WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Blog

QUADRILHA DE JABES PRESTOU DEPOIMENTO NO COMPLEXO POLICIAL DE ITABUNA

JABES 10

Jabes está na ponta direita, vestido de calça preta e camisa cinza com os demais comparsas

Foram ouvidos nesta terça-feira, no Complexo Policial de Itabuna, os agentes penitenciários José Augusto Lima Ferreira, Geilson Oliveira Santos, Aderlan Oliveira Santos e José Mario Reis de Novaes. Eles são acusados de diversos crimes no extremo sul. Os homens foram presos no dia 24 de outubro e transferidos para o conjunto penal no dia 11 de novembro.

De acordo com o Ministério Público Estadual, os agentes permitiam a entrada de drogas, armas e celulares no presídio de Eunápolis. Eles são acusados também de facilitar execuções dentro do presídio. Segundo o promotor João Alves da Silva Neto, o ex-diretor-adjunto do Presídio de Eunápolis, Jabes Santana, era o líder do bando. Ele também está preso.

As investigações indicaram que Jabes cobrava R$ 1.500 para permitir a entrada de celular e R$ 2 mil por quilo de droga. Foi apurado que os agentes não revistavam os familiares dos detentos que levavam a droga.

Em outras ocasiões, orientavam a pessoa a jogar o material por cima do muro do presídio. Eles negam as acusações. Os suspeitos ouvidos em Itabuna reclamam que deveriam responder o processo em liberdade, porque não possuem antecedentes criminais, têm residência fixa e não vão atrapalhar as investigações.

Artigos relacionados

3 Comentários

  1. Como é que pode um negócio desses? Agentes penitenciários facilitando a entrada de drogas e celulares no presídio de Eunápolis. Os presos ao invés de serem ressocializados, estão tendo aula de como continuar delinquindo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar