WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘Blog’

Médico é afastado de hospital após chamar enfermeiras de ‘raparigas’ na BA; ele se retrata e diz prezar por respeito

Um médico foi suspenso das atividades do Hospital Regional de Irecê, no norte da Bahia, após um vídeo feito por ele ter viralizado nas redes sociais.

Na publicação, o médico parabeniza os profissionais de enfermagem pelo dia da categoria e faz uma ressalva ao afirmar que mensagem seria só para as “raparigas”. “Alô galera da enfermagem, parabéns pelo seu dia. Mas só as raparigas. As mulheres direitas não quero não […]. Parabéns as raparigas da enfermagem. Só as raparigas”.

O médico pediu desculpas à categoria e, por meio de nota, falou que o vídeo viralizado tomou um sentido completamente diverso do proposto, já que a gravação em tom de brincadeira teria sido destinada a um grupo de amigos.

O Dia da Enfermagem foi celebrado no dia 12 de maio. Logo após o vídeo ter viralizado, o médico foi alvo de críticas de profissionais da categoria. O Sindicato dos Enfermeiros do Estado da Bahia (SEEB) chegou a divulgar nota repudiando o vídeo.

“Em uma sociedade patriarcal e machista como a nossa, estas brincadeiras contribuem para a manutenção da violência contra as mulheres. Ao referir-se a uma parte das mulheres do campo em enfermagem como ‘raparigas’, este médico reforça o sexismo e todo um sistema de relações de gênero que subjuga as mulheres”, disse a nota.

Três dias após o vídeo ter viralizado, o médico Danilo Dourado Bezerra divulgou uma carta pública de retratação. Inicialmente, ele explicou as circunstâncias da gravação do vídeo.

“Em um momento de descontração, gravei e enviei para um grupo de enfermeiros e técnicos que trabalham comigo há mais de dois anos e que tenho intimidade semelhante a membros de minha família, um vídeo parabenizando-os em tom jocoso, mas que compartilhado com pessoas que não integram o grupo de colegas de trabalho tomou um sentido completamente diverso do proposto, tendo alguns profissionais de enfermagem se sentido ofendidos”.

Na nota, Danilo Bezerra ainda destacou que, ao longo dos sete anos de carreira, sempre prezou pelo respeito a toda comunidade hospitalar e pediu desculpas.

“Sou testemunha da forma digna e respeitável com que profissionais de enfermagem desempenham seu papel, e ainda que em absoluto tenha promovido qualquer ofensa, emito esta nota de retratação a fim de afirmar meu carinho e admiração pelos enfermeiros e lamentar por eventuais dessabores que o vídeo postado possa ter causado”.

Por conta do vídeo, o médico foi afastado das atividades por um prazo de 30 dias úteis, até que a conduta do profissional seja avaliada em um processo interno de apuração.

Em nota, a unidade médica disse que “reitera seu mais absoluto repúdio a qualquer atitude que ofenda a dignidade humana, em especial, a uma das categorias que representam o coração de uma unidade de saúde e que reúne hoje, somente em nosso complexo hospitalar, mais de 300 profissionais de Enfermagem dedicados à nobre missão de salvaguardar vidas”.

Gi Bahia

Promotor quis me forçar a delatar o Kassab, diz acusado da máfia do ISS

<center\.

Acusado de participar de um esquema de corrupção na prefeitura paulistana, Ronilson Rodrigues, 55, afirma que seu acordo de delação premiada não foi aceito pelo Ministério Público por ter se recusado a envolver no escândalo o ex-prefeito Gilberto Kassab (2006-2012) e hoje ministro da Ciência e Tecnologia do governo Temer (MDB).

Ex-subsecretário da Receita Municipal, Ronilson diz que o promotor Roberto Bodini queria colocar palavras em sua boca. “Ele queria que eu dissesse o que ele queria, e não o que eu sabia”, diz o auditor, que afirma ter entregue uma lista com nome de vários políticos, entre os quais vereadores, relacionados ao esquema.

Segundo ele, o promotor envolveu sua mulher na investigação, que chegou a ser presa, com o objetivo de forçá-lo a fazer a delação “como eles queriam, e não como eu sei”.

Conhecido como a máfia do ISS, o esquema, segundo a Promotoria, desviou de R$ 500 milhões do cofre municipal. Em troca de propina, empreiteiras obtinham descontos no pagamento do ISS (Imposto sobre Serviços) para a concessão do Habite-se pós-conclusão de obras imobiliárias. Mais de 400 inquéritos foram abertos. Ronilson é alvo de 24 processos, com uma condenação até agora, mas ele recorre em liberdade.

Folha

 

Cosme Araújo conquista mais uma liderança de peso para as eleições 2018.

Mais uma liderança declara apoio ao Dr. Cosme Araújo, em sua pre candidatura à Deputado Federal. O empresário, Samuca Franco, esteve com o pedetista, no último fim de semana, onde foi firmado apoio para as eleições 2018.

“Cosme é da região e tem disposição para fazer a diferença no Congresso Nacional“, disse Samuca, que é tido como uma das mais atuantes e bem sucedidas personalidades da região. Seu histórico de vida, pautado no empreendedorismo e, paralelamente, com as questões politicas que rodeiam a região, o torna uma das referencias em opinião, principalmente no que tange as expectativas politicas do momento.

” Estamos entrando em um ano de transformações, e receber o apoio de cidadãos do bem, com bagagem de vida e com experiencia, como a do amigo Samuca, me fortalece, ainda mais, para trabalhar em prol deste projeto de conquistar uma cadeira no Congresso”, concluiu Dr. Cosme Araújo, em reconhecimento a confiança já depositada pelos cidadãos que acreditam e querem construir um país melhor.

por Caliana Mesquita

 

PDT questiona ao deputado Bebeto e ao Prefeito Mario Alexandre o destino dos R$ 10 milhões, divulgados em outdoors na cidade

Verdade ou mentira? Com a palavra: Marão e Bebeto. O povo quer a VERDADE!!!

O então deputado federal, Bebeto Galvão, diante o impulso das eleições de outubro, decidiu antecipar os ânimos políticos com outdoors espalhados pela cidade Ilhéus, cuja frase de “efeito retardado”  é a entrega de mais de R$10 milhões aos cofres públicos, provenientes de emendas, que o parlamentar, segundo o que diz a propaganda, atribuiu a Ilhéus.

O fato é que todos os setores da cidade vivem, o que pode-se dizer, em um caos administrativo, justificado pela ausência de verba para levar qualidade aos serviços mais básicos como a saúde, educação, infraestrutura, lazer, cultura.

Diante a contradição dos números e a realidade dos cidadãos da cidade, o PDT de Ilhéus vem questionar ao nobre deputado Bebeto Galvão, sobre a autenticidade destas emendas ou ao então prefeito Mario Alexandre sobre o destino deste recurso.

Vale lembrar da importância de obter clareza dentro da gestão pública. Para isso a Lei de Acesso a Informação, nº12.527/2011, precisa sair do Portal da Transparência e entrar na realidade dos cidadãos, munindo-os de conhecimento para saberem que propaganda enganosa também é crime. Chega de engodos, falácias e fantasias.

Da redação: Carol Menezes

Uma grande liderança em Ilhéus Paulo Ganem declara apoio a Dr. Cosme Araújo na pré candidatura a Deputado Federal

Paulo Ganem e Dr. Cosme Araújo

Uma das mais bem conceituadas e populares personalidades políticas de Ilhéus e região, Dr. Cosme Araújo,  ganha mais um apoio de peso para o pleito de 2018. O pedetista é visto como o mais preparado pre candidato para ocupar uma cadeira na Câmara Federal, o que vem atraindo a admiração de nomes fortes da região, como o de Paulo Ganem (PSDB), líder politico que vê em Cosme Araújo a voz e a força que Ilhéus e a região sul baiana precisam para conquistar o almejado desenvolvimento.

“Cosme é um líder político, um cara do bem, honesto e trabalhador. Possui qualidades que a nossa região precisa para ser bem representada junto ao Congresso Nacional”, disse Ganem no encontro que selou esta parceria.

Paulo Ganem já foi Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ilhéus (CDL) por quatro vezes. Atualmente sem partido, especialista em Gestão de Negócios pelo Instituto de Desenvolvimento Empresarial (IDE), cacauicultor, empresário da loja Móveis São Jorge, técnico em Alimentos pela EMARC (Instituto Federal Baiano), já foi um dos vice da FCDL, mormente Diretor Distrital da FCDL por algumas vezes.  Já assumiu a Secretaria da Indústria e Comércio de Ilhéus em 2007, possui título de Cidadão Ilheense, é membro do Rotary Clube de Ilhéus, da diretoria do Sindicato do Comércio Varejista de Ilhéus e das Associações Comerciais de Ilhéus e Itabuna, diretor distrital do Conselho Fiscal da Federação das CDL’s da Bahia, assim como foi fundador e presidente dos partidos PSB e PSDB de Buerarema, onde nasceu e se inseriu nos cenários político e comercial, quando também fundou a CDL de Buerarema.

por Caliana Mesquita

‘Ela só não morreu porque fugiu pra casa da vizinha’, diz tia de jovem espancada por ex-marido

<center

 

“Ele tem que responder por tentativa de assassinato. Ela só não morreu porque fugiu pra casa da vizinha”, revela, emocionada, uma tia de Clara. A pedagoga Tatiane Floriano, 38 anos, foi uma das cerca de 50 pessoas que compareceram a um protesto, na região do Iguatemi, na tarde deste sábado (19) em repúdio à agressão contra a estudante de Direito Clara Emanuele Santos Vieira, 20 anos, que teria sido agredida  a socos, mordidas e ponta-pés pelo ex-marido, o também estudante de Direito Filipe Pedreira, 19. A agressão aconteceu no último dia 8 de maio, em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano.

Vestidos de vermelho, os manifestantes – a maioria mulheres – levaram cartazes e gritaram pedindo a prisão de Filipe. “Vestimos vermelho por conta do sangue de Clara que foi derramado em todas as agressões que ela sofreu de Filipe”, explicou a recepcionista Jaque Ferreira, 20, amiga de Clara.

O protesto, iniciado às 13h, contou com familiares e amigos de Clara, e também pessoas que se solidarizaram com a jovem. “Isso acontece toda hora. Mas não deixa de deixar a gente triste e indignada”, diz a estudante Isadora Karen, 21. “A gente tomou conhecimento do protesto e viemos. O que mais deixa triste é que o filho dela tava presente e foi agredido”, diz Fernanda Cristina, 22.

A jovem, que é filha do prefeito da cidade de Muniz Ferreira, Wéllington Sena Vieira (PSD), disse ter sido espancada por Filipe, filho do prefeito de Salinas das Margaridas, no dia 8, num apartamento alugado por ela em Santo Antônio de Jesus. Ela recebeu chutes, socos e teve o cabelo cortado com uma faca, usada também para fazer ferimentos nas unhas.

Justiça
Os manifestantes se mostraram indignados com a atuação da justiça no caso. “A gente não pode aceitar. Se isso não se resolver aqui no Brasil, vamos acionar a corte internacional”, conta a prima Isabel Copque, 35. Muitos motoristas buzinaram em apoio ao protesto. Por volta das 14h30, duas pistas no sentido Paralela foram interditadas pelos manifestantes.

A irmã de Clara, a fonoaudióloga Andressa Vieira, 25, foi quem fez a denúncia das agressões. Ela esteve presente no protesto e disse que a justiça tem que agir de forma enérgica para encorajar outras mulheres a fazerem denúncia contra agressão: “Se a justiça não fizer ele [Felipe] pagar o que fez, o que garante que a mulher que tomou um tapa vai querer denunciar?”.

Segundo familiares, Clara não conseguiu ir à manifestação porque, além de estar com medo de sair de casa, continua muito machucada por causa das agressões do ex-marido. “Ela tá tentando ser forte, mas tem medo de entrar em casa sozinha, nem no quarto ela fica. Só sai de casa para ir na delegacia e no médico. Inclusive hoje ela não pôde vir porque tá com o ouvido muito inflamado, com dor, e com os dentes moles por causa das agressões”, conta Flávia Lima, 42, administradora e tia de Clara.

A Secretária Nacional de Combate ao Racismo, Olívia Santana, esteve presente no protesto. Lá, deu orientações, se colocou à disposição dos familiares de Clara e criticou a liberdade de Felipe. “Clara precisa de proteção, mas ela não tem que ficar encarcerada enquanto ele está livre. É preciso que o judiciário se atente pra isso. Não queremos cavar mais covas para as mulheres. Ela tá presa com medo e Felipe está solto tramando contra ela”, ressaltou. “Sei o que é essa luta. Não é fácil, mas temos que levantar e agir”, disse.

Correio

Águia de Haia: Justiça bloqueia R$ 12 milhões de Angela Sousa, Ubaldino e mais 10

A pedido do Ministério Público Federal (MPF) Polo Ilhéus/Itabuna (BA), a Justiça Federal determinou, em janeiro e abril deste ano, o bloqueio de bens até o valor de R$ 12.393.546,00 de doze réus, entre eles particulares, dois deputados estaduais, dois ex-prefeitos e outros agentes públicos envolvidos em fraude a licitações e desvio de recursos no município de Buerarema (BA) a 450 km de Salvador.

A ação foi originada a partir das investigações do MPF e da Polícia Federal na Operação Águia de Haia e está relacionada ao pregão, realizado em 2011, para contratação de serviços educacionais voltados à implantação e utilização de tecnologias de informação para a Secretaria de Educação e unidades escolares do município.

Segundo as ações de improbidade e penal, ajuizadas em dezembro e março últimos pelo Procurador da República Tiago Modesto Rabelo, o então prefeito de Buerarema firmou contrato de R$ 2,2 milhões com a empresa Ktech Key Technology Gestão e Com de Software Ltda para a prestação dos serviços referidos, com recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

No entanto, as investigações comprovaram que a licitação foi fraudada, por meio da simulação do certame. O integrante da organização criminosa e representante da empresa vencedora, Marconi Edson Baya, já havia preparado as minutas do edital, publicação, termo de referência, projeto base e demais peças necessárias para a montagem do processo licitatório. Em seguida, os documentos foram enviados por Kells Belarmino Mendes (que confessou os crimes e detalhou a participação dos membros da organização criminosa) ao ex-prefeito do município, Mardes Lima Monteiro, incluindo os atestados de visita técnica e o certificado de adequação ao edital, assinados posteriormente pelo Secretário de Educação à época, Astor Vieira Júnior.

Segundo o MPF, participaram do processo licitatório a Max.Com Soluções Tecnológicas Ltda, representada por Fernanda Cristina Marcondes Camargo (companheira de Kells Belarmino), e a Ktech Key Technology Gestão e Comércio Software Ltda, que atuavam em conluio, a revelar a falta de competitividade e o direcionamento da licitação para contratação de empresa ligada ao grupo. A Ktech Key Technology venceu a licitação, tendo o pregoeiro Rogere Souza Magalhães avalizado os documentos forjados e declarado vencedora aquela empresa, após o que o ex-prefeito Mardes homologou o procedimento e firmou o contrato. Para viabilizar a contratação indevida da Ktech a partir da licitação fraudada, Mardes Lima Monteiro recebeu de Kells Belarmino vantagem patrimonial ilícita.

Ainda de acordo com as ações, os deputados estaduais Carlos Ubaldino de Santana e Ângela Maria Correa de Sousa e o ex-prefeito de Ruy Barbosa (BA) José Bonifácio Marques Dourado, também integrantes da organização criminosa, utilizavam seus mandatos para divulgar a atuação das empresas da organização e aliciar prefeitos para aderirem ao esquema, recebendo, em contrapartida, valores indevidos diretamente ou por meio de interpostas pessoas.

O MPF afirma que, além da montagem do processo licitatório para direcionar a contratação, da fraude na disputa, do aliciamento de prefeitos e agentes públicos mediante pagamento de propina, do alto custo da contratação e do sobrepreço, foi provado que o serviço não era executado e o produto não foi entregue, apesar dos valores pagos pelo município à empresa.

A quantia efetivamente paga à Ktech alcançou o valor de R$ 967.200,00, correspondente ao montante dos recursos públicos desviados pelo grupo – o que representa um sobrepreço de 315% dos custos apurados.

Pedidos – Na ação de improbidade, o MPF requer, além do ressarcimento ao erário dos valores desviados, a condenação dos réus Astor Vieira Júnior, Rogere Sousa Magalhães, Frederico Vesper Silva Rodrigues e Lucas Lopes da Silva em todas as sanções do art. 12, inciso II, da Lei da Improbidade (nº 8.429/92), por prejuízo aos cofres públicos, e dos acionados Marconi Edson Baya, Mardes Lima Monteiro de Almeida, Rodrigo Seabra Bartelega de Sousa, Kleber Manfrini de Araújo Dourado, Angela Maria Correa de Sousa e José Bonifácio Marques Dourado em todas as sanções do art. 12, inciso I, da mesma lei, por enriquecimento ilícito e dano ao erário.

Na ação penal, o MPF requer a condenação de todos os réus por fraude a licitação, às penas previstas no art. 90 da Lei 8.666/93, e desvio de verbas públicas, nas penas do art. 1º, I, do Decreto-Lei 201/67, exceto Astor Vieira Júnior e Rogere Sousa Magalhães, que respondem apenas pelo crime licitatório. Além disso, o órgão requer, também, a condenação de Mardes Lima Monteiro de Almeida, Kleber Manfrini de Araújo Dourado e seu pai, o ex-prefeito José Bonifácio Marques Dourado, por corrupção passiva, com pena prevista no art. 317 do Código Penal (CP), assim como a condenação de Kells Belarmino Mendes por corrupção ativa, às penas do art. 333 do CP.

A deputada estadual Ângela Maria Correa de Sousa e seus então assessores, Lucas Lopes da Silva e Frederico Vesper Silva Rodrigues, além do deputado Carlos Ubaldino, réus na ação de improbidade, não foram denunciados pelo Ministério Público Federal de Ilhéus em virtude do foro privilegiado a que fazem jus, razão pela qual devem responder por seus crimes perante a Procuradoria Regional da República e o Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Águia de Haia – A operação teve suas investigações iniciadas pelo MPF e pela Polícia Federal em 2013, com o objetivo de apurar desvios de recursos da Educação no município de Ruy Barbosa (BA). No curso das investigações, foi constatado que os fatos estavam relacionados a um esquema bem arquitetado de fraude a licitações, desvio de dinheiro público e corrupção de agentes políticos e servidores públicos, mediante pagamento de vantagens patrimoniais indevidas e repartição dos ganhos ilícitos.

A organização criminosa, liderada por Kells Belarmino Mendes e outros, agia em diversos municípios e negociava com as prefeituras um “pacote fechado”. Esse pacote viabilizava as fraudes e incluía as minutas e modelos das peças dos procedimentos licitatórios, montados para permitir que as empresas da organização criminosa fossem as únicas interessadas e, ao final, somente elas fossem as vencedoras. Em seguida, as empresas do grupo criminoso, contratadas a preços superfaturados (sobrepreço), eram pagas com recursos da Educação e os serviços pactuados não eram devidamente prestados.

Dirceu ficará em uma cela coletiva de 30 metros quadrados

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário do DF divulgou nota para informar que José Dirceu está recolhido no bloco 5 do Centro de Detenção Provisória da Papuda e ficará em uma cela coletiva de 30 metros quadrados, com beliche, chuveiro e vaso sanitário.

“Assim como todos os outros detentos do sistema prisional, José Dirceu terá direito a quatro refeições diárias –café da manhã, almoço, janta e lanche noturno– e duas horas de banho de sol”, acrescenta a nota. As informações são do site O Antagonista.

Bocão

Menina de 10 anos é estuprada e morta dentro de casa em Camaçari

A pequena Milena Alves, de 10 anos, foi estuprada e morta dentro da casa onde morava em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador (RMS). O corpo da vítima foi encontrado dentro do quarto pela própria mãe, por volta de 17h, na Rua da Manoela, no bairro Gleba A.

Nas primeiras apurações, ainda na noite de quinta, agentes da 18ª Delegacia (Camaçari) que estiveram no local informaram que a menina foi estuprada e morta por asfixia dentro da própria casa. À PM, a mãe informou que a janela da casa estava arrombada.

Três suspeitos do crime chegaram a ser detidos, mas após prestar depoimento, foram liberados. Eles negam o crime (ver abaixo).

Testemunhas estão sendo ouvidas na Delegacia de Homicídios de Camaçari pela delegada Maria Tereza. Entre as que já prestaram depoimento está a mãe da vítima, Ana Conceição Alves.

De acordo com o cunhado de Ana, Daniel Bonfim, 32, a garota saiu na companhia da mãe por volta das 7h para a escola. A mãe, após deixar a filha na escola, seguiu para o trabalho, uma loja de roupas no centro da cidade.

A vítima voltava, todos os dias, sozinha para casa. De acordo com Daniel, no dia do crime não foi diferente: a garota chegou em casa depois da aula, no entanto, foi encontrada morta, com sinais de violência sexual, em cima da cama do próprio quarto. A mãe foi a primeira a se deparar com o corpo, logo após chegar do serviço.

A garota era responsável por buscar o irmão na creche, à tarde, mas não apareceu na unidade de ensino. A princípio, após chegar em casa e encontrar a filha sem vida, a mãe também achou que o garoto de três anos havia sido sequestrado; ele estava na creche a espera da irmã.

“Às vezes, a mãe também buscava o garoto. Quando ela entrou e não encontrou o menino, achou que algo tivesse acontecido com ele também. O menino não estava porque a garota não foi buscá-lo”, acrescentou o cunhado.

Ainda de acordo com o cunhado, a mãe da vítima reparou que a porta da casa estava trancada e a chave presa na fechadura, no interior da residência. Sinais que levam a família a acreditar que o autor do crime já poderia estar no interior da residência, a espera de Milena.

No entanto, a delegada que está a frente do caso evitou falar sobre o crime. “Para não atrapalhar as investigações”, justificou Ana Tereza.

Correio

ITABUNA: ESCRITORES LOCAIS LANÇAM OBRA INÉDITA NO SHOPPING JEQUITIBÁ

O próximo dia 30 de maio será mais que especial para a literatura baiana. Com um toque de crônica, romance e documentário biográfico, os escritores Juliana Soledade e Rodrigo Muniz farão o lançamento do livro Diário das Mil Faces. O evento irá ocorrer no Shopping Jequitibá, a partir das 18h, no espaço em frente à Morana.

O projeto do livro teve início no ano de 2017, quando os autores idealizaram uma obra diferente. “A ideia foi fazer algo novo, algo muito além de relatos tendenciosos sobre a cultura do cacau. Esmiuçamos as relações familiares, sociais e culturais do nosso povo ao longo do século XX de forma transparente e sem pudores”, destaca Muniz.

Diário das Mil Faces é baseado quase na sua totalidade em fatos reais. “É uma história fantástica contada por pessoas comuns e incomuns que viveram na nossa região. Gente simples como cada um de nós, que teve o destino marcado por altos e baixos, amor, ódio, sofrimento, felicidade. Enfim, um livro para marcar a nova safra de escritores na nossa região”, comenta Rodrigo Muniz.

Os autores prometem uma leitura rápida, dinâmica e repleta de surpresas. Para Juliana Soledade, a proposta narrativa do livro e das suas tramas são os pontos fortes. “A cada momento os nossos leitores vão querer saber o que irá acontecer. Certamente é um livro marcante por possuir uma linha narrativa incrível e muitos elementos que o povo se identifica”.

O livro conta com personagens distintos no cenário sul baiano em seu tempo áureo do cacau, com requinte de mistério. “É um livro atemporal, vibrante, solar, cheio de cores, sensações e vida. Tenho certeza que este livro encantará a crítica e os leitores”, finaliza Juliana.

Ipolitica

OAB EMITE NOTA CONTRA ATO DO MEC QUE ABRIU MILHARES DE VAGAS EM CURSOS DE DIREITO

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, emitiu nesta quarta-feira (16), nota contra ato do Ministério da Educação que permitiu a abertura de novos cursos de Direito, somando mais de cinco mil novas vagas para a graduação. Confira:

“A sociedade brasileira novamente é atacada pelo MEC, que mais uma vez autoriza a abertura de milhares de vagas em cursos de Direito, sem que uma avaliação profunda das mesmas seja feita, permitindo assim que o estelionato educacional se perpetue em nosso país.

Aos olhos da sociedade, a abertura de vagas dá a falsa impressão de que haja um positivo avanço social rumo ao ensino superior de qualidade. Na prática, o que ocorre é bem diferente. São milhares de jovens estudantes e famílias inteiras lesadas pela baixíssima qualidade de cursos criados sem levar em conta critérios básicos como a necessidade social e a estrutura mínima para receber os discentes, além da falta de capacidade do mercado para recepcionar os alunos nas atividades de práticas jurídicas.

A ampliação da oferta de vagas – uma valiosa moeda de troca, especialmente em período pré-eleitoral – fragiliza a boa formação dos alunos, o que resulta na enxurrada de profissionais diplomados e muitos sem condições de enfrentar a realidade de um mercado de trabalho competitivo ou mesmo de habilitar-se ao exercício da advocacia.

O MEC precisa urgentemente adotar critérios de maior responsabilidade e fiscalização, para que os alunos deixem de ser vítimas de um verdadeiro estelionato, promovido por algumas instituições cujo interesse passa longe da qualidade da formação, mas prioritariamente pelo lucro”.

Claudio Lamachia, presidente nacional da OAB

DE ILHÉUS PARA DIOCESE DE GUARABIRA, NA PARAÍBA: NOVOS CAMINHOS DO BISPO ALDEMIRO SENA, O PADRE MIRO DOS ILHEENSES.

Uma das figuras mais emblemática do catolicismo ilheense, o Padre Miro, hoje intitulado Bispo da Diocese de Guarabira, na Paraíba, construiu sua vida pautada na fé e na palavra de Deus, dentro dos preceitos religiosos, tornando-se uma referência para os fiéis da Igreja Católica na cidade de Ilhéus e em toda região sul da Bahia.

Natural da cidade de Ibirataia (BA), Aldemiro Sena dos Santos, formou-se em Filosofia e Teologia pelo Instituto de Teologia de Ilhéus. Em 1992, foi ordenado sacerdote da Catedral de São Sebastião. Exerceu por três anos o posto de reitor do Seminário Menor São Domingos Sávio, e assumindo, também a Paroquia Nossa Senhora da Escada, em Olivença.

Entre os anos de 1996 e 1998, Padre Miro, exerceu o sacerdócio na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Barro Preto, e logo após tornou-se pároco da Paroquia Nossa Senhora Aparecida e coordenador do Centro de Treinamento de Lideres Santa Cruz, ambas dentro da cidade de Ilhéus.

Representou o clero diocesano entre os anos de 2006 à 2014, e foi nomeado em 2007 como pároco da Paroquia São Francisco de Assis, em Ilhéus.

Nos anos de 2013 e 2014, Padre Miro, assumiu o presbitério do regional Nordeste III da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e de 2015 à 2017 foi pároco da Paroquia São Jorge e Catedral de São Sebastião, além de ecônomo da diocese e presidente da Sociedade São Vicente de Paulo, que agrega o abrigo para idosos, em Ilhéus.
Em outubro de 2017, a Nunciatura Apostólica no Brasil, divulgou a decisão do Papa Francisco, em nomear o Padre Adelmiro Sena, como Bispo da Diocese de Guarabira, na Paraíba. A decisão emocionou os fieis do catolicismo ilheense, pois foi a primeira vez na história da cidade que o Papa nomeou um Bispo oriundo da Diocese de Ilhéus.
“ O Padre Miro é um espelho para todas as gerações de fieis que acreditam no catolicismo. Ele representa o coração da nossa igreja. Ficamos tristes pela saída dele, mas sabemos que Guarabira, estará ganhando um presente de Deus, em tê-lo como Bispo”, disse o fiel Dr. Cosme Araújo, católico atuante que sempre fez questão de prestigiar as Missas do Padre.

As sensações de tristeza e alegria, também tomaram conta do novo Bispo da Diocese de Guarabira. “ Foi uma surpresa pra mim e acredito que também para o povo e muitas pessoas falam exatamente da alegria, mas ao mesmo tempo, tristeza, porque vou sair daqui da cidade, vou ficar um pouco distante, mas sabemos que uma missão nossa deve ser uma missão além fronteiras”, disse em entrevista divulgada pelo site Portal Católico.

por Caliana Mesquita

   

  • CHOCOLATE DE ILHÉUS APARECE ENTRE OS SETE MELHORES DO MUNDO
    16 de Março de 2018 | 15:50

    Um mais importantes jornais do sul do País, o Gazeta do Povo, de Curitiba, publicou ontem (13) reportagem especial, em seu caderno de turismo “Viver Bem”, que aponta Ilhéus entre as sete cidades produzem alguns dos melhores chocolates do mundo e são inspirações para o destino de férias de quem ama a iguaria. Reportagem assinada […]

    No Comments

  • PGR recorre de decisão e pede restabelecimento de condução coercitiva
    14 de Março de 2018 | 09:48

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu de decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que, por meio de liminar concedida em dezembro, proibiu a condução coercitiva de investigados para interrogatório em todo o País. O recurso foi enviado ao ministro, relator do caso, nesta segunda-feira (12). A determinação de Gilmar atendeu […]

    No Comments

  • RSSArchive


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia