WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Educação’

A ativista paquistanesa Malala Yousafzai está no Brasil e visitará Salvador nesta terça

 

Sorrindo nervosa e ajeitando os cabelos com as mãos, Islaine Medeiros, de 17 anos, ainda não acreditava que tinha conseguido falar sobre a vida na sua escola para um de seus maiores ídolos. Enquanto esperava na fila para tirar uma foto com aquela que chama de “inspiração”, a menina de Alagoinhas, na Bahia, perguntava se alguém também havia filmado o encontro.

A “inspiração” de Islaine não é atriz ou cantora, mas a ativista paquistanesa Malala Yousafzai, que participou nesta segunda-feira, 9, de um debate sobre educação no auditório do Ibirapuera, zona sul de São Paulo. Ela estará em Salvador nesta terça-feira (10).

O evento, organizado pelo Itaú Unibanco, era fechado para convidados: a maioria alunos de escolas públicas e ativistas de projetos educacionais. Mas, do lado de fora, famílias tentavam lugar para suas filhas acompanharem a mais jovem vencedora do prêmio Nobel da Paz, em 2014.

“Ela é como uma artista. O talento dela é a coragem, a força, a forma como enxerga a educação”, disse Islaine, que conheceu a história de Malala há poucas semanas, quando ganhou na escola o livro da paquistanesa, baleada pelo grupo extremista Talibã aos 15 anos por se manifestar contra a proibição de educação para mulheres.

Malala contou que veio ao Brasil para “achar meios” de garantir educação para 1,5 milhão de meninas no País que estão fora da escola. “São meninas que estão tendo o seu direito negado, como ocorreu comigo. Quero, junto com vocês, encontrar formas de garantir que tenham acesso a uma educação de qualidade, que significa dar condições a elas de saber ler e escrever e também de sonhar”, afirmou a ativista. A maior parte das jovens fora da escola, ressaltou, são as negras, indígenas e de famílias pobres.

 A solução para o problema no Brasil, defende, está nas próprias comunidades afetadas.

Nívea Reis, de 16 anos, era outra das jovens emocionadas, ao fim do evento. Ela conseguiu contar a Malala sobre o projeto que desenvolve em sua cidade, Andrequicé (MG). Nívea e outros amigos estão alfabetizando idosos do município e buscam apoio da prefeitura para conseguir mais verba. “Às vezes parece impossível fazer com que nossas ideias virem realidade. Ao conhecer a história da Malala e, ao ouvir falar agora sobre a sua vida, me fez ver que não posso desistir. Quero ser forte e corajosa como ela”, diz.

Apesar de ser vista como heroína, Malala fez questão de refutar o título logo no início do debate. “Tantas colegas que estudavam comigo queriam levantar a voz e se manifestar. Não era diferente delas. A minha voz só pôde ser ouvida porque eu tenho pais que são especiais e sempre me apoiaram.”

Malala lembra que a repercussão da sua história fez com que a sua mãe, impedida de ir ao colégio aos 6 anos, pudesse iniciar os estudos. “É o contrário do que acontece na maioria das casas, mas sou eu que leio para a minha mãe. E é uma experiência maravilhosa”, conta.

Para a ativista, a educação igualitária para mulheres precisa entrar na pauta das eleições porque desenvolve economias e democracias. “A igualdade pressupõe também responsabilidades iguais e queremos compartilhar isso com eles.”

Correio

Prouni tem mais de 12 mil vagas para baianos

Os estudantes baianos que estão interessados em participar do segundo processo seletivo de 2018 do Programa Universidade para Todos (Prouni) já podem fazer a sua inscrição. Serão ofertadas 12.410 vagas na Bahia, sendo 4.599 integrais e 7.811 parciais. Ao todo, no Brasil, o Prouni vai disponibilizar 174.289 vagas, sendo 68.884 integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições de ensino superior. As inscrições deverão ser realizadas apenas pela página do Prouni na internet, até as 23h e 59 minutos do dia 29.

Para se candidatar, é necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, ter alcançado, no mínimo, 450 pontos de média e ter tido nota superior a zero na redação.  Para concorrer às bolsas, o candidato deve informar o número de inscrição no Enem 2017 e a senha mais atual cadastrada no exame. Quem esqueceu as senhas, tem a opção de resgatá-las com o número do CPF no site. É importante lembrar que as notas de outras edições do Enem não valem para pleitear uma bolsa no programa.

Além disso, só podem participar do processo seletivo estudantes brasileiros que não possuem curso superior e que tenham cursado o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada. Alunos que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada na condição de bolsista, ou que possuam alguma deficiência física, ou ainda professores da rede pública também podem solicitar bolsas.

Para ter direito a uma bolsa integral, o candidato deve ter uma renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio, que corresponde ao valor de R$ 2.385. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm uma renda familiar per capita de até três salários mínimos, que representa a renda de R$ 2.862. Quem conseguir uma bolsa parcial, e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade, pode utilizar como recurso o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Inscrição
No momento da inscrição, o candidato pode escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição de ensino que deseja ingressar, além do curso e do turno entre as bolsas disponíveis, de acordo com seu perfil. O candidato com deficiência ou que se autodeclarar indígena, preto ou pardo pode optar por concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções mais de uma vez. Será considerada válida apenas a última inscrição confirmada.

Uma vez por dia, o sistema do Prouni calcula a nota de corte, que é a menor para ficar entre os potencialmente pré-selecionados de cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência.

O Ministério da Educação (MEC) esclarece, porém, que a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição. O MEC destaca que a nota de corte não é garantia de pré-seleção para a bolsa ofertada. A primeira nota de corte do programa será divulgada hoje.

A lista dos candidatos pré-selecionados estará disponível também na página do Prouni, a partir do dia 2 de julho para a primeira chamada. Já no dia 16 de julho será divulgada a lista para a segunda chamada.

Os estudantes ainda podem acompanhar as divulgações das notas de corte dos cursos, pesquisar bolsas e conhecer todo o calendário do processo seletivo no aplicativo do Prouni, disponível na Google Play e App Store. Porém, não dá para fazer a inscrição pelo aplicativo, somente pelo site.

O Prouni é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas integrais e parciais de 50% em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições de educação superior privadas. As instituições que participam do programa têm isenção de alguns tributos.

Na primeira edição do Prouni deste ano, foram ofertadas aproximadamente 243 mil bolsas, sendo 113.863 integrais e 129.124 parciais. Desde que foi criado, em 2004, o Prouni já atendeu 2,5 milhões de estudantes, sendo que 70% com bolsas integrais.

Passo a passo da Inscrição
Ter realizado o Enem
É necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio de 2017 e ter alcançado, no mínimo, 450 pontos de média.

Inscrição no site
É preciso acessar o site do ProUni disponível no endereço www.siteprouni.mec.gov.br para realizar a inscrição e se candidatar às bolsas.

Nacionalidade
Só podem participar da seleção estudantes brasileiros que não possuem curso superior e tenham cursado o ensino médio na rede pública ou como bolsista integral na rede privada.

Bolsistas
Alunos bolsista ou que tenham alguma deficiência física, ou ainda professores da rede pública também podem solicitar bolsas.

Renda familiar
Para bolsa integral, o candidato deve ter  renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. Já para bolsa parcial, é preciso ter renda familiar per capita de até três salários mínimos.

INSCRIÇÃO EM LISTA DE ESPERA DO SISU COMEÇA NESTA SEXTA-FEIRA

A partir de zero hora desta sexta-feira (22), os estudantes que não foram pré-selecionados na chamada regular do processo seletivo do segundo semestre do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem manifestar o interesse em participar da lista de espera.

A manifestação deve ser feita até as 23h59min do próximo dia 27, por meio da página do Sistema mantida pelo Ministério da Educação. O candidato deve ter em mãos o número de inscrição e a senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 e a senha mais atual cadastrada no Enem. A convocação dos candidatos em lista de espera será no período de 3 de julho a 21 de agosto pelas próprias instituições que estão oferecendo as vagas.

A lista de espera é aberta aos inscritos que não foram selecionados na chamada regular ou que foram aprovados somente para a segunda opção de curso, independentemente de terem efetuado ou não a matrícula para o curso no qual foram selecionados. A participação na lista é restrita à primeira opção de vaga.

Nesta edição, estão sendo ofertadas 57.271 vagas em 68 instituições. A distribuição se dá entre oito instituições públicas estaduais – um centro universitário e sete universidades –, uma faculdade pública municipal e 59 instituições públicas federais, com dois centros de educação tecnológica, 27 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e 30 universidades.

O Sisu é um sistema informatizado criado pelo Ministério da Educação, no qual as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Pode concorrer quem fez a prova em 2017 e obteve nota superior a zero na redação.

Inadimplência do Fies dobra desde 2014, e 41% não pagam as parcelas há mais de três meses

Depois de um período de crescimento desenfreado de novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), de 2011 a 2014, o Ministério da Educação lida agora com um aumento contínuo da inadimplência dos ex-estudantes. Dados obtidos com exclusividade pelo site G1 por meio da Lei de Acesso à Informação mostram que a taxa de inadimplência dobrou de 18,9%, entre dezembro de 2014, para 41% em março de 2018, período mais recente das informações repassadas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

No mercado, um devedor é considerado inadimplente apenas quando está há pelo menos 90 dias sem pagar o valor devido. Em março, esse era o caso de 249.433 estudantes.

Muito maior do que a expectativa original de 10% de inadimplência, essa parcela de devedores representa 41% do total de 612.225 pessoas financiadas pelo Fies que já passaram pela fase de financiamento e a fase de carência (período em que o valor já foi inteiramente financiamento, mas o devedor ainda não precisa começar a pagar de volta), e entraram na fase de amortização.

Mesmo com o crescimento constante da inadimplência, o governo ainda não definiu as regras do Programa Especial de Regularização do Fies, que já estava incluído na MP do Novo Fies, aprovada no Senado Federal em novembro do ano passado. O FNDE afirmou que “ainda não há qualquer contrato vinculado a esse Programa” por causa da falta de regulamentação.

O FNDE só começou a divulgar dados sobre a inadimplência do Fies a partir de 2015, alegando que, antes o número de contratos que já estavam na fase de amortização era muito pequeno.

Atualmente, mais de 600 mil estudantes já estão pagando as parcelas do Fies, mas cada vez menos conseguem cumprir os prazos das parcelas. Em março, o total de contratos na fase de amortização, mas com atraso de um a 89 dias no pagamento de parcelas, era de 128.689. Somados aos contratos já considerados inadimplentes (com atraso de pelo menos 90 dias), eles representam 378.122.

Isso quer dizer que, em março, apenas 234.103 contratos estavam cumprindo os prazos de pagamento.

Os números mostram que o número de pessoas em dia com o Fies já é menor que os que estão com atraso de pelo menos um dia desde dezembro de 2017.

Controle do número de novos contratos

Depois de cinco anos aceitando praticamente toda a demanda de estudantes, o Fies passou a tentar controlar o número de novos contratos e segurar o orçamento, que chegou a R$ 13,7 bilhões nas duas edições de 2014.

No primeiro semestre de 2015, depois que o número de novos contratos superou o previsto para o ano inteiro, o Ministério da Educação anunciou uma série de mudanças, como aumentar a taxa de juros, reduzir o teto da renda familiar para priorizar o financiamento dos estudantes mais pobres e de regiões estratégias, e privilegiar cursos de graduação com avaliações mais altas e considerados de necessidade mais urgente para a sociedade.

O número de novos contratos também passou a ser fixado em vagas oferecidas em um processo seletivo, que também exigia nota mínima no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com isso, em 2017 ele caiu no menor patamar em seis anos.

Medidas para ‘estancar’ a inadimplência

Mesmo assim, a inadimplência continuou a subir e, no ano passado, o MEC anunciou a reformulação do programa, que rebatizou de Novo Fies.

Além de mudanças sobre quem poderia participar de cada modalidade criada, novas medidas foram tomadas para limitar a liberdade das faculdades na hora de definir os preços praticados. “Nós tínhamos no modelo anterior, por exemplo, algumas instituições de ensino praticando preços exclusivos para o Fies”, afirmou Rossieli.

Segundo ele, algumas instituições chegavam a cobrar, de um aluno do Fies, o triplo ou até quatro vezes mais que a mensalidade cobrada de estudantes que pagavam pelo curso do próprio bolso. “A gente não pode pagar o absurdo de diferenças como essas.”

As medidas servem para prevenir que a inadimplência aumente também entre os contratos que ainda estão na fase de financiamento. Mas, para os estudantes que já demonstram dificuldade em quitar o que devem ao Fies, o programa de renegociação das dívidas ainda não saiu do papel.

G1

ESTUDANTES DE ITABUNA APRESENTAM APLICATIVOS CRIADOS NO PROJETO E-NOVA EDUCAÇÃO DURANTE O VIRTUAL EDUCA BAHIA 2018

Diferentes aplicativos desenvolvidos por estudantes do Colégio Estadual Félix Mendonça, em Itabuna, através do projeto e-Nova Educação, desenvolvido em parceria com o Google, estão chamando a atenção dos participantes do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, que acontece até esta sexta-feira (8), no Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos Isaías Alves (ICEIA), no bairro do Barbalho, em Salvador. São protótipos de aplicativos que buscam solucionar problemas existentes na sociedade e que revelam o olhar empreendedor e criativo dos estudantes da rede estadual de ensino.

As estudantes Anna Karoline Pinheiro, 14, e Anabelly Santos, 17, estão apresentando o aplicativo “ASF – Acompanhe Seu Filho”, no qual os pais dos alunos poderão acompanhar a vida escolar dos filhos, como notas, frequência e avisos. A ideia é voltada para as Secretarias de Educação e o aplicativo poderá ser acessado pelo numero de matrícula do estudante de cada unidade escolar cadastrada. Com este aplicativo, as estudantes conquistaram a etapa regional e a final da etapa Brasil do Technovation Challenge Brazil, competição de desenvolvimento de aplicativos para meninas de 10 a 18 anos dos Ensinos Fundamental, Médio e Técnico, e agora, estão concorrendo com as equipes mundiais para participar da final da competição que será realizada, em agosto, na Califórnia, nos Estados Unidos.

“O nosso projeto visa facilitar o maior acompanhamento familiar na vida do estudante e pensamos exclusivamente nos pais, pois muitos deles, na correria diária, não têm tempo suficiente de estarem totalmente presentes na escola e através do aplicativo eles poderão acompanhar a vida escolar de seus filhos. Estou muito entusiasmada em participar de um evento desse porte e, também, esperamos participar e sair como campeãs na final do Technovation Challenge nos EUA”, afirma Anna Karoline Pinheiro.

Outro projeto de destaque é o “Bio Protect”, que significa “Proteja a Vida”, criado pela estudante Shauany Gomes, 16, e as demais integrantes de sua equipe. “Ele foi criado porque analisamos que o mundo em que vivemos hoje com o avanço tecnológico tem sido prejudicado. O aplicativo contém um quiz (jogo) onde o participante pode assinalar algumas alternativas e, com base nas suas respostas, será mostrado um texto sobre o tema abordado no qual o participante poderá fazer uma autorreflexão sobre suas atitudes com o meio ambiente. Além disso, também são indicadas algumas plantas medicinais que podemos cultivar em nossa casa para ajudar na nossa saúde”, explica a estudante.

Ilhéus24h

Inscrições do Enem começam nesta segunda-feira (07)

Os estudantes que desejam participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 vão poder realizar as inscrições nesta segunda-feira (07), a partir das 10h. A taxa é de R$ 82.  Aqueles que conseguiram a isenção da taxa também devem realizar a inscrição.

Para quem for pagar a taxa, o prazo máximo para quitação do boleto bancário é o dia 23 de maio. Mesmo que haja um feriado regional e os bancos não funcionem, a data-limite não será alterada, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

No momento da inscrição é necessário informar o número do CPF e do RG para que seja criada uma senha. É ela que dará acesso futuramente ao cartão de confirmação e aos resultados, por exemplo. Também é preciso ter um número de celular e um e-mail válidos, para que o Inep envie comunicados diretamente aos candidatos.

Além desses dados, os estudantes têm de afirmar se necessitam de algum atendimento especializado no dia da prova (como para pessoas com deficiência ou lactantes). Em outra etapa da inscrição, precisam marcar se a língua estrangeira cobrada na prova será o inglês ou o espanhol.

Datas das provas

O Enem acontecerá em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro:

04/11: 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas e redação.

Duração: 5h30

11/11: 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática.

Duração: 5h (30 minutos a mais do que em 2017)

Horários das provas

Abertura dos portões: 12h

Fechamento dos portões: 13h

Início das provas: 13h30

Encerramento das provas: 19h (primeiro dia) e 18h30 (segundo dia)

Mais de 125 mil pessoas já pediram isenção da taxa de inscrição no Enem

Até as 19h30 de ontem (2), 125.766 mil pessoas apresentaram requerimentos de isenção na taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. Outros 6.781 candidatos acessaram o sistema para justificar a ausência no Enem do ano passado e assim garantir a gratuidade neste ano. O sistema para pedir a isenção e justificar a ausência foi aberto às 10h desta segunda-feira.

Neste ano, pela primeira vez o pedido de isenção da taxa de inscrição será feito antes do período de inscrição. Até o ano passado, os dois atos eram simultâneos. Também pela primeira vez os candidatos que tiveram a isenção no ano passado e faltaram aos dois dias de prova terão de justificar a ausência para ter a gratuidade novamente.

Tanto o pedido de isenção quanto a justificativa de ausência devem ser feitas na Página do Enem 2018. Todos os interessados em fazer o Enem 2018, isentos ou não, deverão fazer a inscrição entre 7 e 18 de maio.

 O resultado da solicitação de isenção será divulgado no dia 23 de abril. Caso o pedido seja negado, a partir deste mesmo dia e até o dia 29 de abril o interessado poderá apresentar novos documentos. O resultado do recurso será divulgado no dia 5 de maio e, se for negado, o interessado ainda terá a opção de fazer a inscrição e pagar a taxa de R$ 82.

:: LEIA MAIS »

Estudantes de Itabuna apresentam projetos ligados à Conferência Estadual pelo Meio Ambiente

A etapa escolar da III Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente foi realizada durante esta semana pelas escolas da capital e do interior. No Centro Estadual de Educação Profissional (CETEP) do Litoral Sul II, em Itabuna, por exemplo, a culminância teve como temática “Percebendo a água em suas múltiplas dimensões e suas implicações no projeto de vida de cada indivíduo, mobilizando mais de 300 estudantes. As atividades envolveram a disciplina ‘Projeto de Vida’, que propõe o desenvolvimento de tarefas que beneficiem a vida pessoal e tenham relação com a futura profissão de cada um. O conferência, que este ano tem como tema “As escolas da Bahia cuidando das águas”, acontece de 7 a 9 de maio, em Salvador.

O professor do CETEP do Litoral Sul II, Adelson Menezes, conta que já trabalhava em sala de aula com o Juventude em Ação e, com a chegada da conferência, a temática da água passou a ser discutida com mais profundidade. “Tivemos duas semanas de debates por meio dos quais foram desenvolvidos projetos para que os alunos apresentassem nesta culminância. A partir de agora, enviaremos um relatório para a Conferência Estadual e os alunos ainda continuarão aperfeiçoando os trabalhos durante o ano letivo, dentro da disciplina ‘Projeto de Vida’”, explicou.

Um dos estudante que desenvolveram o projeto, Alan Santos, 15 anos, do curso técnico de nível médio em Desenho da Construção Civil, explicou que, inicialmente, foi feita uma maquete que simula um protótipo para a retirada de lixo, tratamento da água e sua distribuição. “Trata-se de uma proposta tecnológica e futurista em que estamos pensando mais para frente mesmo. É uma forma de contribuir para a formação de profissionais mais comprometidos e conscientes”.

A aluna do curso técnico de nível médio em Logística, Evely Santos, 16, completou afirmando que a temática mobiliza muitas pessoas por ser uma preocupação universal. “Sempre temos que enfatizar que a água é vida e precisamos sempre estar atentos à sua preservação. No meu grupo, apresentamos a importância da tensão superficial da água que, devido à poluição, está prejudicando muitos insetos e animais que dependem dela para se locomover. É um desequilíbrio da natureza que pode nos prejudicar futuramente”.

Curso Gabaritando é record na aprovação no Concurso de Professor do Estado da Bahia

O Curso Gabaritando coordenador pelo Professor Emenson Silva , é inegavelmente o Curso para Concurso referência em Ilhéus e Região .Dessa vez o Curso teve um índice de aprovação no Concurso de professor do Estado , senddk o certame realizado pela banca FCC. Segundo o professor Emenson Silva, ’’é motivo de muita alegria receber mensagens de aluno emocionados e agradecendo o direcionamento dado pelo curso isso dar mais vontade de continuar desbravando e contribuir diretamente para transformação de vidas dos nossos alunos”. É como trabalho, planejamento, organização e aprovação que conseguimos aceitação e destaque em toda Região, pois aprovamos em massa no Concurso de professor onde tivemos alunos em destaque nas colocações como por exemplo o aluno Egnaldo Oliveira Santos terceiro colocado na Bahia em sua área, todo esses sucessos devemos aos nossos alunos que lutam, estudam e seguem nossas orientações corretamente. Curso Gabaritando.

Quem passa, estuda aqui!! Contato 73-8854- 2540 – 3633 7421

Polícia identifica segunda testemunha do assassinato da vereadora Marielle no Rio

Uma nova testemunha pode ajudar a polícia na investigação da morte da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada a tiros na Região Central do Rio nesta quarta-feira (14). De acordo com o ex-chefe de Polícia Civil do Rio e comentarista da TV Globo, Fernando Veloso, além da assessora, uma outra testemunha do crime já prestou depoimento na Divisão de Homicídios na madrugada desta quinta-feira (15). Uma das hipóteses do crime, segundo a polícia, é execução, mas outras não são descartadas.

“Vou tentar informar o máximo possível sem comprometer o trabalho que começou a ser iniciado pelos investigadores da Divisão de Homicídios durante a noite e a madrugada. Além da assessora, há outra testemunha que já foi identificada e ouvida”, afirmou Veloso.

A primeira testemunha foi a assessora de Marielle, que estava no carro, foi atingida por estilhaços e teve ferimentos leves.

O corpo de Marielle será velado na Câmara dos Vereadores a partir das 11h desta quinta-feira (15).

Segundo as primeiras informações da polícia, bandidos em um carro emparelharam ao lado do veículo onde estava a vereadora e dispararam. Marielle foi atingida com pelo menos quatro tiros na cabeça. A perícia encontrou nove cápsulas de tiros no local. Os criminosos fugiram sem levar nada. Além da vereadora, o motorista do veículo, Anderson Pedro Gomes, também foi baleado e morreu.

De acordo com Fernando Veloso, também estão sendo apuradas as características do carro dos assassinos. “Há outras informações que estão sendo trabalhadas que vão prosseguir no dia de hoje. Eles vão voltar ao local no dia de hoje, vão prosseguir na questão de câmeras. O próprio veículo, há uma dúvida sobre as características desse veículo”, afirmou.

Marielle havia participado no início da noite de um evento chamado “Jovens Negras Movendo as Estruturas”, na Rua dos Inválidos, na Lapa.

No momento do crime, a vereadora estava no banco de trás do carro, no lado do carona. Como o veículo tem filme escuro nos vidros, a polícia trabalha com a hipótese de os criminosos terem acompanhado o grupo por algum tempo, tendo conhecimento da posição exata das pessoas. O motorista foi atingido por pelo menos 3 tiros na lateral das costas.

A polícia buscará imagens de câmeras da região para determinar o trajeto do carro e desde onde ele passou a ser seguido. O local exato do crime fica quase em frente a um posto do Detran, que na hora estava fechado. Do outro lado da rua há uma concessionária que também estava fechada.

G1

SANCIONADO PROJETO QUE LIBERA R$ 2 BILHÕES PARA AUXÍLIO A MUNICÍPIOS

Foi sancionado ontem pelo presidente da República o Projeto de Lei do Congresso (PLN) 1/2018, que abre crédito de RS 2 bilhões para os ministérios da Educação (R$ 600 mil), da Saúde (R$ 1 bilhão) e do Desenvolvimento Social (R$ 400 mil). O dinheiro viabiliza o auxílio financeiro aos municípios previsto na Medida Provisória 815/17. O projeto foi aprovado pelo Congresso Nacional no último dia 20.

A MP 815/17 autoriza a União a transferir aos entes federativos que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) recursos destinados à superação de dificuldades financeiras emergenciais. Pelo texto, a parcela destinada a cada ente federado será definida pelos mesmos critérios de transferências do FPM e os municípios deverão aplicar os recursos preferencialmente em saúde e educação

De acordo com o Planalto, apenas em 2017, estima-se que os municípios tenham deixado de receber cerca de R$ 4 bilhões por meio do FPM.

Segundo o Ministério do Planejamento, o projeto não afeta a obtenção da meta de resultado primário fixada para o exercício. O crédito especial será viabilizado devido à anulação de dotações orçamentárias, inclusive de emendas de comissão e de bancadas estaduais, de execução não obrigatória.

fonte: Ilhéus Noticias

Brasil tem mais de 37 mil vagas abertas em concursos públicos

Em todo o Brasil, pelo menos, 37.477 vagas de concursos estão abertas atualmente. Os órgãos federais oferecem 4.726 delas. O certame do Banco do Brasil, aberto na última quarta-feira (7), tem 30 vagas imediatas para o cargo de escriturário, com remuneração de R$ 2.718,73. As locações serão para o DF, RJ e SP. Os interessados devem se inscrever pelo site cesgranrio.org.br até o dia 27 de março. A taxa é  de R$ 48.

No concurso da Aeronáutica, as inscrições vão até hoje (12/3) pelo site fab.mil.br, com taxa de R$ 60. Ao todo, são 227 oportunidades com remuneração de até R$ 3.584. As vagas são para as  especialidades de aeronavegantes, não-aeronavegantes e controle de tráfego aéreo.

Há oportunidades também na Marinha. O certame oferece 1.300 vagas para nível médio com remuneração de até R$ 3.825. A distribuição vai ocorrer de acordo com as necessidades da Administração Naval. As inscrições seguem até o dia 30, no site marinha.mil.br/cgcfn. Inscrição a R$ 30.

A Amazônia Azul Tecnologias de Defesa abriu concurso público para 20 vagas, em São Paulo, com salário de R$ 7.114,22. Os interessados devem se inscrever presencialmente até o dia 20 de março. A taxa é de R$ 100.

A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu 21 oportunidades para controlador de tráfego aéreo. O cargo é para nível médio e exige  curso técnico de informática. As inscrições devem ser realizadas até o próximo dia 23, no site fab.mil.br. A remuneração chega a R$ 3.584.

 Na Bahia

O destque entre as seleções com vagas na Bahia nesta semana é o concurso do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), que oferece quatro vagas para professor substituto. As inscrições vão até o dia 19, com taxa de R$ 70. O rendimento inicial será de R$ 3.117,22, mais auxílio-alimentação e R$ 458.

fonte: Correio da Bahia

  • CHOCOLATE DE ILHÉUS APARECE ENTRE OS SETE MELHORES DO MUNDO
    16 de Março de 2018 | 15:50

    Um mais importantes jornais do sul do País, o Gazeta do Povo, de Curitiba, publicou ontem (13) reportagem especial, em seu caderno de turismo “Viver Bem”, que aponta Ilhéus entre as sete cidades produzem alguns dos melhores chocolates do mundo e são inspirações para o destino de férias de quem ama a iguaria. Reportagem assinada […]

    No Comments

  • PGR recorre de decisão e pede restabelecimento de condução coercitiva
    14 de Março de 2018 | 09:48

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu de decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que, por meio de liminar concedida em dezembro, proibiu a condução coercitiva de investigados para interrogatório em todo o País. O recurso foi enviado ao ministro, relator do caso, nesta segunda-feira (12). A determinação de Gilmar atendeu […]

    1 Comment

  • RSSArchive


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia