WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Blog

MAIS UMA DENÚNCIA GRAVE

curiosidade
A empresa Horus veio em janeiro para Ilhéus prestar um duvidoso serviço de varrição durante 30 dias e levou dos cofres públicos a bagatela de R$ 381 mil.

Vale salientar que a prefeitura possui em seu quadro funcionários responsáveis pela varrição de ruas.

Na ultima terça-feira , o secretário municipal da Fazenda, Marco Antônio,  confirmou no plenário da câmara que fez o pagamento integral à empresa no inicio de fevereiro.

A rapidez no pedido de pagamento da empresa à secretaria da fazenda é totalmente adverso à prestação de serviço de outra empresa.

Um exemplo claro é o da Solar Ambiental, responsável pela coleta do lixo, da ponte Lomanto Júnior, até o norte da cidade de Ilhéus, que sofre constantemente com atrasos de até dois meses.

O Valor em trinta dias recebidos pelas HORUS é maior que os valores  recebidos mensalmente pelas empresas  responsáveis pela coleta do lixo no município, a EWA Engenharia (R$ 274.432,00) e a Solar Ambiental (R$ 283.708,00).

Para termos ideia, a empresa Horus  tem o mesmo CNPJ de uma  empresa chamada Ceema Construções e Meio Ambiente Ltda. Ela aparece numa denúncia do vereador de Salvador Celso Cotrim (PSB) em 2008, sobre a manipulação de dados referentes a partir dos 17 integrantes do conselho gestor da ONG Cruz Vermelha Brasileira, filial Bahia.

A entidade esteve responsável na época pela contratação de mão de obra para o Programa Saúde da Família (PSF) em Salvador, através de um contrato anual com a prefeitura no valor de R$ 96.141.083,64. 

A empresa CEEMA também  já foi envolvida em irregularidades no município de São Francisco do Conde.

Só curiosidade !

Fonte: Agravo

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar