WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Blog

SINDICATOS ESTÃO SEM CREDIBILIDADE.

tia nem

 Assistimos no mês de junho em várias cidades do país, principalmente nas capitais, manifestantes indo às ruas clamarem, na sua maioria pacificamente, por mudanças no Brasil. Foi uma mobilização diferente, feita através das redes sociais, sem que existisse uma liderança organizada e o povo nas ruas impediram que partidos políticos e sindicatos participassem, e as manifestações foram marcadas pela pluralidade das reivindicações. O que assistimos no dia 11 de julho, quando os principais sindicatos brasileiros tentaram promover uma greve geral, o que chamaram de “Um dia de luta e mobilização”, não se compara ao impacto das manifestações populares.
Com algumas exceções, a chamada greve geral transformou-se em um grande fracasso para as forças sindicais.  E claro que, os que foram  pra rua, fez barulho e gritou as bandeiras – todas justas, é claro: fim do Fator Previdenciário; Jornada de 40 horas semanais, sem redução salarial; Reajuste digno para os aposentados; Mais investimentos em saúde, educação e segurança; Transporte público de qualidade; Fim do Projeto de Lei que amplia a terceirização; Reforma Agrária; Fim dos leilões do petróleo. Mesmo tendo alguns sindicatos saídos as ruas com alguns filiados, em todas as cidades do país o dia transcorreu normalmente, e os protestos elaborados pelos sindicalistas ficaram longe das manifestações de junho.
Alguém pode perguntar: porque o povão não foi pra rua em 11 de julho? O principal motivo do povo não atender ao chamado é pelo fato de que as lideranças dos sindicatos perderam a credibilidade e o povo já conhece muito bem esses lideres que conquistam a confiança e a simpatia dos trabalhadores, mas que depois de algum tempo também tem seus nomes envolvidos em escândalos de corrupção. O povão conhece também entidades que recebem anualmente um bom pedaço do salário do trabalhador, mas que na maioria das vezes, não dá o retorno em bons serviços e assessoria.
O povo sabe, está informado que os sindicatos estão atrelados ao governo e nada fazem em favor do trabalhador. Os principais lideres estão preocupados em se promoverem e fazem acordos políticos em benefícios próprio, deixando os interesses dos filiados a parte.  Os próprios filiados já falam em alto e bom tom que esses “sindicatos” já não os representam. O que é uma pena, pois os sindicatos são instituições que deveriam primar pelo interesse dos seus filiados e representa-los diante do governo, lutando pela classe e as suas reivindicações.
Sabemos que no passado os sindicatos cumpriam o seu papel social, e tinham fortes representatividades, porém com o advento do governo Lula, quando o PT tomou posse, os sindicatos viraram grandes negócios e seus filiados começaram a ser usados como mercadorias de troca por vantagens e cargos para a diretoria geral. Essas pessoas passam todo o tempo se beneficiando do cargo que ocupa no sindicato, usando os trabalhadores e arrumando um jeito de se perpetuar no poder. Se formos lembrar o passado, podemos reviver as metas antigas dos sindicatos que era a luta pela democracia e hoje o que menos vemos no sindicato é a tão pregada democracia. É necessária que haja uma reforma urgente das lideranças sindicais, gente que esteja preocupado com o trabalhador e não com cargos políticos e poder.
O Trabalhador não pode permitir que os Presidentes e diretores do seu sindicato sejam pessoas que pense mais em ter o Poder do que em lutar para que todos sejam atendidos em suas reivindicações. Enquanto os sindicatos não se reabilitarem perante a sociedade, vão continuar a ser um fiasco, a não ter credibilidade, a não representar os anseios dos trabalhadores. Pois até mesmo os governos já perceberam que os lideres estão desacreditados, que eles já não possuem mais a liderança que alardeiam., E o trabalhador sabe que precisa de lideres, gente que tenha na cabeça e no coração a vontade do povo e o bem do nosso Brasil. Lideres que sejam forte o suficiente para clamar pelo povo e que não se deixe corromper pelo poder.
Maria José Gonçalves (Tia Nen)

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Os sindicatos estão cheios de parasitas que não fazem nada e ficam enganando os sindicalizados, os quais não sabem que os sindicalistas em sua ampla maioria estão traindo-os firmando acordos com o prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar