WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


JABES E O PRESIDENTE DA CÂMARA O VEREADOR JÓ (PC do B) ARMARAM ELEIÇÃO NULA COM TEMPERO DE HILARIDADE

images (11testiculosAutor de baixaria é eleito membro da Comissão de Educação e de Ética e Decoro

Responsável por um dos gestos mais comentados (e questionados pelo nível do debate e pela falta de decoro parlamentar) na atual legislatura, quando, em plenário da Câmara, durante sessão ordinária, disse da tribuna que tem “dois culhões e uma caceta”, o vereador Nerival Reis, de 49 anos, é o mais ilustre membro da Comissão de Educação e Cultura da Câmara de Ilhéus. Nerival compõe a comissão ao lado dos vereadores Roque do Sesp e Valmir de Inema.

O estranho é que vereadores que fora da Câmara exercem a função de professores, como é o caso de Alzimário “Gurita” Belmonte, não se apresentaram para compor uma comissão tão importante da Casa. Nerival, de acordo com dados apresentados junto ao Tribunal Superior Eleitoral, tem “ensino fundamental incompleto”. Já Roque do Sesp tem ensino médio completo. O Jornal Bahia Online não conseguiu identificar o grau de escolaridade de Valmir.

Em tempo, por ironia, ao apagar das luzes, o vereador Nerival Reis acabou eleito também para a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar.

Piada pronta, certamente.

Título e imagem: O defensor

O VEREADOR JÓ (PC do B) FAZ MAQUIAGEM NA ELEIÇÃO DAS COMISSÕES E DESRESPEITA DETERMINAÇÃO JUDICIAL, PORQUE É SUBMISSO

submisso

 

Na tarde de ontem (24) o Presidente da Câmara de Ilhéus não respeitou a determinação judicial e, deixou mais uma vez 5 dos 19 Vereadores de fora das Comissões permanentes. Para atender o seu comandante Jabes Ribeiro o “dono do Legislativo e da Prefeitura Municipal” novamente mandou o neófito Vereador Gilmar Sodré (liquinha) melar a eleição e, tudo continua como antes, considerando que os 5 vereadores alijados continuam na Justiça para fazer valer os votos outorgados pelo povo. Novas informações serão passadas sobre tudo que aconteceu na Câmara  no dia de ontem.   Aguardem os detalhes.

A cara da nova ponte e o seu dna

negãoA cara do suor do povo de Ilhéus

Crédito: JBO

Teve deputado que se apressou em postar a notícia nas redes sociais. Os telefones das redações dos sites, jornais e emissoras de rádio não pararam de tocar. Deputados e prefeito, cheios de informações para dar. Nunca se viu antes, em Ilhéus, tanto pai (ou mãe) de uma criança como a do anúncio de que, finalmente, já se sabe qual empresa tocará a construção de uma nova ponte em Ilhéus.

Mas, de fato, há apenas dois protagonistas na realização deste sonho: o governador Jaques Wagner e o povo de Ilhéus. O primeiro, por, inicialmente  alimentar o sonho. E agora permitir que ele se realize. O segundo, pela luta, pela indignação nos tempos de dúvida, pela esperança nos tempos mais férteis. Mais ninguém.

A luta pela nova ponte talvez represente a maior conjectura de forças que Ilhéus já reuniu nos últimos anos. Foi de trabalhador simples, que precisa atravessar a congestionada Lomanto Júnior todos os dias, aos empresários que vislumbram novos investimentos numa área nobre da cidade: a zona sul.

Foi, inclusive, de quem pouco usa a ponte para atravessar de um lado a outro da cidade.

Por certo, o “registro” da ponte traga nome e sobrenomes daqueles que precisam, agora, assumir a paternidade ( ou a maternidade) da iniciativa, como forma de sobrevivência política e conveniência eleitoral.

Mas a nova ponte de Ilhéus, tem a “cara”, o “dna”, da luta do povo de Ilhéus.

Foi quem, efetivamente, em nenhum momento se calou ou abaixou a cabeça

 

fonte: Jornal Bahia on line – Mauricio

Campanha: Quem não deve, não teme!

corrupção

A Constituição Federal do Brasil no Art.31 §3º determina que a Prefeitura e a Câmara Municipal são obrigados a disponibilizar anualmente para exame e apreciação, durante sessenta dias, todas as contas públicas do ano anterior para que sejam fiscalizadas por qualquer contribuinte.

 Segundo a legislação, todos nós temos o direito de acessar os documentos que indicam como vem sendo investido o dinheiro do município. Afinal o dinheiro gerido pelo Executivo Municipal e pela Câmara Municipal é nosso, pago através de impostos, taxas e contribuições. Para isso, Prefeitura e Câmara tem que reservar um local para que todos os processos de pagamento – licitações, contratos, empenhos, notas fiscais, folhas de pessoal etc. – fiquem à disposição da população durante 60 dias.

Em Ilhéus, tais documentos já deveriam estar disponíveis desde o dia 1º de abril. Tanto o executivo quanto ao legislativo, ignoram. Ou não estão atentos!

Considerando que o limite para que as contas sejam enviadas ao TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, não poderão ultrapassar o dia 15 de junho, o cumprimento na íntegra do art. 31 da CF, fica prejudicado. Partindo do pressuposto da não observância dos prazos, o que fazer agora?

Com a palavra a 8ª Promotoria do MP do Estado da Bahia, em Ilhéus.

 

Texto: Elias Reis, Presidente do Sindicato dos Radialistas de Ilhéus. 

FICHA SUJA ATÉ A MEDULA

jABINHO

O prefeito Jabes Ribeiro responde inúmeros processos na 2º e 1º instância do Tribunal de Justiça da Bahia, mas também responde a oito processos de improbidade administrativa na 1º instância da Justiça Federal.

Dependendo da sentença, dele pode ser privado dos seus direitos políticos, e, consequentemente, ser afastado do cargo.

Os oitos processos correm na Justiça Federal de Ilhéus, sendo que cinco estão para sentença. Quatro estão sob a tutela do juiz federal Pedro Holliday, e um está com a juíza Karine Rhem da Silva.

A cada dia que passa o cerco judicial se fecha para o prefeito de Ilhéus. Processos criminais que estavam praticamente parados na primeira instancia do TJBA, na segunda instância estão andando em 20 dias, o que não andaram em 5 anos.

O mesmo acontece com processos de improbidade administrativa que correm na primeira instância na comarca de Ilhéus.

Ontem, o blog “O Defensor” publicou o andamento do processo número 0302021-86.2013.8.05.0103, onde foi enviada uma carta de ordem, notificando Jabes Ribeiro que ofereça resposta, no prazo de 15 dias, nos termos do quanto disposto no art. 287 do Regimento Interno do TJBA.

Entre alguns advogados já existe uma brincadeira, tipo aposta, onde uns dizem que Jabes não pula a fogueira de São João no Palácio Paranaguá. Outros dão mais um pouco de vida ao mandato, afirmando que ele vai comer o peru de Natal ainda sendo prefeito.

A equipe do Blog Agravo vem trabalhando para listar todos os processos que podem afastar o prefeito. Por serem muitos, vamos apresentar, por enquanto, os processos da Justiça Federal.

Confiram:

904-02.2007.4.01.3301
(2007.33.01.000904-6) AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
1255-38.2008.4.01.3301 (2008.33.01.001256-9) AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
765-79.2009.4.01.3301 (2009.33.01.000765-0) AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
2393-06.2009.4.01.3301 (2009.33.01.001489-5) AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
87-30.2010.4.01.3301 (2009.33.01.001532-8) AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
91-67.2010.4.01.3301 (2009.33.01.001536-2) 64 AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
93-37.2010.4.01.3301 (2009.33.01.001538-0) 64 AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
95-07.2010.4.01.3301 (2009.33.01.001540-3) 64 AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Texto e relação dos processos: Blog Agravo

O QUE ILHÉUS EM PESO PENSA DO PREFEITO

FALA CIDADÃO

O problema desse moço é a sua excessiva vaidade. Ele trata a tudo e a todos de uma maneira jocosa e arrogante, como se ele, em algum momento, por razões de ordem natural, estivesse acima do bem e do mal. Pelo contrário: ele não tem nada de bem e tem tudo de mal. Não é um mal transitório/passageiro, é um mal que virou sua característica: mal preparado, mal educado, mal intencionado, mal resolvido,… de tanto estar mal, termina por ser mau: mau caráter, mau administrador, mau profissional, mau pagador, mau ser humano.
Quando ele enganou o seu povo mais uma vez, o fez de modo intencional. Ele sabia que o caos de Ilhéus começara com ele e sua trupe. Newton foi terrível com Ilhéus. Disso ninguém tem dúvida. Mas o atual prefeito consegue superá-lo por meio de todos os valores que ele faz questão de violar a cada novo dia, a cada nova mentira, a cada golpe aplicado nas frentes de serviços essenciais que ele faz questão de destruir. Só que ele não está treinando para ser o prefeito. Aí está o seu maior erro: pois no cargo de prefeito, como na vida, não há ensaio. Ele vive, ele morre. Defenestrado pelo povo de Ilhéus durante tantos anos e, nada aprendeu. Para finalizar, ele é um mau aluno em busca de uma nota que sequer que o aprove. Está reprovado!

GOVERNADOR, AJUDE-ME PELO AMOR DE DEUS! ESTOU MAL!

DSCF6968

O governador não está nem aí, com a choradeira de jabinho

Durante o lançamento do edital de licitação do gasoduto no eixo Ilhéus-Itabuna previsto para começar na primeira semana de agosto, o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro aproveitou a presença do governador Jaques Wagner para mais uma vez, chorar e implorar por mais recursos. Dessa vez, a investida do alcaide não colou. Tentando sensibilizar o governador, o menino chorão do Palácio Paranaguá alegou redução no FPM, crise na saúde, falta de infraestrutura nos bairros e, ainda teve a coragem de dizer que não teve um centavo para administrar a cidade esse mês. A chiadeira de Jabes causou estranheza no auditório e, principalmente ao governador, que no seu discurso bastante inflamado deu um chega pra lá no prefeito, que ao invés de trabalhar na cidade que foi eleito tem feito um grande piseiro nas secretarias de estado. O governador por sua vez acrescentou que não adiantava Jabes ficar se lamentando porque ninguém pediu pra ele [Wagner] ser governador e ninguém pediu pra ele [Jabes] ser prefeito, e que as obrigações do município tem ser cumpridas, conforme manda a lei. Ainda durante o discurso, o mandatário estadual ironizou com prefeito, levando a mão na carteira como se fosse tirar algum dinheiro para saciar a sede financeira do hômi do PP. Nesse momento, a plateia sorriu e aplaudiu o governador pelo puxão de orelha, deixando Jabes Ribeiro atônito e sem reação. O vexame só não foi pior, graças à intervenção do mui amigo e vice-governador Otto Alencar, que estendeu o ombro para o menino chorar. Texto: Fábio Roberto – DRT 6355

SE A JUSTIÇA FUNCIONAR COMO SE ESPERA, JABES VAI SEGURAR MAIS ESTE PEPINO

pepinog

Processo:

0302021-86.2013.8.05.0103

Classe:

Carta de Ordem Criminal

Área: Criminal

Assunto:

DIREITO PENAL

Distribuição:

Sorteio – 16/04/2013 às 17:17

2ª Vara Criminal – Foro de comarca Ilhéus

Controle:

2013/000298

Dados da Precatória:

Ação Penal – Crime de Responsabilidade nro. 0003400-56.2013.805.0000 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA – TRIBUNAL PLENO Salvador-BA 16/05/2013 
Objeto : Notificação do requerido Jabes Sousa Ribeiro para oferecer resposta no prazo de 15 dias, nos termos do quanto disposto no art. 287 do Regimento Interno deo TJBA

Partes do Processo

Autora: 

‘Ministério Público do Estado da Bahia

 

Réu: 

Jabes Sousa Ribeiro

Movimentações

Data

Movimento

18/04/2013

Expedido mandado 
Mandado nº: 103.2013/005967-4 Situação: Aguardando Cumprimento em 19/04/2013 Local: Foro de comarca Ilhéus / CM Ilhéus

17/04/2013

Proferido despacho de mero expediente 
Cumpra-se. Após, devolva-se.

17/04/2013

Concluso para despacho

16/04/2013

Juntada de documento

16/04/2013

Processo distribuído por sorteio

Petições diversas

Não há petições diversas vinculadas a este processo.

Incidentes, ações incidentais, recursos e execuções de sentenças

Não há incidentes, ações incidentais, recursos ou execuções de sentenças vinculados a este processo.

Audiências

Não há Audiências futuras vinculadas a este processo.

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA Comarca de Ilhéus 2ª Vara Criminal Av. Osvaldo Cruz, s/n, Fórum Epaminondas Berbert de Castro, Cidade Nova – CEP 45652-130, Fone: 73 3234-3448, Ilheus-BA – E-mail: 2varacriminal@tj.ba.gov.br

Justiça Gratuita

Endereço: Av. Osvaldo Cruz, s/n, Fórum Epaminondas Berbert de Castro, Cidade Nova – CEP 45652-130, Fone: 73 3234-3448, Ilheus-BA – E-mail: 2varacriminal@tj.ba.gov.br 

MANDADO DE NOTIFICAÇÃO

Processo nº: 0302021-86.2013.8.05.0103

Classe Assunto: Carta de Ordem Criminal – DIREITO PENAL Autor: Ministério Público do Estado da Bahia Réu: Jabes Sousa Ribeiro Oficial de Justiça: (0) Mandado nº: Endereço 103.2013/005967-4 Rio Almada, Quadra 03, Lote 09, Jardim Savoia – CEP 45650-000, Ilheus-BA O(A) Doutor(a) Antônio Alberto Faiçal Júnior, Juiz de Direito da(o) 2ª Vara Criminal, da Comarca de Ilhéus, na forma da lei, etc. MANDA a qualquer Senhor Oficial de Justiça que, em cumprimento ao presente, extraído dos autos acima indicados, EFETUE A NOTIFICAÇÃO da(s) pessoa(s) a seguir relacionada(s) para oferecer resposta no prazo de 15 dias, nos termos do disposto no art. 287 do regimento interno do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, c/c art. 4º da Lei 8038/90, nos termos do despacho anexo e documento. Destinatário JABES SOUSA RIBEIRO, brasileiro, casado, advogado, natural de Itabuna, nascido em 14/03/1952, filho de José Ferreira Ribeiro e Elezenita Sousa Ribeiro, RG 389526, CPF 036.789.465-34, Prefeito Municipal de Ilhéus/BA, residente na Rua Rio Almada, s/nº, Quadra 03, Lote 09, Jardim Savóia, Ilhéus/BA.

Eu, Samara Watson de Negreiros e Souza, o digitei. Ilhéus (BA), 17 de abril de 2013.

Antônio Alberto Faiçal Júnior

Juiz de Direito

*10320130059674

Nota de O Defensor: Neste processo o Sr. Jabes Ribeiro foi denunciado como incurso nas penas dos arts.29 – A, §2º, inciso I, da Constituição Federal combinado com o art. 1º, incisos V e XIV, do Decreto – Lei nº 201/67, em concurso formal. Isto porque, segundo o Ministério Público Estadual Jabes repassou para o seu irmão Joabes Ribeiro então Presidente da Câmara de Vereadores à importância de R$ 3.372.392,32 (três milhões, trezentos e setenta e dois mil, trezentos e noventa   e dois reais, trinta e cinco centavos) quantia esta muito maior do que deveria ter repassado. Registre-se que, o TCM mandou o Jabes devolver o dinheiro aos cofres público, e este fez ouvido de mercador. Isto é uma tônica na sua vida pública, a uma porque, alardeia que os conselheiros do TCM são seus amigos. A duas porque, quando estar no Poder  ele sempre sente e demonstra que milita ao seu favor a sensação de impunidade. Vai aqui gratuitamente um conselho para o Governador Jaques Wagner. Cuidado com essa relação perigosa que você pode sair chamuscado com os eleitores de Ilhéus!

CRIAÇÕES DE COOPERATIVAS TEM OBJETIVOS DE BURLAR LICITAÇÕES E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL SEM CONCURSO PÚBLICO EM ILHÉUS – MAIS UM GOLPE

Responsabilidade da Administração Pública na Terceirização de Serviços

images (2)

RESUMO: O presente estudo tem como objetivo analisar as principais consequências jurídicas da terceirização no âmbito da Administração Pública. Além disso, procura-se delimitar as hipóteses em que a terceirização é considerada lícita, bem como aquelas não admitidas pelo ordenamento jurídico, sob o enfoque da exigência constitucional de prévia aprovação em concurso público. As hipóteses em que o ente público figura como dono da obra, e como tomador de serviços prestados por cooperativa e empresa prestadora de serviços, também são enfocadas.

PALAVRAS-CHAVE: Terceirização. Administração Pública. Responsabilidade.

1 Introdução

O tema a ser analisado refere-se à responsabilidade da Administração Pública na terceirização de serviços, analisando, inclusive, a controvertida questão das cooperativas de trabalho.

Importa saber em que situações a terceirização é considerada lícita e ilícita, bem como as possíveis consequências para o ente público.

2 Breves Considerações sobre a Terceirização

A terceirização pode ser entendida como a transferência de certas atividades do tomador de serviços, passando a ser exercidas por empresas distintas.

Para o Direito do Trabalho, interessa o fato de se ter trabalhador prestando serviços ao ente tomador, mas possuindo relação jurídica com a empresa prestadora de serviços. A relação, assim, passa a ser triangular ou trilateral.

Entre o empregado e o empregador (que é uma empresa prestadora de serviços) verifica-se a relação de emprego, ou seja, ocontrato de trabalho (art. 442, caput, da CLT). O vínculo entre o tomador (quem terceirizou alguma de suas atividades) e a empresa prestadora decorre de outro contrato, cujo objeto é a prestação do serviço empresarial. No tema em estudo, verifica-se a terceirização de certa atividade da Administração Pública, por meio de contrato administrativo firmado com a empresa prestadora (precedido, em tese, de regular licitação(1)). Por fim, na terceirização, o empregado da empresa prestadora presta serviços ao tomador.

Trata-se de panorama diferenciado, pois, tradicionalmente, a relação jurídica de emprego é bilateral, ou seja, ela tem como sujeitos apenas o empregado e o empregador, que também é o tomador do serviço prestado.

A terceirização é um fenômeno verificado com grande frequência nos dias atuais, como forma de diminuição de custos, prestação de serviços com maior eficiência, produtividade e competitividade, que são objetivos intensamente buscados em tempos de globalização(2).

Entretanto, o sistema jurídico estabelece certos limites à terceirização. No âmbito trabalhista, as restrições são impostas visando a tutelar as garantias inerentes ao contrato de trabalho e a dignidade da pessoa humana do trabalhador.

3 Terceirização Lícita e Terceirização Ilícita

:: LEIA MAIS »

REENCONTRO DE CRAQUES DO PASSADO COM O VEREADOR COSME ARAÚJO

Deri

O vereador ilheense Cosme Araújo (PDT) esteve no último sábado (20) em Itabuna, para mais uma participação no programa semanário líder em audiência, Resenha da Cidade, e na oportunidade, teve a honra de rever os três gigantes craques que tanto emocionaram o esporte itabunense; Danielzão, Sapatão e Deri Juntos, as estrelas foram os responsáveis pelos momentos áureos do esporte amador de Itabuna, quando a seleção do Itabuna levantou a taça de heptacampeão baiano, promovido pela Federação Baiana de Futebol. Para o vereador Cosme Araújo, “é um momento inesquecível! Reencontrar essas feras que tanto fizeram dentro e fora dos gramados. O que fica são os exemplos, de disciplina e profissionalismo. desses grandes guerreiros que tanto fizeram em prol do nosso esporte. Quem não tem história, não tem vida”, declara o parlamentar. No final do encontro, os craques do passado e também do presente, posaram pra foto com o vereador, cobrando o retorno do assíduo torcedor em Itabuna, que nos dias de jogos, era o primeiro a chegar à antiga desportiva itabunese, hoje, Centro de Cultura, para torcer pelas grandes estrelas do futebol itabunense.

Texto: Fábio Roberto

CHRISTIANIA, UMA CIDADE FELIZ SEM PREFEITO E VEREADORES: A LENDA DA LIBERDADE.

tianenHoje venho mostrar aos leitores da minha coluna uma cidade que fica no coração gelado do capitalismo europeu, na fria Copenhagen, cidade na Dinamarca, chamada, Christiania, que não tem eleição e funciona muito bem sem governo, sem imposição de leis que controlem a organização social. Além de tudo isso, não tem prefeito nem vereadores. Consequentemente, não tem eleição. A lenda da cidade-livre da Dinamarca é real: inspirada no Anarquismo, Christiania resiste a mais de 20 anos, inventando um jeito novo de conviver com os problemas da vida comunitária. Limpeza das ruas, rede de esgoto, manutenção dos serviços básicos, tudo é decidido e feito a partir de reuniões entre os moradores da cidade. Os seus moradores se definem como uma comunidade ecologicamente orientada, e tem uma economia discreta e muita autogestão, não existe hierarquia estabelecida e proclama o máximo de liberdade e poder para o individuo. Nós brasileiros, pouco conhecemos a história da cidade-livre, e por isso venho aqui exclusivamente falar da LENDA DA LIBERDADE. “Christiania começou a escrever sua história em 1971”. Foi a partir das idéias de um jornal alternativo, o Head Magazine, que um grupo de pessoas, de idades e classes sociais variadas, decidiu ocupar os barracos de uma área militar desativada na periferia de Copenhagen. Era o início de uma luta incansável contra o Estado. A polícia tentou várias vezes expulsar os invasores da área, mas sem sucesso.

 Christiania virou um problema político, sendo discutida no parlamento dinamarquês. A primeira vitória veio com o reconhecimento da cidade-livre como um “experimento social”, em troca do pagamento das contas de luz e água, até então a cargo dos militares, proprietários da área. “O Parlamento decidiu que o experimento Christiania continuaria até a conclusão de um concurso público destinado a encontrar usos para a área ocupada”.

MAIS UMA TENTATIVA DE GOLPE DE JABES NA POLÍTICA DE ILHÉUS AO USAR O INEXPERIENTE DR. JÓ no TJBA

jó1jabes 3

CADERNO 1 – ADMINISTRATIVO > 1ª VICE-PRESIDÊNCIA > SECOMGE – SERVIÇO DE COMUNICAÇÕES GERAIS

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO GERAL – SECOMGE

PAUTA DE DISTRIBUIÇÃO

Processos tombados/recebidos no dia 19 de Abril de 2013 que deverão ser distribuídos na AUDIÊNCIA PÚBLICA, a realizar-se em 24 de Abril de 2013, das 08:00 as 18:00, na Secretaria do SECOMGE, localizada no Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, sala 117/Norte – Centro Administrativo da Bahia, 5ªAvenida.

0006649-15.2013.8.05.0000Agravo de Instrumento Ilhéus

Agravante : Mesa Diretoria da Câmara Municipal de Ilhéus
Advogado : Pedro Germano dos Anjos (OAB: 30038/BA)
Agravado : Alisson Ramos Mendonça
Agravado : Cosme Araujo Santos
Agravado : Gildeon Farias dos Santos
Agravado : Lukas Pinheiro Paiva
Agravado : Ronaldo Lavigne do Nascimento
Agravado : Valmir Freitas do Nascimento
Advogado : Salmo de Souza Moura (OAB: 38099/BA)
Relator : Gesivaldo Nascimento Britto

O bisonho Presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, mesmo tendo afirmado que deveria ser respeitado o princípio da proporcionalidade na formação  das Comissões Permanentes do Legislativo Municipal, tendo, inclusive, marcado a nova eleição para amanhã (quarta feira), sob pressão do opressor Jabes Ribeiro e sua trupe cedeu aos caprichos destes e agravou da decisão do Juiz da 2ª Vara Cível de Ilhéus. Segundo informações Jabes disse ao Presidente que a liminar já estava certa, – o que não acreditamos-  e que ele marcasse a sessão apenas para dá um golpe na oposição. Ledo engano, o golpe será contra a população de Ilhéus, e também para o PC do B, que inexoravelmente vai sai arranhado desta contenda imbecil, porque,   ilegal a eleição anulada pelo judiciário de piso. Texto: Fábio Roberto 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia