WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: ‘Polícia’

PMs agressores do Santo Antônio são afastados; corporação comenta conduta

Os policiais militares filmados por populares durante uma ação truculenta, na qual chegaram a espancar um jovem de 21 anos, no último domingo (3), no Santo Antônio Além do Carmo, serão afastados das atividades operacionais. A informação é do Departamento de Comunicação Social (DCS) da Polícia Militar, que comentou ainda a conduta que deveria ser adotada pelos PMs na abordagem (ver mais abaixo).

O caso veio à tona depois que o site CORREIO publicou um dos vídeos, em primeira mão, nesta quarta (6). Nele, uma gestante também acaba agredida por um dos PMs. Os tapas, socos e puxões de cabelo na mulher foram os últimos atos da tentativa desastrada de condução do rapaz, flagrado com um cigarro de maconha, no bairro do Centro Histórico de Salvador.

Uma testemunha afirma que viu quando os policiais se aproximaram do rapaz. “Um cheirou a mão do menino e perguntou se tava fumando maconha. Ele respondeu que não, o policial disse que era mentira e foi pra cima dele”, conta.

Em nota, a PM também informou que os policiais serão apresentados ao Departamento de Promoção Social da corporação para acompanhamento psicológico. No entanto, o paradeiro do rapaz não foi informado – a filmagem não mostra, mas ele acabou sendo colocado na viatura 8.1807 do 18º BPM (Centro Histórico).

Uma testemunha, no entanto, informou que após a confusão, o rapaz foi conduzido até a delegacia e liberado uma hora depois. A confusão no largo ocorreu por volta de 22h30 de domingo.

:: LEIA MAIS »

Flávia Alessandra critica Antonia Fontenelle ao falar pela 1ª vez sobre herança

A atriz Flávia Alessandra se pronunciou pela primeira vez sobre o processo que corre na Justiça envolvendo a herança do ator e diretor Marcos Paulo, morto em 2012, seu ex-marido, com quem tem uma filha.

O pronunciamento foi feito após a apresentadora Antonia Fontenelle, que também foi casada com Marcos Paulo, publicar um vídeo em que fez críticas à decisão judicial da ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Maria Isabel Galloti, que negou o reconhecimento de uma carta escrita por Marcos Paulo, na qual ele garantiria 60% de sua herança para Fontenelle.

O pedido havia sido feito por meio de instrumento impetrado pela defesa da apresentadora.

Em um desabafo, Flávia criticou Antonia por transformar o assunto em um “circo público” por meio de uma “super exposição baixa e covarde, sempre com inverdades”, afirmando que ela “tenta desrespeitar os desejos dele, a legalidade dos documentos e os direitos das filhas”.

Flávia explica que preferiu manter-se em silêncio durante os mais de cinco anos em que corre o processo, no qual está envolvida por ser mãe de Giulia, uma das filhas de Marcos Paulo

“Nunca participei do inventário em questão. Apenas representei a minha filha menor de idade, como assim exige a lei”, explicou. Desde fevereiro de 2018, por ter completado 18 anos, a jovem “pode tocar esse assunto diretamente com as suas irmãs, advogados e inventariante”.

“O Sr. Marcos Paulo deixou um testamento registrado e reconhecido pela Justiça, onde contempla apenas e somente as suas três filhas. E como se não fosse o bastante, após o testamento e ainda em vida, ele firmou um outro documento, registrado em cartório, com a sra. Antonia Fontenelle, onde ela abriu mão de tudo que pertencia ao sr. Marcos. Sendo assim, não teria direito a nada, por decisão em comum acordo entre os dois”, alega Flávia. “São três filhas herdeiras, e cada uma possui seu advogado. No entanto, todas as três estão de acordo com os passos ao longo desse processo, e as mesmas tentam apenas fazer valer o testamento e o documento em que a sra. Antonia assinou abrindo mão de tudo”, prossegue.

A atriz ainda cita que as filhas de Marcos se afastaram de Antonia após uma “brusca mudança de conduta e discurso” após a morte do ex-marido: “Antes, fazia questão de dizer a todos e aos quatro ventos que não queria nada que era do sr. Marcos Paulo.”

Alessandra também rebateu a frase dita por Antonia, que alegou ser “perseguida por mulheres”: “É ela quem ataca (desde o falecimento do sr. Marcos Paulo) as filhas e a minha figura em especial, para tentar buscar estar em cena, vitimizando-se e me colocando como grande inimiga dela, que nunca fui. Numa outra clara e covarde tentativa de colocar a opinião pública contra minha figura.”

A forma como Antonia expõe publicamente detalhes do processo que corre em segredo de Justiça também foi criticada por Flávia. “Vale destacar que, até o momento, a sra. Antonia perdeu em todas as instâncias.”

“Gostaria de pedir, por gentileza, que a sra. Antonia não utilize meu nome e nem o da minha filha para tentar dar mais visibilidade a seus argumentos infundados e reivindicações jurídicas/pessoais. Tentei levar numa boa até aqui, mas já gostaria de deixar avisado que, depois dos últimos pronunciamentos da mesma, se preciso, tomarei medidas legais”, garantiu a atriz.

Utilizando palavras escritas em caixa alta, Flávia encerra o comunicado: “Que a sra. Antonia Fontenelle siga sua vida, nos deixando em paz, buscando o que deseja na Justiça e apenas pela Justiça. Chega deste circo público de inverdades e maldades conosco. Foram cinco anos de forma silenciosa, e o silêncio, novamente, será meu abrigo.

Correio

Dois ônibus são incendiados no quarto dia de ataques em Minas Gerais

Mais dois ônibus foram atacados e incendiados na Região Metropolitana de Belo Horizonte na madrugada desta quarta-feira (6). É o quarto dia de ataques a coletivos no estado. De acordo com a Polícia Militar (PM), um dos casos ocorreu no bairro Lagoa, em Ribeirão das Neves. A corporação informou que um segundo coletivo foi atacado na mesma cidade, mas ainda não deu detalhes sobre o crime. Foi a 29ª cidade no estado em que houve ataques desde domingo (3).

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), confirmou na tarde desta terça-feira (5) que os ataques a ônibus e locais públicos no estado partem de uma facção criminosa que atua no Brasil inteiro.

A PM informou que o motorista seguia para a garagem, quando foi rendido por três criminosos que mandaram que ele descesse do coletivo. Os suspeitos estavam com uma garrafa pet com um líquido inflamável – que foi jogado dentro do veículo – e atearam fogo.

As chamas se alastraram rapidamente e o coletivo ficou totalmente destruído. O fogo alto também atingiu a rede elétrica e provocou explosões. O ônibus atacado fazia a linha 616-C (Estação Pampulha/Céu Azul C).

Por causa do óleo derramado, as chamas também se espalharam pelo asfalto e atingiram o muro e a grade de uma escola estadual. As câmeras de segurança da escola podem ajudar a polícia a encontrar os três homens que teriam colocado fogo no ônibus.

Segundo a PM, os criminosos primeiramente tentaram abordar um outro ônibus que passava por uma avenida, mas como não conseguiram, desceram uma rua e renderam o motorista do ônibus atacado.

O condutor estava sozinho e não ficou ferido. O isqueiro que teria sido usado pelos criminosos foi encontrado perto do ônibus. Peritos da Polícia Civil estiveram no local. Para a PM, ainda é cedo para afirmar se o incêndio tem relação com os outros ataques a ônibus registrados no estado.

G1

POLÍCIA APREENDE EM ILHÉUS 70 DINAMITES QUE SERIAM USADAS PARA ROUBO A BANCOS

Policiais militares apreenderam, na noite de sábado (2), 70 bananas de dinamite, em Ilhéus. Equipes da 69ª Companhia Independente da Polícia Militar chegaram até o imóvel, usado para esconder os artefatos explosivos, após denúncia anônima de que homens armados estavam no local.

Os bandidos fugiram ao perceber a chegada dos policiais, deixando o imóvel, no  Ilhéus II, com as portas abertas. No local, os PMs encontraram, além das 70 bananas de dinamite, 1,9 tonelada de uma substância da cor branco, 21 espoletas para detonação e quatro garrafas com um tipo de material químico.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), equipes de policiais estão no sul da Bahia colhendo informações e fazendo varreduras. Para SSP-BA, o material seria usado para ataque a bancos no sul da Bahia.

“Obviamente que o material pertence a uma quadrilha especializada em roubos a banco. Conseguimos evitar alguns ataques com esta grande apreensão”, declarou o comandante de Operações da Polícia Militar, coronel Paulo Uzêda.

Pimenta

Prazo exíguo para Justiça deve garantir candidato com recursos pendentes na urna

Muitos partidos já lançaram os seus pré-candidatos, mas a formalização das alianças e candidaturas só ocorrerá de 20 de julho a 5 de agosto, quando as agremiações realizarem as suas convenções, conforme as normas estabelecidas nos seus estatutos.

Após a escolha partidária, que tem demonstrado ao longo das eleições desconsiderar a vida pregressa dos seus escolhidos, é necessário passar pelo crivo da Justiça Eleitoral, que receberá os pedidos de registro até 15 de agosto.

O TSE apreciará os referentes à Presidência da República, e os tribunais regionais eleitorais ficarão com os cargos de governador, senador, deputado federal e deputado estadual/distrital.

Em um prazo já considerado curto em eleições anteriores e reduzido ainda mais pela lei 13.165/2015, os tribunais decidirão até 17 de setembro se os postulantes aos cargos eletivos possuem os requisitos estabelecidos pela legislação.

 Os julgamentos serão uma maratona não só para a Justiça Eleitoral, mas para todos os envolvidos no processo, como partidos, advogados e Ministério Público Eleitoral.

Apesar de a Justiça Eleitoral ansiar por um calendário mais extenso, o Congresso Nacional, na contramão do que se esperava, moveu o calendário para a frente e diminui o prazo.

Os já exíguos 47 dias passaram para os atuais 33, contados da data fatal para o registro.

Para ser efetivamente candidato, o interessado deve atender às condições de elegibilidade (nacionalidade brasileira, alistamento eleitoral, filiação partidária e domicílio eleitoral de seis meses, idade mínima e pleno exercício dos direitos políticos) e não se enquadrar em causas de inelegibilidades.

De modo genérico, a partir da publicação dos editais com os pedidos de registro, candidato, partido, coligação ou Ministério Público Eleitoral poderão oferecer, em cinco dias, impugnação à determinada candidatura.

As contestações devem ocorrer em sete dias. A partir daí, o tribunal julga em sessão plenária o pedido. Não havendo impugnação, a decisão pode ser monocrática.

O prazo pode ser um pouco mais extenso se houver necessidade de inquirição de testemunhas e diligências, ultrapassando, certamente, a data final para os julgamentos.

As causas de inelegibilidade, em sua maioria, são levantadas nas impugnações.

Via de regra, os tribunais não indeferem registros de início, possibilitando ao candidato impugnado apresentar argumentos e provas que eventualmente afastem a suposta inelegibilidade.

No entanto, o rodízio de juízes na composição das cortes eleitorais, a cada dois anos, e o ativismo judicial podem alterar essa dinâmica. É lamentável, porém, que o julgador adapte a lei a determinado caso.

O tempo insuficiente, com certeza, levará muitos candidatos com recursos pendentes para a urna eletrônica.

Inclusive, o atento legislador fez constar na norma que o candidato sub judice poderá efetuar todos os atos relativos à campanha, incluindo participar do horário gratuito. A regra também vale para aqueles que não tiverem ainda o exame da sua solicitação.

Essa anomalia do sistema eleitoral tem confundido os eleitores. Por diversas vezes, candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa, que concorreram com o registro indefinido, foram eleitos.

Nesses casos, confirmada a inelegibilidade e quando se tratar de eleição majoritária, é necessário haver nova eleição, não importando o número de votos que o eleito atingiu.

Essa realidade somente será modificada com a ampliação do prazo para os julgamentos e quando os partidos, que têm o monopólio das candidaturas, tiverem responsabilidade maior sobre seus indicados.

Eliana Passarelli é ex-assessora de comunicação do TRE-SP

Folha

 

Adolescente de 16 anos é apreendida após matar filho de 4 meses

Uma adolescente de 16 anos foi apreendida pela polícia após jogar o filho, um bebê de quatro meses em um tanque de água, no bairro de Cosme de Farias. O bebê não resistiu e morreu.

Ela foi apresentada na manhã desta segunda-feira (4) na Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), em Brotas, onde presta depoimento.

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o crime aconteceu na Rua Baixa do Silva.  Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e do Departamento de Polícia Técnica (DPT) estão no local.

A adolescente tinha passagem pela polícia por tentativa de homicídio, segundo a SSP. Quanto tinha 14 anos, ela deu uma pedrada na cabeça da irmã que na época tinha 2 anos.

Ainda de acordo com a polícia, a garota já tinha um comportamento agressivo. “Ela está sendo ouvida e será indiciada por homicídio doloso. Com este histórico trata-se de um ser humano que precisa de um acompanhamento médico”, comentou a titular da DAI, delegada Ana Virgínia.

Segundo a polícia, foi o marido que tirou o bebê do tanque de água e acionou a polícia.

Correio

LAUDO CONFIRMA VANDALISMO NA USINA ASFÁLTICA DE ILHÉUS

Laudo pericial emitido pelo Departamento de Polícia Técnica da Polícia Civil de Ilhéus confirma denúncia feita pelo secretário municipal de Infraestrutura, Transportes e Trânsito, Átila Dócio, sobre danificações causadas nas instalações elétricas e outros equipamentos da Usina Asfáltica de Ilhéus, no Iguape.

O secretário disse que foi comunicado pelo senhor de prenome Reginaldo, morador de um casebre no local, que desconhecidos “adentraram a área onde está instalada a Usina Asfáltica e danificaram as instalações elétricas das máquinas e vários equipamentos, comprometendo o funcionamento dos mesmos.”

A queixa foi prestada na Polícia no último dia 15 de maio, a partir de quando foi instaurado o inquérito policial. O laudo pericial constata “corte nos Cabos de Alimentação e Controle dos Módulos aqui referenciados incluindo os eletrodutos onde os segmentos dos cabos e condutores de controle foram furtados pelo (s) autor(es). O aparelho de ar-condicionado foi puxado de sua posição original com o objetivo de facilitar a retirada dos cabos, mas deixados no local tanto o compressor como o difusor do aparelho”.

O titular da Seintra explica que houve processo licitatório para nova contratação de empresa para operacionalizar a Usina, vencido pela empresa CTA. “Enquanto o município formalizava o contrato com a empresa e adotava outras providências para a volta às operações de pavimentação asfáltica das vias da cidade, fomos notificados sobre o ocorrido na Usina, que naquele momento ainda não tinha sido devolvida formalmente à Prefeitura, pela empresa que a operava e cujo contrato se encerrou”.

O secretário Átila Dócio afirma que o prefeito Mário Alexandre lamentou o ocorrido, “justamente num momento em que as nossas vias estão bastante danificadas devido às chuvas, com o número crescente de buracos, e determinou uma perícia técnica especializada no equipamento, para levantamento do valor dos danos causados e em que prazo o conjunto de equipamentos danificados poderão ser consertados, para que o retorno ao pleno funcionamento da Usina Asfáltica de Ilhéus”. Dócio acrescentou que alguns equipamentos da Usina se encontravam no município de Itacaré.

Pimenta

Menina de 10 anos é estuprada e morta dentro de casa em Camaçari

A pequena Milena Alves, de 10 anos, foi estuprada e morta dentro da casa onde morava em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador (RMS). O corpo da vítima foi encontrado dentro do quarto pela própria mãe, por volta de 17h, na Rua da Manoela, no bairro Gleba A.

Nas primeiras apurações, ainda na noite de quinta, agentes da 18ª Delegacia (Camaçari) que estiveram no local informaram que a menina foi estuprada e morta por asfixia dentro da própria casa. À PM, a mãe informou que a janela da casa estava arrombada.

Três suspeitos do crime chegaram a ser detidos, mas após prestar depoimento, foram liberados. Eles negam o crime (ver abaixo).

Testemunhas estão sendo ouvidas na Delegacia de Homicídios de Camaçari pela delegada Maria Tereza. Entre as que já prestaram depoimento está a mãe da vítima, Ana Conceição Alves.

De acordo com o cunhado de Ana, Daniel Bonfim, 32, a garota saiu na companhia da mãe por volta das 7h para a escola. A mãe, após deixar a filha na escola, seguiu para o trabalho, uma loja de roupas no centro da cidade.

A vítima voltava, todos os dias, sozinha para casa. De acordo com Daniel, no dia do crime não foi diferente: a garota chegou em casa depois da aula, no entanto, foi encontrada morta, com sinais de violência sexual, em cima da cama do próprio quarto. A mãe foi a primeira a se deparar com o corpo, logo após chegar do serviço.

A garota era responsável por buscar o irmão na creche, à tarde, mas não apareceu na unidade de ensino. A princípio, após chegar em casa e encontrar a filha sem vida, a mãe também achou que o garoto de três anos havia sido sequestrado; ele estava na creche a espera da irmã.

“Às vezes, a mãe também buscava o garoto. Quando ela entrou e não encontrou o menino, achou que algo tivesse acontecido com ele também. O menino não estava porque a garota não foi buscá-lo”, acrescentou o cunhado.

Ainda de acordo com o cunhado, a mãe da vítima reparou que a porta da casa estava trancada e a chave presa na fechadura, no interior da residência. Sinais que levam a família a acreditar que o autor do crime já poderia estar no interior da residência, a espera de Milena.

No entanto, a delegada que está a frente do caso evitou falar sobre o crime. “Para não atrapalhar as investigações”, justificou Ana Tereza.

Correio

Operação combate pedofilia em 8 cidades da Bahia; ação ocorre em todo o país

A Polícia Civil da Bahia participa da Operação Luz da Infância 2, megaoperação nacional liderada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública, em combate à pedofilia. No estado baiano, estão sendo cumpridos 26 mandados de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Camaçari, Feira de Santana, Poções, Camacã, Ilhéus, Itagimirim e na Ilha de Itaparica. Suspeitos também estão sendo detidos em flagrante.

Segundo informações da Polícia Civil, os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Dint/Senasp/MESP), com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais, que apresentavam indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva.

Em Salvador, os presos estão sendo levados para a Delegacia Especializada  de Crimes Contra Criança Adolescente (Dercca).

Esse conhecimento produzido durante quatro meses foi repassado às Polícias Civis – em especial delegacias de proteção à criança e ao adolescente e repressão a crimes informáticos – que instauraram inquéritos e solicitaram aos juízes locais a expedição dos mandados.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, as equipes procuram arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. A força-tarefa ocorre desde as primeiras horas da manhã, num total de 24 estados, além do Distrito Federal. Outras informações serão divulgadas ao longo do dia.

Já a Polícia Federal cumpre cinco mandados de busca e apreensão, visando combater os crimes de pornografia infantil na internet. São quatro mandados em Salvador e um em Alagoinhas. Cerca de 25 policiais federais participam da operação, cujo objetivo é a localização e apreensão de dispositivos informativos com suspeita de terem sido utilizados para compartilhamento de conteúdo de pornografia infanto-juvenil através da internet.

A ação da Polícia Federal foi realizada nesta data em razão da deflagração, também hoje, da Operação Luz da Infância 2, coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública. Até o momento três pessoas foram presas em flagrante.
Os envolvidos devem responder pelo crime do artigo 241-A da Lei 8069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente), que prevê penas de 3 a 6 anos de reclusão e multa.

Outros estados
Cerca de 2,6 mil policiais civis participam da operação em todo país para cumprir mais de 500 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.

De acordo com nota do ministério, suspeitos já estão sendo presos em flagrante. Os alvos foram identificados por meio de material obtido em ambientes virtuais. De acordo com os investigadores, esse material representa “indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva”.

A operação está sendo deflagrada em parceria com as Polícias Civis do Distrito Federal e de 24 estados. Entre eles, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco.

De acordo com informações do Jornal do Commercio, em Recife, as investigações da polícia começaram em março deste ano, e essa rede criminosa atuava na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Durante a ação, foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos comerciais. A polícia informou que, caso haja prisões, tanto os suspeitos quanto os materiais apreendidos, serão encaminhados para a sede do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), na Madalena.

Essa foi a 15ª Operação de Repressão Qualificada, faz parte de outra ação nacional, chamada de “Luz na Infância”. Toda a deflagração foi coordenada pela Diresp, sob a supervisão geral da Polícia Civil. A “Infância Segura” teve a participação de 110 policiais civis, entre delegados, peritos, comissários, agentes e escrivães.

Pedofilia é doença
A pedofilia está entre as doenças classificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como transtorno de preferência sexual. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças – meninas ou meninos – do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade.

O Código Penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. Conforme o artigo 241-B do ECA é considerado crime, inclusive, o ato de “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.”

 Correio

RIPÃO SUSTENTA A FACHADA DA DELEGACIA DE POLÍCIA DE CAMACAN; SINDICATO PEDE INTERDIÇÃO

Os policiais civis em Camacan, no sul da Bahia, suspenderam, parcialmente, as atividades por tempo indeterminado na Delegacia de Polícia local devido ao risco de desabamento do imóvel. A fachada da delegacia é sustentada por um ripão. Um laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna atesta que a parede e a sala da delegacia podem desabar a qualquer momento, o que levou o sindicato da categoria a se manifestar.

Segundo o vice-presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, os policiais aguardam providências da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). “Esse descaso reflete a baixa elucidação dos crimes e os altos índices de homicídios”, afirma. Devido ao risco de desabamento, o acesso ao imóvel se dá pela lateral.

Os policiais enviaram ofício à promotoria de Justiça local solicitando providências pela interdição total do imóvel onde funciona a delegacia. O documento ao Ministério Público Estadual (MP-BA) foi enviado à promotora Iveline Porto, nesta terça (15).

Pimenta

Solenidade marca Criação do CONSEG Norte e Oeste de Ilhéus e empossa Diretoria Executiva

 

A noite desta quarta-feira (09) foi marcada pela Cerimonia de Criação do Conselho Comunitário de Segurança Pública das Zonas Norte e Oeste de Ilhéus. Autoridades e representantes da sociedade civil, estiveram presentes para prestigiar e aclamar os membros da diretoria executiva, que estarão à frente deste conselho pelo próximo triênio (de 09 de maio de 2018 até 2021).

“Estamos criando um espaço para que todos possam se reunir e refletir sobre os problemas que nos afligem, e batalhar contra a sensação de insegurança que permeia a sociedade atual. Este conselho visa integrar as pessoas para juntos pensarmos em estratégias de enfrentamento aos problemas relativos a segurança pública, especificamente das zonas Norte e Oeste”, disse a Presidente do CONSEG Norte e Oeste, Luciana Pauletti, na solenidade que contou com a palestra do Dr. Mauricio Pessoa Gondim de Matos, Titular da 1ª Promotoria de Justiça de Ilhéus e Coordenador do Comitê Interinstitucional em Segurança Pública – CISP/Regional de Ilhéus, que falou sobre Conselhos Comunitários de Segurança Pública, ressaltando o papel da sociedade no combate a violência por meio de ações coletivas. 

“A segurança pública envolve uma série de fatores que precisam ser debatidos e discutidos com as autoridades e com a sociedade civil. Os conselhos visam interligar os poderes em prol da solução pratica diante aos problemas que envolvem a segurança nas comunidades”, disse o Promotor durante a sua apresentação.

O Juiz de Direito da Vara do Juri, Dr. Gustavo Lyra, a Delegada da Policia Civil, Drª Andreia Oliveira, e o representante do Conselho Tutelar do Norte, Daniel Nascimento Santos, fizeram seus pronunciamentos parabenizando a iniciativa dos membros do conselho, enfatizando a importância de se ter a sociedade como fiscal da segurança pública, e destacaram o apoio e comprometimento do Comandante da 70ª CIPM, Major Rivas Queiroz, diante a viabilização deste novo braço de apoio para segurança comunitária da região.

O CONSEG Norte e Oeste atuará no território de abrangência da 70ª Companhia Independente de Policia Militar, e terá o contato direto com as demandas das comunidades locais. Para o Major da Companhia, este conselho tem uma importância ainda maior.

“Nós temos uma missão muito difícil, e cada vez mais difícil em nosso país, que é preservar a vida, garantindo o nosso direito à cidadania. Este conselho vai fazer exatamente essa ponte junto a sociedade, para nos trazer informações, para buscar exigir dos nossos representantes mais recursos e que possa contribuir diretamente com a solução dos problemas enfrentados no dia a dia. A Polícia Militar, como um todo, tem enfrentado com muito sacrifício esta questão da violência, sacrifícios que eu digo pessoais dos policiais, por que cada vez é mais difícil o trabalho, e certamente com o apoio da sociedade organizada as coisas ficam mais fáceis”, disse o Major.

Ao final da solenidade foi realizada a leitura da ata, a qual a Presidente do conselho, solicitou aclamação dos presentes para empossar os conselheiros aos seu respectivos cargos, ficando assim composta a Diretoria Executiva do CONSEG Norte e Oeste:

Presidente – Luciana Pauletti/Vice presidente – Baltazar Cordeiro/

1º. Secretário-  Carivaldo Pessoa/2º. Secretário.  Jefferson Rodrigues/Diretoria Financeiro Vinicius Esteves/Diretor de Relações Públicas-  Caliana Mesquita/Diretor social e cultural _ Edson Nery/Diretor Adjunto-  Carlos Kanthack

Conselho Fiscal :Djalma Fernandes/António Luís Fonseca/Elma Thiana Oliveira- Suplente Carlos Kanthack Junior

  Conselho consultivo: Comandante da PM . Major Rivas Queiroz/Delegado de Polícia Civil Dr. Evy  Paternostro.  Suplente Dra. Andrea Oliveira/Promotor Público Dr. Maurício Matos/Juiz de direito Dr.  Gustavo Lyra/Coordenador do Conselho Tutelar norte Daniel Nascimento Santos.

Registraram presença o Bispo da Diocese de Ilhéus, Dom Mauro Montagnoli, o Diretor de Relações Institucionais do CONSEG Sul, Tony Martiolli, a Dra. Rubia Carvalho, o Presidente da Associação Comercial de Ilhéus, Antonio Marcos,  O Tenente Coronel, Ildciceu Bastos, O Comandante da Guarda Municipal de Ilhéus, Sr. Leonardo Bandeira, a Capitã Viliani, representando o 5º GBM, o Capitão Lima, representando a 68ª CIPM e o Capitão Cidreira, representando a 69ª CIPM, além dos Policiais Militares da 70ªCIPM e membros da sociedade que entendem a importância deste conselho para o desenvolvimento da segurança pública da cidade de Ilhéus.

Ao final do evento, registraram presença os vereadores Gil Gomes e Pastor Matos.

Por Caliana Mesquita

Deputado Paulo Maluf recebe alta e cumprirá pena em casa

O deputado federal Paulo Maluf (PP) recebeu alta neste domingo (29) depois de ficar internado por 23 dias no hospital Sírio Libanês, na capital paulista. Ele seguiu para a sua residência no Jardim Europa.

O hospital informa que Maluf recebeu alta médica às 9 horas da manhã e foi acompanhado pelos médicos Miguel Srougi, Ronaldo Kairalla, Roberto Basile Jr, Rogerio Tuma e Cyrillo Cavalheiro Filho.

Maluf foi internado no dia 6 de abril. A informação sobre a internação do ex-prefeito paulistano foi protocolada na Vara de Execuções Penais da Comarca de São Paulo por seus advogados.

 De acordo com boletim médico divulgado na época, ele apresentava “atrofia dos membros inferiores devido a compressão de raízes nervosas da coluna vertebral, alteração da marcha, perda de sangue pelo aparelho digestivo, alterações de humor e comportamento”. A nota informava ainda que ele também apresentava incontinência urinária devido a um câncer de próstata em tratamento.

O parlamentar, condenado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão por lavagem de dinheiro, cumprirá pena em casa por determinação do relator da ação penal, ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Federal (STF), que manteve Maluf em prisão domiciliar, em razão do grave quadro de saúde do parlamentar.

Correio da Bahia

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia