• SEM PREFEITO ILHÉUS VAI VIRAR MAR

“O que a gente vê na televisão parece os nazistas incriminando o povo judeu”

Com essas palavras, o ex-presidente Lula ilustra com louvor a sua vasta ausência de conhecimento sobre história ou, ao menos, a mais obtusa avaliação de fatos históricos. O povo judeu era perseguido durante a ascensão do nazismo alemão porque era composto de judeus. Tanto fazia o banqueiro, o joalheiro, o médico, o contador, o sapateiro, a dona de casa ou seus filhos, todos eram perseguidos e foram massacrados por serem judeus.

O que se vê hoje, na televisão, é uma população inteira indignada com procedimentos criminosos perpetrados por grupos restritos de agentes políticos contra o patrimônio e a dignidade do povo. A revolta e a indignação são tanto maiores quanto mais esclarecidas são as pessoas. Por mais humilde que seja o cidadão, quanto mais ele fica sabendo o que aconteceu e acontece, mais ele se dá conta do papel de idiota que fez ao acreditar nas lorotas eleitoreiras responsáveis pela falta de clareza sobre a real situação do país.

A percepção externada pelo ex-presidente sobe os fatos, portanto, é equivocada porque o que se vê é que diversos crimes e malfeitorias estão sendo desvendados e exibidos ao público, e acontece de todos terem no partido governista um ponto em comum. Não se trata de perseguir petistas e inventar fatos a seu respeito para justificar a perseguição, mas o contrário: investiga-se os problemas e descobre-se que, na maior parte das vezes, são parte de ações sistemáticas de uma gangue contra o patrimônio público.

Mais uma vez Lula confunde a perseguição, que tem fim em si mesma, que só serve para atrapalhar a vida do perseguido, com a investigação, que propõe a compreensão de fatos, eventualmente numa reação em cadeia, visando o esclarecimento para a Justiça e para o público.(DP)

Por MAURÍCIO TERRA

Publicado: 01 de agosto de 2015 às 00:00
Redação
EX-DIRETOR DE SERVIÇOS DA PETROBRAS, RENATO DUQUE. FOTO: MARCELO CAMARGO/ABR

O altíssimo escalão do PT trata o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, preso na Lava Jato, como “pauta-bomba’, após a informação de que ele estaria negociando acordo delação premiada. Isso seria “devastador” e poderia levar muitos deles à cadeia, incluindo o ex-ministro José Dirceu. Duque zelava pelos “interesses” da alta da cúpula do PT no esquema de corrupção implantado no governo Lula, em 2005.

Diretor de Serviços da Petrobras por 9 anos, de 2003 a 2012, Renato Duque viabilizou vantagens para a alta cúpula do governo Lula.

Eventual delação de Renato Duque, que desfrutava da intimidade do poder, poderia representar uma forte ameaça ao ex-presidente Lula.

A defesa de Renato Duque, que negava a delação, mudou o discurso. O advogado Alexandre Lopes diz que um acordo “não é impossível”.

Duque foi preso tentando ocultar patrimônio não declarado. Foi flagrado em transferência de € 20 milhões para conta no Principado de Mônaco.(Diário do Poder)

balanço

O vereador Cosme Araújo (PDT), em cumprimento as suas atribuições legais, espera que o atual presidente da Câmara de Ilhéus apresente mensalmente em plenário, até dia 20 de cada mês, balanço relativo aos recursos recebidos e as despesas realizadas.

Para Cosme Araújo à apresentação de prestação de contas é uma das exigências do Art. 37 da Constituição Federal e cumprimento do próprio Regimento Interno da Casa, em seu Art. 35, VII, Seção III, Das Atribuições Especificas do Presidente da Câmara.

Portanto, o presidente tem a obrigação de apresentar os balanços mensais, até dia 04/08, quando o legislativo retorna do ‘”recesso branco”, sob pena de configurar crime de responsabilidade, com fulcro na nova redação do Art. 29/CF (EC nº 25), de 14 de fevereiro de 2000.

(DESDE QUE TOMOU POSSE EM JANEIRO ÚLTIMO, ATÉ AGORA TARCÍSIO DESDENHA DA LEI, NÃO PRESTANDO CONTAS).

Por Elias do Rêgo

correios

Já imaginou uma loja internacional, que envia encomendas para todos os lugares do mundo (inclusive Congo e Afeganistão), recusar-se a enviar uma encomenda para alguém, só porque esta pessoa mora no Brasil?!

Pois é, algumas empresas estão começando a se recusar e enviar produtos para o Brasil, porque esses produtos simplesmente desaparecem no buraco negro dos CUrreios brasileiros. Então, compreensivelmente, elas preferem perder um cliente a ter que tomar um prejuízo enviando um produto que, provavelmente, não chegará no seu destino final.

O relato a seguir ilustra justamente isto. Onde o cidadão, Tito Aureliano, que tentou comprar um simples brinquedo customizado em um site internacional, teve o seu cadastro recusado, pois, a empresa (que aceita pedidos inclusive do Congo e do Afeganistão) retirou o Brasil da sua lista de países em que faz entrega.

A seguir, um trecho traduzido do e-mail enviado por este cliente à empresa:

Olá,
Eu tentei criar minha conta, mas quando eu tento atualizar o meu endereço, não é possível selecionar a opção “Brasil” na lista de países.
Será que isto é um Bug?!

Vocês enviam para o Afeganistão e para o Congo, mas não podem enviar para o Brasil?!

Atenciosamente,

Tito Aureliano
(consumidor)

E a empresa o respondeu, explicando o motivo por não enviar mais encomendas para as terras tupiniquins:

Olá [Tito],
Nós retiramos o Brasil da nossa lista de entregas pois todas as nossas ordens que já foram postadas [para o Brasil] foram dadas como “perdidas”. Incluindo ordens que possuíam código de rastreamento.

Nós ainda não enviamos nenhuma encomenda para o Congo ou Afeganistão, portanto, não posso lhe dizer se existem problemas nestes países.

Lamento,

Ginger
(representante da loja)

Por: Otário

pp e pt em ilhéus

PP de Jabes e John Ribeiro se digladiam com o PT de Carmelita e outros companheiros, entre farpas, beijos e acusações sobre irregularidades no Programa Minha Casa Minha Vida, na cidade de Ilhéus.

Carmelita do PT acusa o governo de negociar as casas com a base aliada e afilhados políticos, afirmando que a Secretaria de Desenvolvimento Social, comandada por Jamil Ocké, não passa de um balcão de negócios, inclusive denunciando no MP crime cometido recentemente, sobre um assédio, não se sabe se sexual ou não, a um assessor do vereador Gurita (PP), de pré-nome Neto Tourinho.

Por sua vez, o PP de Jabes Ribeiro vem contra-atacando Carmelita de ter se beneficiada das casas na época do ex-prefeito Newton Lima. “O PT e Carmelita não tem moral para solicitar investigação ao Ministério Público com relação ao Programa Minha Casa Minha Vida. A própria Carmelita e alguns militantes do PT se beneficiaram das casas pra fazer política”, afirma John R… 3 Voltas.

NOTA DO SITE:

CONSIDERANDO NÃO QUERENDO DESAGRADAR NINGUÉM, TANTO O PP DE JABES E O PT DE CARMELITA ESTÃO NA MESMA CANOA FURADA. PP e PT se merecem!

 Por Elias Roberto

 

30 de julho de 2015

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira (30), determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual contra a prefeita de Antônio Gonçalves, Irenilde Vieira Costa dos Santos, em razão da contratação de pessoal sem a prestação de concurso público no exercício de 2014.

O relator, conselheiro Fernando Vita, multou a gestora em R$ 2 mil e determinou também que os técnicos do TCM verifiquem a regularidade da contratação dos servidores para o cargo de auxiliar de serviços gerais em regime de trabalho temporário, ante a existência de concurso público em vigor.

A relatoria afirmou que a contratação por prazo determinado só deve ocorrer quando houver situação emergencial e de excepcional interesse público, o que não foi comprovado pela gestora. A mera existência de Lei Municipal 195/2014 autorizadora de contratações temporárias, não desincumbe a administração de obedecer todo o procedimento administrativo, a fim de demonstrar a situação emergencial. Ainda cabe recurso da decisão.(Toda Bahia)

Nota O Defensor: Por que será que o Prefeito de Ilhéus contratou vários amigos e apadrinhados de vereadores e TCM nada faz? 

lixo hospitalar

Foi aprovado no legislativo ilheense em maio último, o PL nº 060/2014 do Vereador Cosme Araújo (PDT), que dispõe sobre a obrigatoriedade da caracterização e segregação dos resíduos dos serviços de saúde, conhecido como lixo hospitalar. POR CAPRICHO E POLITICAGEM DO PREFEITO ATÉ O MOMENTO NÃO FOI SANCIONADO. Aliás, aqui em Ilhéus o prefeito não respeita a lei, especialmente nos quesitos tramitação e prazo. Já a Mesa diretora da Câmara de Ilhéus, por sua vez, é um ZERO A ESQUERDA que nada cobra. Literalmente o Regimento Interno e Lei Orgânica foram jogados no lixo.

Para os parlamentares que votaram favorável a este projeto, esta é uma medida extremamente importante, pois os hospitais públicos e privados, postos de saúde, clinicas médicas, odontológicas, veterinárias e farmácias são obrigadas a efetuarem o trabalho de caracterização de todo lixo produzido. A FALTA DE AÇÃO DO PREFEITO VEM PERMITINDO QUE DESCARTES DE RESÍDUOS HOSPITALARES SEJAM JOGADOS  EM REDE PLUVIAL E ATÉ MESMO EM LIXO COMUM, como foi noticiado recentemente pela imprensa.

De acordo com o vereador, o lixo deve ser separado para coleta de conformidade o material, a saber: infectante, de uso comum, de farmácia, de nutrição, de embalagem, de radioterapia e outros. “Sabemos que são extremamente graves os problemas de infecção hospitalar ou de transmissão de doenças disseminadas pelo lixo,  o objetivo deste projeto é prevenir as ocorrências de enfermidades, sejam em funcionários ou pacientes desses estabelecimentos de saúde e/ou até na população em geral”, finaliza Cosme Araújo.

Por Elias Reis

 

 

 

 
Moradores do Iguape estão na bronca com a Coelba

IPTU  + JABES  = desespero do povo 

“Dr. Cosme,

Por favor, pode ver o que esta ocorrendo com o meu requerimento protocolado no Setor de Tributos com Sr. Fernando Fernandes?
O numero do protocolo e 3683 datado de 30/03/2015.
Já fui na Prefeitura VÁRIAS vezes, e sempre o Fernando Fernandes falando e fazendo a mesma coisa, me pedindo meu nome, numero de meu telefone e prometendo enviar um fiscal para conferir se minha RESIDÊNCIA é realmente RESIDENCIA. E até hoje, NADA! Já vai completar ” 5 CINCO MESES” para eles corrigirem um ERRO FEITO LÁ DENTRO DA PREFEITURA em 2008.
Quando eu e meu marido compramos uma casa em Ilhéus em 2008, fui na Prefeitura para fazer transferência de NOMES (do antigo dono para o nosso)  * O QUAL DEMOROU (2 DOIS ANOS) PARA SER FEITO* e o PIOR QUE SÓ ESTE ANO DESCOBRI que a PREFEITURA estava COBRANDO ” IPTU COM ALÍQUOTA DE EMPRESA em nossa RESIDÊNCIA, CONTUDO, NUNCA FOI EMPRESA.
Eu e meu marido NUNCA tivemos nem EMPRESA e nem CNPJ!!
Estou apavorada, porque estamos tentando VENDER nossa casa e teremos de ter todos os papeis EM DIAS!
NÃO entendo o porque tanta demora em uma conta ERRADA por alguém lá dentro da PREFEITURA, demorar tanto para ser corrigida.
Por favor, se puder me assistir nesta SAGA, agradeceremos de montão.”
Idalina e Thomas Cavanaugh.
Nota de O Defensor: Amiga, acho melhor passar na Câmara com toda documentação para examinarmos. Noutra hipótese é procurar um advogado para acionar o município na justiça, para que o prefeito cumpra com sua responsabilidade. Conte comigo.

CA 100

“Todo são iguais perante a lei (CF/88)” Portanto, os advogados devem ser tratados com direitos em respeito à lei.

O vereador e advogado, Cosme Araújo (PDT), com fundamento no art. 85,  da Lei Orgânica do Município de Ilhéus, (texto) original , combinado com o art. 131, §2º, e art. 37 da Constituição Federal, vai representar à Promotoria do Ministério Público da Bahia e a OAB/Ba.,  em caráter de urgência e em obediência a legislação, que se realize como determina a lei, concurso público para procurador municipal em Ilhéus. O vereador vai cobrar ao Presidente da OAB, Subsecção Ilhéus, no sentido de que informe a Câmara de Vereadores quais as providências que já foram tomadas no sentido de que a LOM e a Carta Magna sejam respeitada, mormente os advogados injustiçados.

Para Cosme Araújo, o município não pode, em total contrassenso ao que determina as leis do município, em especial a Carta Magna do País, continuar mantendo sua procuradoria pública essencialmente com servidores comissionados, pois, está se afastando do modelo constitucionalmente desenhado. “O atual governo continua adotando um modelo assimétrico e inconstitucional. A procuradoria hoje não passa de um cabide de empregos, e leva de maneira injusta, muitos advogados que não tem oportunidade de participar deste “certame” que perdura sem trabalhar, em face do famoso QI, leia-se, Quem Indicou”, afirma o legislador.

“O ingresso na carreira de Procurador Municipal far-se-á mediante concurso Público de prova e títulos, assegurada à participação da subseção de Ilhéus, da Ordem dos Advogados do Brasil em sua realização, inclusive, na elaboração do programa e quesitos das provas, observadas, nas nomeações, a ordem de classificação” dispõe a LOMI, com embargo de interpretação prejudicial aos advogados que não têm a oportunidade de concorrer ao tão sonhado cargo público com igualdade.

 “É intolerável à existência de cargos da advocacia pública municipal, com exceção do cargo de Procurador ou Advogado Geral, a serem providos por meio que não seja o concurso público, pois, em razão dos comandos constitucionais, não há possibilidade da estruturação da advocacia pública municipal de forma assimétrica ao texto constitucional e em arrepio ao regime principiológico da administração pública”, Dr. Jair Sonner.

“Apesar de vários requerimentos apresentados ao executivo, o governo continua desdenhando da Câmara de Vereadores e desrespeitando a lei”, adverte Araújo.

Por Dr. Elias Reis

AsF5_tJe7QEuiYd8KRVRnSWLUQ6Fp9XmJVMUgyPNr-BG

No bairro São Domingos, zona norte de Ilhéus, o mar está cada vez mais avançando. Nesta quarta-feira, 29, a situação piorou, depois que parte do muro de proteção cedeu, provocando danos matérias aos proprietários de cabanas, e deixando parte dos moradores sem energia elétrica após a queda de um poste.

Revoltados com o descaso das autoridades municipais, os moradores bloquearam a Ponte que dá acesso à cidade de Itacaré, para pressionar a quem de direito, para que adote providências na localidade. Eles queimaram pneus, galhos de árvores e ainda usaram palavras de ordem exigindo, principalmente do prefeito Jabes Ribeiro (PP), uma solução para o problema que se agravou nos últimos 02 anos.

AiyS0hlkKqgKYNoXAzIb36eAiekygYantyHeU6jk0JZQ

Aproximadamente dez mil pessoas moram ou passam temporada no bairro. A preocupação da população do bairro é com a ação do mar combinada com ventos fortes. A pescadora Valdeci de Jesus diz que falta pouco para a maré invadir a casa dela. “Estamos abandonados. Precisamos de ajuda”, apela a pescadora.

Redação e fotos: Fábio Roberto – DRT/BA 6355

Av1XugkTp9eavtiZCd9815MKgpX6AErKN_DcEXW5CSn_

A gestão do prefeito ACM Neto teve aprovação de 82% dos soteropolitanos, de acordo com levantamento divulgado pelo Instituto Paraná Pesquisas. O instituto entrevistou 604 eleitores entre os dias 22 e 26 de julho. O grau de confiança da pesquisa é de 95%, segundo a Paraná Pesquisa.Entre os homens, ACM Neto obteve 83,6% de aprovação, superior ao índice positivo atribuído ao prefeito pelas mulheres, que foi de 80,6%.A aprovação de Neto foi superior a 80% em quatro das cinco faixas etárias da pesquisa: dos 16 aos 24, dos 25 aos 34, dos 45 aos 59 e a partir dos 60 anos.

Escola 3

Jabes abandona instituição educacional que ajudava comunidade carente. A falta de compromisso do grupo jabista com a cidade é algo sem precedentes. 

A Escola Municipal Pedro Camilleri, em Vila Nazaré, é tratada com total desprezo pela turma da Secretaria de Educação. Salas imundas, banheiros interditados, mesas e cadeiras enferrujadas e o matagal que toma conta da Unidade de ensino, demonstram o quanto o alcaide tem “amor e carinho” por Ilhéus.

Jabes deixa um equipamento de educação básica e cultura totalmente às moscas. Uma biblioteca, salas de aulas, que tinha capacidade para atender 450 crianças, um posto odontológico e um centro de cultura e lazer, sendo corroídos pelo tempo. Os moradores de Vila Nazaré estão preparando um presente daqueles para o prefeito, que retornará à comunidade em busca de votos.

Redação: Fábio Roberto – DRT/BA 6355

Escola

Escola 2

Escola 4

 

Ficha_suja233(1)

Ninguém se entrega a qualquer atividade sem um preparo. Todavia, cada um acha-se bastante qualificado para o mais complexo de todos os negócios: GOVERNAR.” (Sócrates)

Uma coisa podemos ter absoluta certeza: a Lei Complementar 135/2010, tem como principal objetivo a limpeza na política brasileira. Porém, mesmo com a lei em vigência, a maioria da população não possui conhecimento ou não tem acesso à informações que lhes diga quais os candidatos que não têm condições moral para exercer o cargo público pretendido. Nesse sentido cabe aos meios de comunicação auxiliar o povo para que possa escolher seus candidatos com segurança. Pois, podemos dizer que a mídia, em geral, tornou-se, já há algum tempo, um importante meio de conscientização do povo. E a lei possibilita-se fazer uma “peneirada” em relação aos políticos que possuem ficha suja e assim dar condições a outros que ainda não tiveram oportunidade de mostrarem a sua capacidade de governar. O que nos constrange é que esse tipo de saneamento não deveria ter sido feito através de uma lei, ou seja, os próprios partidos políticos, as entidades de classe e outras agremiações já deveriam ter em seu quadro, mecanismo que inibisse a candidatura de pessoas não idôneas. Como isso não aconteceu e nem acontece, foi necessário o surgimento de uma lei e assim cabe a Justiça Eleitoral fazer a “peneirada” final. LEIA MAIS ABAIXO

LEIA MAIS →

IMG-20150728-WA0023

A revolta dos ilheenses, acerca dos desmandos na administração Jabes Ribeiro (PP) provocou uma série de protestos nos dois primeiros dias dessa semana, mediante a ingovernabilidade que se instalou nos últimos anos no Palácio Paranaguá.

Prova disso, que os moradores da Rua das Orquídeas, no bairro Teotônio Vilela, escreveram para redação de O Defensor denunciando os graves problemas que vem assolando a comunidade.

Eles informaram que as ruas estão esburacadas, postes sem lâmpadas, posto de saúde sem médicos, várias poças d´água, lama, esgoto a céu aberto e a escola da rede municipal funcionando em precárias condições. Ofícios foram encaminhados às secretarias, mas, novamente, os moradores foram enganados pelo governo da perversidade.

Redação: Fábio Roberto – DRT/BA 6355