WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Blog

Projeto de Resolução: Concede o Título de Cidadão Ilheense a Jabes Sousa Ribeiro Nº 1-7-1, e dá outras providências.

Jabinho

 

A Câmara de Vereadores do Município de Ilhéus resolve:

Art. 1º. Fica concedido, nos termos do inciso 0 do artigo 171, do Código Penal. O Título de Cidadão da Cidade de Ilhéus, in casu, a Jabes Sousa Ribeiro  é pelos des-serviços  públicos prestados; pelos artifícios dos últimos 30 anos como político; pela perseguição aos servidores públicos e, pela habilidade como vem fugindo da Justiça com (dezenas de processos sem julgamentos até alcançar a prescrição).

Art. 2º. A honraria será entregue em Sessão Solene destinada a esse fim, em 05 de outubro de 2014, no Fórum Epaminondas Berbet de Castro, nesta cidade.

Art. 3º.  Esta resolução entra em vigor na data de sua publicação, revoga as disposições em contrário.

Sala das Sessões, 27 de janeiro de 2014.

Leia a JUSTIFICATIVA CLICANDO NO leia a mais abaixo.
JUSTIFICATIVA

O Título de Cidadania da Cidade de ilhéus instituído na estrutura do Poder Legislativo Municipal tem como finalidade homenagear personalidades. Através deste projeto de resolução, deseja-se presentear o “digníssimo cidadão” por seus relevantes des-serviços prestados ao nosso Município.

A indicação do nome de Jabes Sousa Ribeiro configura uma justa homenagem da Câmara Municipal de Ilhéus, como o reconhecimento da história suja deste cidadão sabidinho e, um dos mais importantes na lista dos processados e indiciados da Justiça Baiana(protegido pelo homem “dá vindo”).

 Jabes Sousa Ribeiro nasceu em Itabuna, no 14 de março de 1952. Foi um péssimo professor, péssimo Pastor, atualmente um péssimo prefeito de Ilhéus, em fim, péssimo para Bahia e para o Brasil, em várias ocasiões. A última foi um duplo mandato que terminou em 1° de janeiro de 2005, quando o Valderico Reis tornou-se prefeito.

Entre 1980 e 1982, foi considerado o pior secretário de Educação do município. Sempre defendeu os seus interesses e interesses do seus amiguinhos. No seu primeiro mandato existem notícias que desviou o dinheiro de 411 casas que deveriam ser construídas no bairro Teotônio Vilela (até hoje não deu em nada).

No ano de 1990, quando o Brasil vivia o processo histórico da primeira eleição direta para presidente após a ditadura militar, Jabes lançou-se candidato a deputado federal pelo PSDB, elegendo-se pela Bahia. Foi um deputado pífio e que nunca trouxe nada para a região. Como deputado nunca teve um projeto aprovado e foi um dos parlamentares que mais faltou às sessões(entrou para os anais da Câmara  como ineficiente).

Em 1996, foi eleito para seu segundo mandato de prefeito de Ilhéus, sendo reeleito em 2000, exercendo o mandato até 2004. Já com 12 anos no poder e sem nenhuma ação a favor do povo de Ilhéus, deixou o governo endividado e a máquina pública totalmente sucateada(débitos com INSS, FGTS etc.).

Após o governo de Ilhéus, foi nomeado menino de recado do Governo do Estado da Bahia, entre 2005 e 2006. Ingressou no Partido Progressista, e exerceu o cargo de secretário-geral do partido na Bahia, como premio de bajulador do Deputado Mário Negro Montes.

Atualmente, Jabes Ribeiro é o prefeito de Ilhéus. Tem uma rejeição de 85% na cidade. Enquanto responde vários processos na Justiça, persegue os trabalhadores da cidade, que está abandonada e incrédula: o sistema de saúde não funciona e o de educação vegeta.

Esta resolução é subscrita por quase todos os vereadores.

ILHÉUS AGRADECE  A ITABUNA QUE ALÉM DE EXPORTAR BARONESAS, TONELADAS DE DEJETOS ETC., DEPORTOU TAMBÉM JABES, O EX-LÍDER PARA NOSSA TÃO COMBALIDA EX-PRINCESINHA CIDADE DO SUL. 

Artigos relacionados

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar