WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
janeiro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘Política’

“Eleição sem dinheiro não é “sorte” é confiança no povo e no caráter”, diz Dr. Cosme Araújo.

A quem ache que as eleições 2018 já estão predefinidas, devido a “massa de cifras” estocada nos caixas 2 das prefeituras nas cidades brasileiras, que tende a comprar as cadeiras no Congresso e nas Assembleias para seus aliados ou comparsas. Porém, mesmo que a justiça se faça de rogada e feche os olhos para as manobras das organizações criminosas políticas, com candidatos denunciados pelo MPF e MPE com processos tramitando na justiça, ainda acreditam que o “Dinheiro Salva”, e suplanta a vontade de mudança do povo, ledo engano, verdadeiramente o povo é quem será o maior financiador das campanhas em 2018 com o título de eleitor.

É assim que pensa o Dr. Cosme Araújo, líder politico, advogado criminalista, ex vereador ilheense e autor de várias ações no legislativo que impediram fraudes e violações ao erário publico.

Politica pra mim é feita de cara limpa, com respeito ao povo. Se depender de comprar voto para disputar uma eleição, eu não disputo. Se o povo quer um representante na Assembleia que pense na cidade, que lute pela cidade e trabalhe para cidade, sei que não será o dinheiro que irá tirar a minha vitória na eleição de outubro”, foi o que disse o Dr. Cosme Araújo.

Conhecido como Defensor do Povo, Cosme, é tido pela população como um divisor de águas da atual política que ronda a região sul da Bahia. “Tenho observado a política de forma realista e vejo que hoje o único nome que tem condições solidas que ocupar uma cadeira dentro do legislativo estadual, com coragem de defender os direitos do povo de Ilhéus e região é o Dr. Cosme. Já testamos os outros e não tivemos resposta. Chegou a hora de acreditarmos em quem é da terra, em quem sempre lutou por nós”, expressou Bruno Oliveira, cidadão ilheense ao ser questionado sobre quem acredita será o nome para representar Ilhéus na Assembleia Legislativa da Bahia.

O pré candidato a  Deputado Estadual, Dr. Cosme Araújo, tem avaliado sua pré campanha como positiva e otimismo, e o faz ciente do cenário político com base na sua experiência politica, que somam-se mais de 35 anos, em defesa dos direitos dos cidadãos.

“ Sei que disputar eleição com quem anda esbanjando dinheiro do povo,  e se mantem no poder em cima do voto de c$br$sto, é missão difícil. Mas, eu acredito na verdade que emana da vontade de mudança do povo. E é por ele, por minha cidade Ilhéus e toda região sul que precisa de um representante de autêntico, que eu vou seguir firme para ocupar uma cadeira da Assembleia Legislativa e mostrar para o povo desta terra como é que se faz política em respeito a dignidade de um  povo sofrido. Eleição sem dinheiro não é “sorte” é confiança no povo e no caráter de quem vai as urnas, concluiu Dr. Cosme Araújo, pré candidato a Deputado Estadual.

por Carol Menezes

Ciro debate segurança pública em encontro com a Frente Favela Brasil Ciro debate segurança pública em encontro com a Frente Favela Brasil

O presidenciável Ciro Gomes participou, no último sábado (17), de um bate-papo com o Frente Favela Brasil (FFB). O encontro com o pré-candidato do PDT aconteceu na laje da sede do diretório estadual da FFB, no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro.

Ciro Gomes falou sobre reformas, dentre elas as da previdência e tributária, além de responder a uma série de perguntas, incluindo segurança e a inserção do negro na política.

Durante o debate, foi questionado como o Poder Federal poderia ajudar o estado do Rio de Janeiro, não como uma intervenção, mas com estratégias de enfrentamento para coibir a violência.

Na avaliação de Ciro, é preciso agir com inteligência e informação no combate, e que não se enfrenta o crime organizado com aparatos, mas sim com inteligência e informação.

“O Brasil precisa criar um sistema nacional de segurança. Você tem que botar numa mesma base de organização todo o aparato de segurança ostensivo e o aparato de inteligência, que ninguém sabe que existe e é a chave para o enfrentamento”, disse.

Ciro explicou que não houve uma mudança legal a partir do surgimento da presença do narcotráfico. Para ele, as facções criminosas se tornaram uma novidade altamente sofisticada que não se comparam a nenhum episódio do mundo.

Ele reiterou que o Brasil conta com 700 mil presos, sendo 270 mil jovens, negros, pobres e favelados. Disse que o jovem acaba entrando no crime porque tem aspiração de consumo por aquilo que a vida real não pode lhe dar ou não lhe permite acessar.

Na roda de bate-papo, Ciro também foi questionado sobre governabilidade e como trataria de temas referentes a medidas antipopulares. O presidenciável argumentou que nesse quesito, seria “muito improvável” que qualquer presidente da República resolvesse por métodos tradicionais.

“E eu não vou deixar ninguém acreditar nisso, que eu tenha essa capacidade. O que eu proponho é mudar o ambiente onde essa mediação se faz, e isso eu sou bem treinado”, disse.

“Se eu permitir que o ajuizamento dos conflitos brasileiros se insira num ambiente de uma democracia representativa, elitista, reacionária, corrupta e fisiológica, e eu acreditar, como o Fernando Henrique quis fazer o Lula acreditar – e o Lula acreditou, também, que a forma de resolver essa contradição é coptá-los pela linguagem deles, isto é a certeza do fracasso. Então por este caminho eu não vou”, afirmou.

Na seara das reformas, Ciro ouviu que na periferia paga-se a mesma proporção de imposto e que “nada volta”, ao contrário dos grandes centros, onde o tributo volta em forma de saneamento, por exemplo. A dúvida foi, então, como poderia equilibrar essa equação.

“Hoje o povo mais pobre paga muito mais de imposto do que o povo rico porque a tributação sobre patrimônio no Brasil é uma tributação direta, e é muito fácil se evadir dela. E o pobre paga pesadamente tributação indireta”, disse, citando que no Rio de Janeiro, por exemplo, a tributação sobre herança é de 4%, enquanto que no Ceará, que é um estado muito pobre, cobra-se 8%.

“Nos Estados Unidos começa-se em 29% e vai a 45% e na Europa, é de 37% até 52%. E isso eu vou propor”, pontuou.
Em quase duas horas de “bate-papo na laje”, Ciro Gomes também conversou sobre a inserção de negros em espaços de poder e como faria essa gestão. Disse que o PDT conta hoje com um movimento muito forte e que estão preparando uma agenda.

Sobre a inserção das mulheres negras na política, disse que o tema está sendo aprofundado com o movimento da negritude no PDT.

O Frente Favela Brasil (FFB) é um partido político brasileiro democrático participativo, fundado em 2016. Tem como objetivo a luta pelos direitos da população afrodescendente, das favelas e dos pobres das periferias, além de promover o bem-estar coletivo e a justiça social.

Desembargadora diz que se ‘precipitou’ ao falar de Marielle

A desembargadora Marília de Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio, disse ter se precipitado ao fazer comentários em redes sociais que associavam a vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada na última quarta-feira (14), ao tráfico de drogas.

“No afã de defender as instituições policiais, a meu ver injustamente atacadas, repassei de forma precipitada notícias que circulavam nas redes sociais”, disse, por meio de nota.
O comentário da magistrada, publicado na postagem de um advogado, dizia que Marielle estava “engajada com bandidos” e que havia sido eleita pela facção criminosa Comando Vermelho.

A declaração gerou reação de familiares da vereadora e uma representação do PSOL ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Na primeira manifestação sobre o assunto, à Folha na última sexta-feira (16), a magistrada disse que não conhecia Marielle, mas havia coletado a informação no texto de uma amiga.

Nesta segunda (18), ela mudou de posição. “A conduta mais ponderada seria a de esperar o término das investigações para então, ainda na condição de cidadã, opinar ou não sobre o tema”, disse, acrescentando esperar que o crime seja resolvido o mais rápido possível.

:: LEIA MAIS »

Gilmar Mendes vai indeferir HC coletivo contra prisão pós-segunda instância

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, vai indeferir o pedido de habeas corpus coletivo apresentado por um grupo de advogados cearenses que poderia soltar todos os presos condenados após segunda instância e, na prática, beneficiar o ex-presidente Lula. O ministro considerou que o HC é amplo demais e atenderia todo tipo de preso. “Isso tem que ser tratado caso a caso. Seria uma loucura um HC coletivo”, disse Mendes à Coluna do Estadão.

 O HC foi apresentado na última sexta-feira por um grupo de advogados ligados à Associação dos Advogados do Estados do Ceará e questiona a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, que se recusa a incluir o tema na pauta da Corte. Com o HC eles queriam forçar uma decisão contrária a prisão após condenação em segunda instância.

O pedido chega ao Supremo exatamente às vésperas do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) pautar o julgamento dos embargos de declaração da ação envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Se a Corte de Porto Alegre rejeitar o recurso, o ex-presidente poderá ter a prisão decretada. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de reclusão, no caso do tríplex do Guarujá. :: LEIA MAIS »

Dirigentes do PDT pressionam Rui e outros líderes petistas por apoio a Ciro Gomes

Membros do alto escalão do PDT têm pressionado o PT para garantir apoio a Ciro Gomes (PDT) nos estados para a disputa presidencial, caso Lula de fato fique de fora das eleições.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, os governadores Rui Costa (BA) e Wellington Dias (PI) e o pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Luiz Marinho têm sido procurados. Na semana passada, o presidente da sigla, Carlos Lupi, encontrou-se com Lula pela segunda vez neste mês.

Em entrevista recente, o governador Rui Costa chegou a sinalizar a possibilidade de apoiar outro candidato caso o PT não encabece uma chapa na corrida presidencial.

Bocão News

JUSTIÇA DEFINE FUTURO DO PHS ESTA SEMANA

O Tribunal de Justiça de Goiás define essa semana, terça ou quarta-feira, de forma definitiva, o futuro do PHS. O diretório baiano do partido está atento ao resultado.

O ex-presidente nacional Eduardo Machado perdeu o comando da legenda em janeiro para Marcelo Aro, após uma decisão em primeiro grau, espera retornar, o que mexeria com o tabuleiro baiano, já que Júnior Muniz, aliado de ACM Neto, deixaria a presidência, retornando Edson Pimenta, que defende o fortalecimento de uma terceira via, em.uma grande aliança envolvendo a Rede Sustentabilidade, PPL, PSDC e até mesmo o PSOL.

IPolitica

Temer já avisa aliados que vai disputar reeleição

O presidente Michel Temer já começou a avisar seus principais interlocutores que está disposto a disputar a reeleição presidencial, conforme antecipou o BR18. Apesar dos baixos índices de aprovação do seu governo – 6% segundo o último levantamento do Instituto Ibope -, o presidente acha que ninguém melhor do que ele será capaz de defender seu legado e sua própria honra. Mesmo sabendo que esse patamar de popularidade é um obstáculo pesado para sua candidatura, Temer acha que poderá melhorar de situação com a confirmação da recuperação da economia e com outras medidas que pretende adotar até o final de seu mandato.

Temer não tem a pressão do calendário eleitoral, já que pela legislação ele não precisa deixar o cargo até abril para concorrer – como acontece, por exemplo, com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Este precisa, obrigatoriamente, deixar a pasta nos próximos dias se quiser concorrer ao Planalto. Por isso, Temer não tem pressa – pode decidir até julho – e vai esticar ao máximo o anúncio oficial de sua candidatura. Com isso, evita também a politização de todas as futuras ações de seu governo. :: LEIA MAIS »

Mas uma denúncia na saúde para conta do Prefeito Mario Alexandre e seus aliados.

 

Desta vez é a Maternidade Santa Helena, que vive o caos do descaso da administração pública de Ilhéus. Cidadãos indignados postaram, nas redes sociais, imagens da precariedade na unidade de saúde, com registro de mães que acabaram de dar a luz dormindo no chão, sem acompanhamento médico, sem banho, sem alimentação. A estrutura da maternidade encontra-se precária, com fiação exposta que compromete a segurança das mães e bebes, no local.

Mario Alexandre você cortou o carnaval dizendo que iria cuidar da saúde e da educação. É esta a educação? É esta a saúde? Mulheres jogadas pelo chão, com fome, lençóis sujos, esperando e a mercê da  sorte, em tempo de pegar uma infecção, os bebes tomando friagem do chão? Onde vamos parar, queremos uma solução. A maternidade precisa de um socorro”, clamou a cidadã, representando os milhares de Ilheenses que estão sendo vítimas do descaso e irresponsabilidade da má gestão pública do prefeito que, lamentavelmente vem destruindo, não apenas a sua carreira política, mas também desrespeitando a sua profissão, pois a um médico que assume a prefeitura de uma cidade, o mínimo que a população esperava era respeito com a vida do povo. :: LEIA MAIS »

Munição usada no assassinato de Marielle pertencia à Polícia Federal

A munição utilizada pelos responsáveis pelo assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista Anderson Pedro Gomes na noite da última quarta-feira 14 pertenciam a lotes vendidos para a Polícia Federal de Brasília em 2006. A pistola de calibre 9mm é um dos armamentos utilizados pela Polícia Militar do Rio de Janeiro, mas ainda não há indícios da participação de PMs no crime.

A confirmação foi feita pela perícia da Divisão de Homicídios e indica que o lote da minução UZZ-18 é original, ou seja, ela não foi recarregada. A informação foi confirmada pela Polícia Civil, que em parceria com a Polícia Federal, vão realizar uma ação de rastreamento. O que se sabe até agora é que os lotes de munições foram vendidos pela empresa CBD no dia 29 de dezembro de 2006 com as notas fiscais número 220-821 e 220-822.

A Polícia Civil segue com o caso, porém, uma conversa entre ministro de Segurança Raul Jungmann e o interventor Braga Netto resultou no pedido de auxílio da Polícia Federal nas investigações. A ajuda foi negada por Rivado Barbosa, chefe da corporação. De acordo com ele, a “corporação tem total condições de resolver o caso”.

Barbosa não descarta a possibilidade de uma execução. Não ocorreu roubo no local, o que fortalece a hipótese. “Uma das possibilidades em análise sim é de execução e nenhuma possibilidade será descartada. Foi um crime bárbaro que não vai ficar impune”, afirma.

Em nota, o PSOL afirmou que a vereadora não sofria ameaças. Em um de seus poucos pronunciamentos, Marcelo Freixo, deputado estadual do Rio de Janeiro e amigo pessoal de Marielle, disse que a ação tem “características nítidas” de execução. Ao lado de Freixo, ela participou ativamente da CPI da milícias como assessora, o que voltou a atenção para estes grupos.

O assassinato ocorreu logo após ter feito uma denúncia por meio de seu perfil no Facebook para criticar a atuação do 41º Batalhão de Acari. “O 41° batalhão da PM é conhecido como Batalhão da morte. Chega de esculachar a população! Chega de matarem nossos jovens!”, escreveu. Na postagem ela ainda fala sobre dois jovens que foram mortos e jogados em uma vala, e atribuiu à intervenção federal o aumento da violência.

O velório ocorreu em forma de ato político na manhã desta quinta-feira 15, na Cinelândia, centro do Rio de Janeiro. Na noite do mesmo dia, milhares foram às ruas cobrar respostas sobre a morte da parlamentar, e se unir em um momento de tristeza e indignação.

Conta de luz na Bahia pode ficar até 15% mais cara em abril

A conta de energia elétrica de mais de 5,9 milhões de baianos pode aumentar em 15,42% na segunda quinzena de abril. O aumento está em discussão e poderá ser concedido à Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Uma reunião pública foi realizada nesta quinta-feira (15) no auditório da Fecomércio, em Salvador, para discutir o índice da revisão tarifária.

Caso a revisão seja concedida, baianos de 415 dos 417 municípios receberão o aumento na conta, além de comércios e indústrias. De acordo com a Aneel, a revisão está prevista nos contratos de concessões para equilibrar as tarifas, e tem base na remuneração dos investimentos das empresas e cobertura de despesas.

Juízes fazem ato por auxílio-moradia

Juízes do Trabalho e federais fazem um protesto nesta quinta-feira, 15, às 14h30, em São Paulo em meio à polêmica do auxílio-moradia. O grupo faz um ato “pela igualdade entre as magistraturas e pela não discriminação entre as Justiças” e também por “dignidade remuneratória”.

Participam a Amatra-2 (Associação dos Magistrados de Justiça do Trabalho da Segunda Região), entidade que representa juízes do Trabalho em São Paulo, região metropolitana e Baixada Santista, a Amatra-15, que reúne magistrados do Trabalho de Campinas e do interior paulista, e a Ajufesp (Associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul).

O ato conjunto está marcado para o Fórum da Justiça Federal (conhecido como Fórum Pedro Lessa), localizado na avenida Paulista, na região central de São Paulo.

A mobilização terá um dia de duração. O ato nacional é organizado pela Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil), ANPT (Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho) e ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República). Há previsão de atos também em Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Belém.

Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o País possui 18 mil juízes. As justiças trabalhista e federal representam cerca de 5.400 juízes (30% do total), sendo 3.600 da Justiça do Trabalho e 1.800 da federal. Cerca de 12,4 mil do total fazem parte da Justiça estadual, que não serão atingidos pelo julgamento sobre o auxílio-moradia, previsto para ocorrer no dia 22 de março no Supremo Tribunal Federal (STF).

Polícia identifica segunda testemunha do assassinato da vereadora Marielle no Rio

Uma nova testemunha pode ajudar a polícia na investigação da morte da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada a tiros na Região Central do Rio nesta quarta-feira (14). De acordo com o ex-chefe de Polícia Civil do Rio e comentarista da TV Globo, Fernando Veloso, além da assessora, uma outra testemunha do crime já prestou depoimento na Divisão de Homicídios na madrugada desta quinta-feira (15). Uma das hipóteses do crime, segundo a polícia, é execução, mas outras não são descartadas.

“Vou tentar informar o máximo possível sem comprometer o trabalho que começou a ser iniciado pelos investigadores da Divisão de Homicídios durante a noite e a madrugada. Além da assessora, há outra testemunha que já foi identificada e ouvida”, afirmou Veloso.

A primeira testemunha foi a assessora de Marielle, que estava no carro, foi atingida por estilhaços e teve ferimentos leves.

O corpo de Marielle será velado na Câmara dos Vereadores a partir das 11h desta quinta-feira (15).

Segundo as primeiras informações da polícia, bandidos em um carro emparelharam ao lado do veículo onde estava a vereadora e dispararam. Marielle foi atingida com pelo menos quatro tiros na cabeça. A perícia encontrou nove cápsulas de tiros no local. Os criminosos fugiram sem levar nada. Além da vereadora, o motorista do veículo, Anderson Pedro Gomes, também foi baleado e morreu.

De acordo com Fernando Veloso, também estão sendo apuradas as características do carro dos assassinos. “Há outras informações que estão sendo trabalhadas que vão prosseguir no dia de hoje. Eles vão voltar ao local no dia de hoje, vão prosseguir na questão de câmeras. O próprio veículo, há uma dúvida sobre as características desse veículo”, afirmou.

Marielle havia participado no início da noite de um evento chamado “Jovens Negras Movendo as Estruturas”, na Rua dos Inválidos, na Lapa.

No momento do crime, a vereadora estava no banco de trás do carro, no lado do carona. Como o veículo tem filme escuro nos vidros, a polícia trabalha com a hipótese de os criminosos terem acompanhado o grupo por algum tempo, tendo conhecimento da posição exata das pessoas. O motorista foi atingido por pelo menos 3 tiros na lateral das costas.

A polícia buscará imagens de câmeras da região para determinar o trajeto do carro e desde onde ele passou a ser seguido. O local exato do crime fica quase em frente a um posto do Detran, que na hora estava fechado. Do outro lado da rua há uma concessionária que também estava fechada.

G1



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia