WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘Polícia’

Menina de 10 anos é estuprada e morta dentro de casa em Camaçari

A pequena Milena Alves, de 10 anos, foi estuprada e morta dentro da casa onde morava em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador (RMS). O corpo da vítima foi encontrado dentro do quarto pela própria mãe, por volta de 17h, na Rua da Manoela, no bairro Gleba A.

Nas primeiras apurações, ainda na noite de quinta, agentes da 18ª Delegacia (Camaçari) que estiveram no local informaram que a menina foi estuprada e morta por asfixia dentro da própria casa. À PM, a mãe informou que a janela da casa estava arrombada.

Três suspeitos do crime chegaram a ser detidos, mas após prestar depoimento, foram liberados. Eles negam o crime (ver abaixo).

Testemunhas estão sendo ouvidas na Delegacia de Homicídios de Camaçari pela delegada Maria Tereza. Entre as que já prestaram depoimento está a mãe da vítima, Ana Conceição Alves.

De acordo com o cunhado de Ana, Daniel Bonfim, 32, a garota saiu na companhia da mãe por volta das 7h para a escola. A mãe, após deixar a filha na escola, seguiu para o trabalho, uma loja de roupas no centro da cidade.

A vítima voltava, todos os dias, sozinha para casa. De acordo com Daniel, no dia do crime não foi diferente: a garota chegou em casa depois da aula, no entanto, foi encontrada morta, com sinais de violência sexual, em cima da cama do próprio quarto. A mãe foi a primeira a se deparar com o corpo, logo após chegar do serviço.

A garota era responsável por buscar o irmão na creche, à tarde, mas não apareceu na unidade de ensino. A princípio, após chegar em casa e encontrar a filha sem vida, a mãe também achou que o garoto de três anos havia sido sequestrado; ele estava na creche a espera da irmã.

“Às vezes, a mãe também buscava o garoto. Quando ela entrou e não encontrou o menino, achou que algo tivesse acontecido com ele também. O menino não estava porque a garota não foi buscá-lo”, acrescentou o cunhado.

Ainda de acordo com o cunhado, a mãe da vítima reparou que a porta da casa estava trancada e a chave presa na fechadura, no interior da residência. Sinais que levam a família a acreditar que o autor do crime já poderia estar no interior da residência, a espera de Milena.

No entanto, a delegada que está a frente do caso evitou falar sobre o crime. “Para não atrapalhar as investigações”, justificou Ana Tereza.

Correio

Operação combate pedofilia em 8 cidades da Bahia; ação ocorre em todo o país

A Polícia Civil da Bahia participa da Operação Luz da Infância 2, megaoperação nacional liderada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública, em combate à pedofilia. No estado baiano, estão sendo cumpridos 26 mandados de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Camaçari, Feira de Santana, Poções, Camacã, Ilhéus, Itagimirim e na Ilha de Itaparica. Suspeitos também estão sendo detidos em flagrante.

Segundo informações da Polícia Civil, os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Dint/Senasp/MESP), com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais, que apresentavam indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva.

Em Salvador, os presos estão sendo levados para a Delegacia Especializada  de Crimes Contra Criança Adolescente (Dercca).

Esse conhecimento produzido durante quatro meses foi repassado às Polícias Civis – em especial delegacias de proteção à criança e ao adolescente e repressão a crimes informáticos – que instauraram inquéritos e solicitaram aos juízes locais a expedição dos mandados.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, as equipes procuram arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. A força-tarefa ocorre desde as primeiras horas da manhã, num total de 24 estados, além do Distrito Federal. Outras informações serão divulgadas ao longo do dia.

Já a Polícia Federal cumpre cinco mandados de busca e apreensão, visando combater os crimes de pornografia infantil na internet. São quatro mandados em Salvador e um em Alagoinhas. Cerca de 25 policiais federais participam da operação, cujo objetivo é a localização e apreensão de dispositivos informativos com suspeita de terem sido utilizados para compartilhamento de conteúdo de pornografia infanto-juvenil através da internet.

A ação da Polícia Federal foi realizada nesta data em razão da deflagração, também hoje, da Operação Luz da Infância 2, coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública. Até o momento três pessoas foram presas em flagrante.
Os envolvidos devem responder pelo crime do artigo 241-A da Lei 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente), que prevê penas de 3 a 6 anos de reclusão e multa.

Outros estados
Cerca de 2,6 mil policiais civis participam da operação em todo país para cumprir mais de 500 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.

De acordo com nota do ministério, suspeitos já estão sendo presos em flagrante. Os alvos foram identificados por meio de material obtido em ambientes virtuais. De acordo com os investigadores, esse material representa “indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva”.

A operação está sendo deflagrada em parceria com as Polícias Civis do Distrito Federal e de 24 estados. Entre eles, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco.

De acordo com informações do Jornal do Commercio, em Recife, as investigações da polícia começaram em março deste ano, e essa rede criminosa atuava na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Durante a ação, foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos comerciais. A polícia informou que, caso haja prisões, tanto os suspeitos quanto os materiais apreendidos, serão encaminhados para a sede do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), na Madalena.

Essa foi a 15ª Operação de Repressão Qualificada, faz parte de outra ação nacional, chamada de “Luz na Infância”. Toda a deflagração foi coordenada pela Diresp, sob a supervisão geral da Polícia Civil. A “Infância Segura” teve a participação de 110 policiais civis, entre delegados, peritos, comissários, agentes e escrivães.

Pedofilia é doença
A pedofilia está entre as doenças classificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como transtorno de preferência sexual. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças – meninas ou meninos – do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade.

O Código Penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. Conforme o artigo 241-B do ECA é considerado crime, inclusive, o ato de “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.”

 Correio

RIPÃO SUSTENTA A FACHADA DA DELEGACIA DE POLÍCIA DE CAMACAN; SINDICATO PEDE INTERDIÇÃO

Os policiais civis em Camacan, no sul da Bahia, suspenderam, parcialmente, as atividades por tempo indeterminado na Delegacia de Polícia local devido ao risco de desabamento do imóvel. A fachada da delegacia é sustentada por um ripão. Um laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna atesta que a parede e a sala da delegacia podem desabar a qualquer momento, o que levou o sindicato da categoria a se manifestar.

Segundo o vice-presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, os policiais aguardam providências da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). “Esse descaso reflete a baixa elucidação dos crimes e os altos índices de homicídios”, afirma. Devido ao risco de desabamento, o acesso ao imóvel se dá pela lateral.

Os policiais enviaram ofício à promotoria de Justiça local solicitando providências pela interdição total do imóvel onde funciona a delegacia. O documento ao Ministério Público Estadual (MP-BA) foi enviado à promotora Iveline Porto, nesta terça (15).

Pimenta

Solenidade marca Criação do CONSEG Norte e Oeste de Ilhéus e empossa Diretoria Executiva

 

A noite desta quarta-feira (09) foi marcada pela Cerimonia de Criação do Conselho Comunitário de Segurança Pública das Zonas Norte e Oeste de Ilhéus. Autoridades e representantes da sociedade civil, estiveram presentes para prestigiar e aclamar os membros da diretoria executiva, que estarão à frente deste conselho pelo próximo triênio (de 09 de maio de 2018 até 2021).

“Estamos criando um espaço para que todos possam se reunir e refletir sobre os problemas que nos afligem, e batalhar contra a sensação de insegurança que permeia a sociedade atual. Este conselho visa integrar as pessoas para juntos pensarmos em estratégias de enfrentamento aos problemas relativos a segurança pública, especificamente das zonas Norte e Oeste”, disse a Presidente do CONSEG Norte e Oeste, Luciana Pauletti, na solenidade que contou com a palestra do Dr. Mauricio Pessoa Gondim de Matos, Titular da 1ª Promotoria de Justiça de Ilhéus e Coordenador do Comitê Interinstitucional em Segurança Pública – CISP/Regional de Ilhéus, que falou sobre Conselhos Comunitários de Segurança Pública, ressaltando o papel da sociedade no combate a violência por meio de ações coletivas. 

“A segurança pública envolve uma série de fatores que precisam ser debatidos e discutidos com as autoridades e com a sociedade civil. Os conselhos visam interligar os poderes em prol da solução pratica diante aos problemas que envolvem a segurança nas comunidades”, disse o Promotor durante a sua apresentação.

O Juiz de Direito da Vara do Juri, Dr. Gustavo Lyra, a Delegada da Policia Civil, Drª Andreia Oliveira, e o representante do Conselho Tutelar do Norte, Daniel Nascimento Santos, fizeram seus pronunciamentos parabenizando a iniciativa dos membros do conselho, enfatizando a importância de se ter a sociedade como fiscal da segurança pública, e destacaram o apoio e comprometimento do Comandante da 70ª CIPM, Major Rivas Queiroz, diante a viabilização deste novo braço de apoio para segurança comunitária da região.

O CONSEG Norte e Oeste atuará no território de abrangência da 70ª Companhia Independente de Policia Militar, e terá o contato direto com as demandas das comunidades locais. Para o Major da Companhia, este conselho tem uma importância ainda maior.

“Nós temos uma missão muito difícil, e cada vez mais difícil em nosso país, que é preservar a vida, garantindo o nosso direito à cidadania. Este conselho vai fazer exatamente essa ponte junto a sociedade, para nos trazer informações, para buscar exigir dos nossos representantes mais recursos e que possa contribuir diretamente com a solução dos problemas enfrentados no dia a dia. A Polícia Militar, como um todo, tem enfrentado com muito sacrifício esta questão da violência, sacrifícios que eu digo pessoais dos policiais, por que cada vez é mais difícil o trabalho, e certamente com o apoio da sociedade organizada as coisas ficam mais fáceis”, disse o Major.

Ao final da solenidade foi realizada a leitura da ata, a qual a Presidente do conselho, solicitou aclamação dos presentes para empossar os conselheiros aos seu respectivos cargos, ficando assim composta a Diretoria Executiva do CONSEG Norte e Oeste:

Presidente – Luciana Pauletti/Vice presidente – Baltazar Cordeiro/

1º. Secretário-  Carivaldo Pessoa/2º. Secretário.  Jefferson Rodrigues/Diretoria Financeiro Vinicius Esteves/Diretor de Relações Públicas-  Caliana Mesquita/Diretor social e cultural _ Edson Nery/Diretor Adjunto-  Carlos Kanthack

Conselho Fiscal :Djalma Fernandes/António Luís Fonseca/Elma Thiana Oliveira- Suplente Carlos Kanthack Junior

  Conselho consultivo: Comandante da PM . Major Rivas Queiroz/Delegado de Polícia Civil Dr. Evy  Paternostro.  Suplente Dra. Andrea Oliveira/Promotor Público Dr. Maurício Matos/Juiz de direito Dr.  Gustavo Lyra/Coordenador do Conselho Tutelar norte Daniel Nascimento Santos.

Registraram presença o Bispo da Diocese de Ilhéus, Dom Mauro Montagnoli, o Diretor de Relações Institucionais do CONSEG Sul, Tony Martiolli, a Dra. Rubia Carvalho, o Presidente da Associação Comercial de Ilhéus, Antonio Marcos,  O Tenente Coronel, Ildciceu Bastos, O Comandante da Guarda Municipal de Ilhéus, Sr. Leonardo Bandeira, a Capitã Viliani, representando o 5º GBM, o Capitão Lima, representando a 68ª CIPM e o Capitão Cidreira, representando a 69ª CIPM, além dos Policiais Militares da 70ªCIPM e membros da sociedade que entendem a importância deste conselho para o desenvolvimento da segurança pública da cidade de Ilhéus.

Ao final do evento, registraram presença os vereadores Gil Gomes e Pastor Matos.

Por Caliana Mesquita

Deputado Paulo Maluf recebe alta e cumprirá pena em casa

O deputado federal Paulo Maluf (PP) recebeu alta neste domingo (29) depois de ficar internado por 23 dias no hospital Sírio Libanês, na capital paulista. Ele seguiu para a sua residência no Jardim Europa.

O hospital informa que Maluf recebeu alta médica às 9 horas da manhã e foi acompanhado pelos médicos Miguel Srougi, Ronaldo Kairalla, Roberto Basile Jr, Rogerio Tuma e Cyrillo Cavalheiro Filho.

Maluf foi internado no dia 6 de abril. A informação sobre a internação do ex-prefeito paulistano foi protocolada na Vara de Execuções Penais da Comarca de São Paulo por seus advogados.

 De acordo com boletim médico divulgado na época, ele apresentava “atrofia dos membros inferiores devido a compressão de raízes nervosas da coluna vertebral, alteração da marcha, perda de sangue pelo aparelho digestivo, alterações de humor e comportamento”. A nota informava ainda que ele também apresentava incontinência urinária devido a um câncer de próstata em tratamento.

O parlamentar, condenado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão por lavagem de dinheiro, cumprirá pena em casa por determinação do relator da ação penal, ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Federal (STF), que manteve Maluf em prisão domiciliar, em razão do grave quadro de saúde do parlamentar.

Correio da Bahia

 

STF decide destino de Geddel, da mãe e do irmão dia 8 de maio

O julgamento do habeas corpus pedido pela defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) será julgado no dia 08 de maio pela segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF). A informação é da coluna Radar, do site Veja.

No dia 19 de abril o ministro Edson Fachin, do STF, liberou para análise da Segunda Turma da Corte o julgamento do recebimento ou não da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ex-ministro, seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), e outras quatro pessoas. A mãe dos políticos, Marluce Vieira Lima, o empresário Luiz Fernando Machado da Costa Filho e os ex-secretários parlamentares Job Ribeiro Brandão e Gustavo Pedreira do Couto Ferraz também são alvo da ação.

Os seis são acusados pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa, no caso em que foram encontrados R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador (BA). A data, no entanto, ainda será definida. Fachin, que preside a Segunda Turma, é o relator do caso.

No dia 9 de abril, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou ao ministro uma manifestação em que reitera à Corte que aceite a denúncia. Os advogados dos acusados tentam impedir o recebimento da denúncia.

Raquel contesta a alegação da defesa de que a denúncia é frágil, por não descrever adequadamente o fato criminoso. Para ela, a narrativa da denúncia delimita, especifica e aponta o que cada um dos acusados fez nos contextos criminosos. De acordo com a procuradora-geral, a defesa reproduz em suas manifestações “as argumentações padronizadas de sempre”.

Na avaliação de Raquel, as provas apresentadas nas operações Lava Jato, Sépsis, Cui Bono? e Catilinárias “interrelacionam-se, justapõem-se, explicam-se” de modo a “elucidar um todo criminoso de corrupção sistêmica e de lavagem de dinheiro, em que a apreensão dos R$ 51 milhões – a maior da história criminal deste país – é o momento mais visível e eloquente”.

A procuradora-geral ressalta que Marluce e os filhos faziam aplicações com a intenção de ocultar os valores obtidos irregularmente. O dinheiro sujo era “por eles aplicado em investimentos no mercado de incorporação imobiliária de alto luxo na capital baiana, por meio do Grupo Cosbat – Construção e Engenharia”. A denúncia revela que ao menos R$ 12.778.895,49 foram usados para adquirir cotas de participação de empreendimentos da empresa, por meio de empresas que tinham como sócios Marluce e Geddel Viera Lima.

Estratégia
A defesa dos acusados alegou ainda que as três buscas e apreensões realizadas ao longo das investigações não são válidas. Em uma manifestação, os advogados contestam a validade da decisão do juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, que deu início às investigações, e dos laudos periciais.

Em resposta à defesa, Raquel diz que a estratégia dos advogados ao recorrer ao argumento da nulidade é a única opção que resta diante da abundância de provas dos crimes cometidos. “Como não podem infirmar o mérito, inventam-se ataques à forma da investigação, sob a roupagem de nulidade.”

Denúncia anônima. No parecer, a procuradora-geral afirma ainda que os acusados querem fazer parecer que a busca fundou-se somente em denúncia anônima. Raquel rebate a fala da defesa alegando que “a precária informação anônima” que informou ao Núcleo de Inteligência da Polícia Federal de que um apartamento estaria sendo utilizado por Geddel Vieira Lima para guardar caixas com documentos e que teria havido uma movimentação estranha no local, supostamente para esconder provas, “foi devidamente autuada, registrada e passou a constituir um documento público”.

“A leitura dessas peças e, sobretudo, das provas que as instruem, comprova que foram vários os elementos (depoimentos, colaboração premiada, levantamentos in loco) embasadores do mandado judicial naquele apartamento de Salvador.” “A resposta escrita (da defesa) mantém a estratégia de adiar o debate de mérito para criar um ambiente de nulidade que não existe”, escreve Raquel.

A reportagem entrou em contato com a defesa de Geddel Vieira Lima, de Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), de Marluce Vieira Lima, de Luiz Fernando Machado da Costa Filho, de Job Ribeiro Brandão e de Gustavo Pedreira do Couto Ferraz, mas não obteve retorno até a conclusão desta edição.

Relembre o caso
O ex-ministro está preso há sete meses e meio depois da apreensão de mais de R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador.  Na época a Polícia Federal identificou impressões digitais de Geddel no dinheiro e no material que acondicionava as notas. E que, além do dono do imóvel, uma segunda testemunha confirmou que o apartamento havia sido cedido a Geddel.

A PF também afirmou que outra pessoa ajudava Geddel na movimentação das caixas e malas de dinheiro. Os policiais disseram também que passou a haver risco de fuga depois da maior apreensão do dinheiro vivo já registrada no Brasil.

Geddel foi Deputado Federal, Ministro da Integração no governo Lula, passou pela Caixa Econômica Federal no governo Dilma e foi secretário de governo de Michel Temer – de quem é um histórico aliado. Ele foi preso em julho na Operação Cui Bono.

As malas onde estavam o dinheiro foram colocadas em uma caminhonete pela Polícia Federal e levadas para o aeroporto. Essas provas seguiram junto com o ex-ministro e Gustavo Ferraz para Brasília

O relator do caso é o ministro Edson Fachin.

SUSPEITO DA MORTE DA EX COMPARTILHOU IMAGEM DE ARMA E BALAS: “TODAS PRA VOCÊ”

Um homem de 25 anos suspeito de ter ordenado a morte da ex-namorada, no distrito de Trancoso, em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia, compartilhou um poste com ameaça subliminar, informou a polícia. Brisa Mares de Almeida, de 17 anos, foi executada enquanto retornava para casa com um mototaxista, na noite de quinta-feira (19).

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito identificado pelo prenome de Rafael já tinha compartilhado uma foto com uma ameaça subliminar para a garota, cerca de dois anos antes do crime, quando eles ainda estavam juntos.

Na imagem compartilhada pelo suspeito nas redes sociais, munições posicionadas ao lado de uma arma formam a frase “te amo”, e, em seguida, um bilhete completa: “mas se você me trair são todas pra você”. Na legenda, o jovem escreveu: “Kkk#ta lgda#”.

Segundo o delegado Sinézio Vieira Neto, titular da delegacia de Porto Seguro, a imagem é um forte indício para a criminalização do suspeito. Conforme o delegado, as investigações levam a crer que o suspeito estava com ciúme da vítima porque não aceitava o fim do relacionamento.

O casal se separou há cerca de um ano, quando o suspeito foi preso por tráfico de drogas, conforme apurou a polícia. De acordo com a polícia, uma das linhas de investigação é que o jovem tenha ordenado o crime de dentro do Presídio de Eunápolis, onde ele cumpre pena em regime fechado.

Brisa Mares foi atacada a tiros quando voltava para casa, após o trabalho, no dia 19 de abril. Ela estava com um mototaxista, que não foi ferido. O caso está sob investigação. Familiares da vítima devem ser ouvidos na terça-feira (24). O suspeito também deve ser intimado, conforme o delegado.

G1

PMs envolvidos na morte de artista plástico em Candeias são afastados.

Três dos seis policiais militares envolvidos na morte do artista plástico Arnaldo Filho, 61 anos, conhecido também como Nadinho, baleado no sábado na cidade de Candeias, Região Metropolitana de Salvador (RMS), foram afastados das atividades operacionais. De acordo com a Polícia Militar, eles foram afastados para serem acompanhados por uma equipe de psicologia do Departamento de Promoção Social (DPS) da Corporação, contudo responderão em paralelo ao Inquérito Policial Militar instaurado.

Ainda segundo a PM, foram afastados apenas os três policiais que atenderam o primeiro momento da ocorrência. “Os policiais já foram afastados e o comandante-geral (Anselmo Vasconcelos) determinou rigor e rapidez na apuração”, disse o capitão Bruno, na manhã desta segunda-feira (23), durante entrevista à TV Bahia. Ainda segundo o porta-voz da PM, a investigação é feita pela Corregedoria da PM. “A Corregedoria solicitou vários exames à Polícia Técnica”, declarou.

Morte
Arnaldo foi baleado dentro da própria casa, no bairro Santo Antônio.  Segundo familiares, os policiais perseguiam assaltantes quando invadiram o imóvel, que também funciona como atelier. Eles disseram que os policiais chegaram atirando. Na hora, Arnaldo estava desenhando quando foi atingido duas vezes: braço e tórax.

Correio da Bahia

COMISSÃO DE ÉTICA ANALISA PERDA DE MANDATO DE LÚCIO VIEIRA LIMA NESTA TERÇA

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados realiza reunião nesta terça-feira (10) às 14 horas, para discutir e votar pedidos de perda de mandato de Lúcio Viera Lima (MDB-BA) e mais três deputados: Celso Jacob (MDB-RJ), Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), Paulo Maluf (PP-SP) e João Rodrigues (PSD-SC).

O Conselho vai continuar a discussão e votação do parecer do deputado Hiran Gonçalves (PP-RR) sobre a perda do mandato do deputado Lúcio Vieira Lima, investigado pela Polícia Federal por crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e ameaça. A representação, apresentada pelo PSOL e pela REDE Sustentabilidade, foi parcialmente acolhida pelo relator.

ipolitica

PREFEITURA DE URUÇUCA LAMENTA ACIDENTE COM ESTUDANTES EM SERRA GRANDE

A Prefeitura de Uruçuca emitiu nota lamentado o acidente ocorrido na tarde desta terça-feira (3), nas proximidades de Serra Grande. A estudante Jaqueline Lira, de 16 anos, morreu e outros 8 alunos da rede municipal ficaram feridos.

A nota oficial, assinada pela assessoria de comunicação do município, informa que a caminhonete no sistema pau-de-arara, embora proibido para o transporte de passageiros, é o transporte possível para atender os estudantes daquela região.

Confira a íntegra abaixo:

A Prefeitura de Uruçuca solidariza-se com os familiares e amigos dos jovens que sofreram um acidente nesta terça-feira (3), no distrito de Serra Grande. O acidente aconteceu com uma caminhonete que transporta os estudantes da região de Águas Claras levando-os do ramal até a estrada principal, de onde eles continuam o trajeto até a escola no ônibus escolar Caminho da Escola.  A caminhonete é utilizada pois o ramal assim como outros da área rural do município é de difícil acesso, não sendo possível a realização de 100% do trajeto por um ônibus.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação e da Diretoria das Escolas do Campo, realiza vistorias periódicas nos veículos escolares buscando oferecer o máximo de segurança possível aos alunos.  Segundo informações o veículo com os alunos teve uma falha mecânica, perdeu o freio e desceu uma ribanceira e capotou. O acidente grave deixou um óbito e  oito feridos.

Os alunos foram socorridos por populares e profissionais do PSF. O SAMU foi acionado e auxiliou nos atendimentos que aconteceram a princípio na Unidade de Saúde da Família de Serra Grande , sendo posteriormente encaminhados para o Hospital Costa do Cacau.É muito triste, em qualquer situação, um acontecimento como esse.

Nesse caso, ainda nos toca mais pelo envolvimento de alunos, jovens, cheios de vida, que saíram de suas casas para prosseguir com seus estudos. Unimo-nos a todos nas preces pelos familiares da estudante que veio a óbito Jaqueline Santos Lira pedindo a Deus que a acolha na sua misericórdia; pela recuperação dos que foram atingidos no acidente; pela missão dos que se dedicaram ao socorro e pelos familiares e amigos que sofrem pela perda.

Não existe palavra que possa confortar o coração de cada um dos parentes e amigos. Só Deus, na sua infinita sabedoria, confortará. Deixamos nossos sentimentos de solidariedade e de tristeza, somando a todos os uruçuquenses que nesse momento se encontram de luto.Nossa educação está de luto. Nossa cidade está de luto. E que Deus nos conforte.

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Uruçuca

Operação contra amigos de Temer é indicativo de terceira denúncia, avaliam aliados

Dois sócios do grupo Libra que tiveram mandados de prisão decretados nesta quinta-feira (29), Rodrigo Torrealba e Ana Carolina Torrealba, doaram R$ 1 milhão para a chapa Dilma-Temer nas eleições de 2014.

Documentos da prestação de contas da chapa vencedora das eleições mostram duas doações de R$ 500 mil feitas por esses sócios do grupo. Em um dos casos, o dinheiro foi depositado no comitê de campanha de Michel Temer e depois repassado ao MDB. No outro, o dinheiro passou pelo comitê financeiro da campanha nacional.

Esses doadores tiveram mandados de prisão expedidos nesta quinta-feira (29) pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), na Operação Skala. Barroso é o relator do inquérito que investiga se Temer, por meio de decreto, beneficiou empresas do setor portuário em troca de suposto recebimento de propina.

Os mandados de prisão de Rodrigo e Ana Carolina Torrealba, porém, não foram cumpridos. O paradeiro dos dois ainda é desconhecido. Do grupo Libra, apenas a empresária Celina Torrealba foi presa na operação, em sua casa no Leblon.

No despacho que determinou a prisão, antecipado pela colunista do G1Andréia Sadi, há a informação de que eles serão ouvidos sobre “doações pessoais e as feitas pelo Grupo Libra, além de possíveis solicitações indevidas de valores em troca da renovação de contratos de concessão em Santos”.

Há a suspeita de que esse dinheiro tenha irrigado outras campanhas, entre elas a de Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR).

Em nota, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República afirmou que “os valores que constam da prestação de contas entregue ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) são de doações legais”.

A reportagem também procurou o Grupo Libra e a campanha de Dilma Rousseff e aguardava resposta.

O grupo Libra tem sede no Rio e atua nos setores de infraestrutura e comércio exterior. No início do ano, o grupo apresentou um novo plano de investimentos e pediu ao governo federal a prorrogação do contrato no porto de Santos até 2065. Em troca, prometeu investimentos bilionários.

G1

PM que matou juiz em briga de trânsito no Iguatemi é absolvido

O policial militar Daniel dos Santos Soares, réu por matar a tiros o juiz Carlos Alessandro Pitágoras Ribeiro, então com 38 anos, durante uma briga de trânsito em Salvador, em 2010, foi absolvido pela Justiça baiana na tarde desta terça-feira (27).

Daniel havia sido denunciado à Justiça pelo Ministério Público do Estado (MP-BA) por homicídio doloso, quando há intenção de matar. Porém, o soldado alegou legítima defesa, hipótese considerada pelo júri popular realizado no Fórum Ruy Barbosa. A conclusão do inquérito policial que investigava a morte também apontou para uma situação de legítima defesa.

 A mãe do juiz Carlos Alessandro, a geógrafa Telma Veloso Pitágoras, 71, revela que o sentimento da família é de revolta. “Deveriam apurar quem mandou matar ele. Não foi briga de trânsito, foi crime de mando. Disso eu tenho certeza”, comentou ela. “Inventaram que ele andava procurando confusão no trânsito. Eu sabia do resultado. Eu esperava que fizessem justiça, mas sei que tem gente grande no meio”, completou, desolada.

:: LEIA MAIS »

  • CHOCOLATE DE ILHÉUS APARECE ENTRE OS SETE MELHORES DO MUNDO
    16 de Março de 2018 | 15:50

    Um mais importantes jornais do sul do País, o Gazeta do Povo, de Curitiba, publicou ontem (13) reportagem especial, em seu caderno de turismo “Viver Bem”, que aponta Ilhéus entre as sete cidades produzem alguns dos melhores chocolates do mundo e são inspirações para o destino de férias de quem ama a iguaria. Reportagem assinada […]

    No Comments

  • PGR recorre de decisão e pede restabelecimento de condução coercitiva
    14 de Março de 2018 | 09:48

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu de decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que, por meio de liminar concedida em dezembro, proibiu a condução coercitiva de investigados para interrogatório em todo o País. O recurso foi enviado ao ministro, relator do caso, nesta segunda-feira (12). A determinação de Gilmar atendeu […]

    No Comments

  • RSSArchive


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia