WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Blog

COSME ARAÚJO SE MANIFESTA EM RELAÇÃO A OPERAÇÃO XAVIER EM ILHÉUS

Resultado de imagem para CAMARA DE ILHEUS

Ilhéus sediou, nesta quarta feira (15), mais um espetáculo político , fruto da composição caótica de um sistema já defasado de gestão pública no legislativo. A prisão de sete pessoas, incluindo a do atual secretário de agricultura da cidade e ex-vereador, Valmir Freitas, e o mandato de busca e apreensão nas residências dos vereadores Tarcisio Paixão e Lukas Paiva, ambos ex-presidentes da Câmara Municipal, com o propósito de reprimir crimes contra a administração pública, fraudes em licitações e contratos e lavagem de dinheiro, praticados entre os anos de 2011 e 2018 no âmbito da Câmara de Vereadores de Ilhéus, provocaram tensão no cenário político da cidade.
A Operação denominada Xavier, deflagrada pelo Ministério Público da Bahia, não foi surpresa para alguns personagens da política municipal. Uma das figuras públicas que mais denunciou e levou ao conhecimento popular e jurídico os atos ilícitos praticados dentro do cenário municipal, foi o Dr. Cosme Araújo que fez questão de declarar seu apoio a operação e classificá-la como resposta as inúmeras denuncias promovidas por ele enquanto atuou como vereador na Casa Legislativa Ilheense.
“ Eu já vinha alertando a população e ao Ministério Público sobre esta situação. Presidentes que tiveram as contas rejeitadas e que seguraram na justiça os processos. Estes presidentes sempre contaram com o apoio ou a cumplicidade de vereadores que nunca tomaram providencia com relação a estes crimes explícitos, os quais são comprovados com o levantamento dos patrimônios exorbitantes construídos ao longo dos mandatos dentro desta Câmara de Vereadores”, disse o ex-vereador Cosme Araújo, o qual já foi Presidente da Câmara por 4 mandatos de vereador, conhecendo bem o funcionamento do sistema político ilheense.
Além de Valmir Freitas, dois empresários foram presos e outras quatro pessoas, que também tinham mandados de prisão, estão foragidas. Um vereador e sete servidores da casa legislativa foram afastados.
A operação que desencadeou a ação é denominada Xavier e é promovida pelo MP da Bahia em parceria com Equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) e da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), atuaram na ação.
Além do cumprimento dos três mandados de prisão, os agentes também cumpriram dez de busca e apreensão, todos expedidos pela 1ª Vara Criminal de Ilhéus. O material, contando com celulares e documentos, foi encaminhado para o MP.

Por: Caliana Mesquita

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar