competência da equipe técnica, entre eles o técnico Bamba, e o jogador e colaborador Aragão, fundamentais para o bom desempenho dos atletas em campo.

O time apoiado pelo PDT de Cosme Araujo e Abrãao goleou nos pênaltis o time que entrou em campo com a torcida de Mario Alexandre, Ângela Sousa e Bebeto Galvão. A partida não era politica, mas a garra dos torcedores do PDT fizeram a diferença no clima da competição.

 

Redação O Defensor

SAMU de Ilhéus paralisa as atividades reivindicando melhores condições de trabalho

 

O SAMU de Ilhéus está com as atividades paralisadas por 24h na cidade de Ilhéus,  por conta da falta de condições de trabalho, enfrentada pelo Serviço de Atendimento Movel de Urgência  da cidade.

Entre as reivindicações apresentadas pela categoria está a precariedade do atendimento como ambulâncias sem funcionar, viaturas amarradas de ataduras, carros sem freio, com pneus carecas; algumas ambulâncias  passaram um bom período sem oxigênio, e o material básico para aferição de sinais vitais é inexistente.

Ainda segundo o relatório produzido pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Ilhéus, para sair da base, os funcionários estão colocando os materiais de uma viatura em outra para poder atender a população, o que leva tempo. Eles reclamam do não pagamento da maioria das insalubridades, falta de mais fardamentos, epis, e falta de água. A categoria informa ainda que a atual gestão tem ciência dos fatos e inúmeros ofícios e pedido de resolução do problema já foram enviados ao prefeito Mário Alexandre.

Segundo dados, do Portal da Transparência do Governo Federal, até o momento Ilhéus já recebeu R$ 839.125,00, para o custeio do Serviço de Atendimento Movel, tendo com o favorecido o Fundo Municipal de Saúde da cidade.

Conforme a legislação a população não pode ser prejudicada, devendo ter 30% de servidores trabalhando na unidade, no período da paralisação, pois o serviço é de urgência e emergência.

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia