WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



Fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« dez    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  





Condenado por improbidade vai assumir lugar de Maluf na Câmara

Junji Abe (PSD-SP) foi prefeito de Mogi das Cruzes; ele nega as acusações

Géssica Brandino
SÃO PAULO

O primeiro suplente de Paulo Maluf  —preso em dezembroafastado de seu mandato de deputado federal nesta segunda-feira (19)— foi condenado em segunda instância e acumula processos por improbidade administrativa.

Junji Abe (PSD-SP) foi prefeito de Mogi das Cruzes —cidade da região metropolitana de São Paulo— e chegou a ter o registro de candidatura a deputado federal barrado pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) com base na Lei da Ficha Limpa, mas a decisão foi revertida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Abe foi condenado em segunda instância sob acusação de um procurador em Mogi das Cruzes sem a realização de concurso​​. A ministra do TSE Luciana Lóssio autorizou a candidatura com a justificativa de que não houve enriquecimento ilícito no caso.

O deputado Junji Abe discursa no plenário da Câmara dos Deputados. Ele usa terno e gravata vermelha. Ao fundo, aparece uma faixa com as cores da bandeira do Brasil.
O deputado Junji Abe (PSD-SP), que assume no lugar de Maluf – Gustavo Lima – 20.mai.2013/Câmara dos Deputados

O advogado de defesa de Abe, Marcelo Espanha, afirma que está recorrendo da decisão da Justiça paulista no STF (Supremo Tribunal Federal) e no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e que a decisão do TSE mostra que não há impedimento para que Abe assuma o mandato na Câmara nesta quarta-feira (21).

“A acusação está equivocada, porque o procurador prestou serviços. Segundo, era um funcionário já admitido na gestão anterior. Terceiro, ele [Junji] fez uma reforma administrativa, fato que foi totalmente ignorado na primeira e segunda instância”, afirma.

O advogado também afirma que houve vício nos julgamentos, uma vez que provas deixaram de ser produzidas e que não houve prejuízo aos cofres públicos, já que o procurador prestou serviço.

Além dessa ação, tramitam na primeira instância da Justiça paulista 11 processos sob acusação de improbidade administrativa, sendo um por suspeita de fraude em licitação do transporte público da cidade.

O suplente de Maluf foi prefeito de Mogi das Cruzes por dois mandatos consecutivos, de 2001 a 2008. A defesa diz que está produzindo provas periciais para mostrar que as acusações que pesam contra Abe estão equivocadas.

À reportagem o suplente de deputado também se disse inocente e que espera que a Justiça comprove isso.

“Posso garantir que não tenho nada em termos de uma condenação sobre improbidade administrativa onde haja mau uso do dinheiro público, enriquecimento ilícito e dolo, muito pelo contrário. Em alguns processos que enfrento, praticamente não existe esse trinômio. Estou muito confiante de que haveremos de superar os processos que enfrento e, ao final, ser inocentado”, afirmou Junji Abe.

:: LEIA MAIS »

DEFESA DE LULA TEM ATÉ ESTA TERÇA PARA ENTRAR COM RECURSO NO TRF-4 EX-PRESIDENTE PODE QUESTIONAR OBSCURIDADES NOS VOTOS DOS DESEMBARGADORES

12 ANOS DE PRISÃO
Publicado: 20 de fevereiro de 2018 às 09:44

Ex-procurador da República Marcello Miller preparou material da delação da JBS

Terça, 20 de Fevereiro de 2018
Ex-procurador da República Marcello Miller preparou material da delação da JBS

Foto: Agência Brasil

O ex-procurador da República Marcello Miller organizou o material que foi usado para selar a delação da JBS junto à Procuradoria Geral da República (PGR). Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, ele escreveu em uma anotação sobre o dia 27 de março de 2017: “reunião Fernanda e preparação do material para reunião com o MPF”. De acordo com Folha, a menção é à advogada Fernanda Tórtima, que assina a colaboração com os irmãos Joesley e Wesley Batista, sócios do grupo J&F, controlador da JBS. No dia seguinte, Joesley entregou a gravação com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e fechou o termo de confidencialidade com Rodrigo Janot. As indicações da agenda de trabalho de Miller constam em mensagens enviadas por ele à advogada Esther Flesch, que foi a responsável por leva-lo ao escritório Trench Rossi Watanabe. Quando ele participou da reunião referente à delação, ele ainda atuava na PGR. O grampo com Aécio, quando ele pede R$ 2 milhões a Joesley Batista, ocorreu no dia 24 de março – neste dia, Miller afirma ter trabalhado por 12 horas para a JBS. Naquele mês, ele registrou 149,5 horas trabalhando para o grupo. O ex-procurador se pronunciou sobre o caso por meio de sua assessoria. “A defesa de Marcello Miller esclarece que ele não orientou pessoa nenhuma a fazer tais gravações, nem soube que elas seriam feitas”, afirma a nota. “As atividades preparatórias de Miller no período não envolveram qualquer gravação”.

Bahia Notícias

TEMPO DE ALEGRIA, GOVERNO DA TRISTEZA OU ARROCHA MALOCA?

PostDateIcon 19/fev/2018 . 22:00

Sem dúvida alguma, é o pior Prefeito que Ilhéus já teve.

Nada se compara!

“Estou chegando nas nuvens”

Foto do WhatsApp

Foto do WhatsApp

O Sarrafo

Pedro Maia é mais votado em lista tríplice para procurador-geral; decisão é de Rui Costa

Segunda, 19 de Fevereiro de 2018 – 19:50

por Cláudia Cardozo / Rebeca Menezes

Pedro Maia é mais votado em lista tríplice para procurador-geral; decisão é de Rui Costa

Alexandre, Ediene e Pedro foram os escolhidos | Foto: Montagem / Bahia Notícias

Alexandre Cruz, Ediene Lousado e Pedro Maia foram escolhidos pelos promotores de Justiça, nesta segunda-feira (19), como nomes que integrarão a lista tríplice para procurador-geral de Justiça da Bahia. A partir da lista, o governador Rui Costa escolherá quem será o próximo chefe do Ministério Público do Estado (MP-BA). Pedro Maia, que teve 292 votos dos 516 computados, ficou em primeiro no pleito. Ele é integrante da atual administração do MP e coordenador da área criminal do órgão. Pedro ficou em primeiro lugar na votação de dois anos atrás e, nesta eleição, conta com o apoio nos bastidores de dois ex-procuradores-gerais. Em sua campanha, defendeu que é preciso apresentar soluções criativas e uma “gestão inovadora, que saia do lugar comum e consiga trazer recursos para instituição” (veja aqui). Ediene, que teve 266 votos, é a atual procuradora-geral e mantém uma boa relação com o chefe do Executivo e na última eleição também não ficou em primeiro lugar na lista tríplice. Ao votar nesta manhã, prometeu “novos ajustes” e ampliar a interlocução do órgão com instituições externas(veja aqui). Alexandre Cruz, ex-presidente da Associação do Ministério Público da Bahia (Ampeb), teve 233 votos. Em entrevista ao Bahia Notícias, ele diz vivenciar e conhecer bem os problemas e carências institucionais, o que pode auxiliar seu trabalho à frente do MP-BA (veja aqui). Aurisvaldo Sampaio, que também concorria, teve 106 votos. Agora, o governador Rui Costa poderá decidir quem será conduzido – ou reconduzido – ao cargo. O gestor não precisa respeitar a ordem da votação. 

Bahia Notícias

PM’s são presos por criticar soltura de mulher presa com oito armas Punidos policiais que criticaram soltura de mulher com 8 armas

OITO DIAS PRESOS 08
Davi Soares
 Diário do Poder

Associação de policiais federais defende manutenção de voto impresso nas eleições

Quarta, 07 de Fevereiro de 2018

Associação de policiais federais defende manutenção de voto impresso nas eleições

Foto: Roberto Jayme / Ascom TSE

Contrários ao recadastramento biométrico, peritos da Polícia Federal (PF) defendem o modelo de votação impressa. Em documento, a associação que representa a categoria afirma ter concluído “que a impressão do voto é necessária para aprimorar a segurança e o sistema de auditoria do processo eleitoral”. A informação é do blog Painel, da Folha de S. Paulo. De acordo com a publicação, em outro trecho eles defendem que “é preciso haver uma forma não eletrônica de auditoria, que não possa ser adulterada sem acesso físico”. No âmbito estadual, eleitores de 51 municípios baianos, incluindo Salvador, tiveram o dia 31 de janeiro como prazo obrigatório para o recadastramento. De acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), 78,50% dos eleitores do Estado foram biometrizados.

Bahia Notícias

CRISTIANE BRASIL É INVESTIGADA POR ASSOCIAÇÃO AO TRÁFICO DE DROGAS O INQUÉRITO APURA SUSPEITAS DE TRÁFICO DE DROGAS E ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO

MINISTRA NOMEADA
Publicado: 03 de fevereiro de 2018 às 10:05 – Atualizado às 10:25
Redação

MP-BA abre concurso para promotor de Justiça Substituto com salários de R$ 23 mil

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) publicou nesta sexta-feira (2) o edital do concurso para promotor de Justiça Substituto, com remuneração de R$ 23.284,14. Ao todo serão oferecidas 20 vagas.

A inscrição custa R$ 230 e deve ser feita exclusivamente via internet pelo site do MP-BA, a partir da próxima segunda-feira. Os interessados em concorrer às vagas têm até o dia 5 de março.

Para o cargo, o candidato deve ter concluído o curso de Bacharelado em Direito e ter exercido três anos de atividade jurídica após a conclusão da graduação. O concurso terá validade de dois anos, contados da sua homologação, e poderá ser prorrogado por igual período.

Fachin autoriza novo inquérito contra Lúcio; deputado é acusado de ameaçar Marcelo Calero

Sexta, 02 de Fevereiro de 2018 – 20:14

Fachin autoriza novo inquérito contra Lúcio; deputado é acusado de ameaçar Marcelo Calero

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin autorizou na quinta-feira (1º) a abertura de um novo inquérito para investigar o deputado federal Lúcio Vieira Lima. O ministro atendeu a um pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que quer apurar se o parlamentar ameaçou e pressionou o ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero. De acordo com o Estadão, o deputado responde agora a quatro inquéritos no STF. O novo apura suposto crime de ameaça. Calero deixou o cargo em novembro de 2016, após denunciar que sofreu pressão do ex-ministro e irmão de Lúcio, Geddel Vieira Lima (MDB-BA), para que obrigasse o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) a liberar o licenciamento da obra do edifício La Vue, em Salvador, no qual a família do deputado tinha participação. Na decisão, Fachin menciona que Lúcio teria supostamente ameaçado Calero por tornar públicas as relatadas pressões feitas por Geddel no caso.

Bahia Notícias

A Nau da Prefeitura de Ilhéus está a deriva

Pelo visto, em Ilhéus a maioria dos Vereadores perceberam que a ficha caiu. Tivemos informações que está sendo formado um bloco que já passa de 10 Vereadores, que dizem que Prefeito Mário Alexandre deve deixar o Palácio e ir morar como mais um El gringo em Paris. O fato é que, as promessas mal cumpridas do Prefeito têm deixado os edis fulos da vida. Há quem diga que, o Prefeito não come o “Piru” de natal no poder. Mário já se prepara para ir a Copa do Mundo na Russia. Notícia que chegou na redação na tarde de ontem,  foi o “xilique” de Jerbson Moraes  numa rádio AM da cidade, onde disse alto e bom som, que: ” Já pedi para sair do desgoverno de Marão, e ele não quer que eu saia”. Acrescentou que: “Marão encheu a prefeitura de jabistas, não merece mais credibilidade. Cesar estava certo!”. E foi mais longe: ” Zé Vitor e outros não deixam Jorge Cunha trabalhar. Pronto tô fora!!!”. Até quando…?

Da redação

‘É INADMISSÍVEL E INACEITÁVEL DESACATAR A JUSTIÇA’, AFIRMA CÁRMEN LÚCIA FINALMENTE ELA REAGE A ‘ATOS DE VINGANÇA’ CONTRA MAGISTRADOS

ABERTURA DO ANO JUDICIÁRIO
Publicado: 01 de fevereiro de 2018 às 11:02 – Atualizado às 16:41
Redação

  • A vasta e vergonhosa lista de feminicídios na Bahia em 2017
    19 de dezembro de 2017 | 17:49

    Daiane Reis, 25, morta em Serrinha aos 9 meses de gravidez, foi a 39ª vítima Maria Vera, Andreza, Helem, Luana, Vanúcia, Janaína, Daniela. Agora, Daiane. Essas são apenas algumas das mulheres que, em 2017, foram vítimas de feminicídio. Não faltaram motivos; justificativas que tentassem explicar o inexplicável: ciúmes, discussão, traição, ameaça de expor a relação. […]

    No Comments

  • POLÍTICO CONDENADO Ministro do STF ordena que Maluf comece a cumprir pena de prisão
    19 de dezembro de 2017 | 17:40

    O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira (19) o “imediato início” do cumprimento da pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão, imposta pelo tribunal ao deputado federal Paulo Maluf (PP-SP). Na condenação, o STF determinou que a pena começará no regime fechado, sem possibilidade de saída durante […]

    No Comments

  • RSSArchive


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia