Uma idosa enferma recebeu a visita do juiz titular da Vara Única da Comarca do município de Coreaú, a 299,3 km de Fortaleza, na última sexta-feira, 5. A mulher sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e, por isso, ficou impossibilitada de comparecer à audiência de instrução no fórum de Coreaú, localizado no centro da cidade. “Estava chovendo muito nesse dia e eu tive dificuldades de chegar lá”, relatou juiz Guido de Freitas Bezerra ao O POVO Online. “Era importante ouvi-la para saber o que tinha realmente acontecido e relatar o que ocorreu”.

Conforme afirmou à reportagem, o caso é um processo criminal relacionado à violência doméstica. “O suposto agressor era genro. Inicialmente, ela morava com o genro. O que consta na denúncia é que ele chegou em casa embriagado, chegou em casa e acabou dando um soco nela. Após o fato, ela foi morar com a filha e não convive mais com ele”. O caso foi levado ao conhecimento policial e foi instaurado um inquérito.

“Eu não pude colher as informações necessárias, pois ela não conseguia entender o que eu estava perguntando. Ela não conseguia responder de forma inteligível, então eu acabei encerrando a tomada de depoimento da vítima”, acrescenta.

O juiz fez a inspeção junto ao supervisor da vara, Manoel Valdir Barros Filho, ao promotor de Justiça, Irapuan da Silva Dionísio Junior, e ao advogado do acusado, José Marden de Albuquerque Fontenele. O juiz já havia realizado esse tipo de procedimento várias vezes. Segundo informou, o processo vai ser concluso para análise.

Guido de Freitas Bezerra tem 11 anos de serviço público. Atuou durante cinco anos como promotor de Justiça no Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e está na magistratura há seis 6 anos.