WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘Saúde’

RESPONSABILIDADE CÍVICA: MORADOR DO NELSON COSTA REIVINDICA REFORMA NO POSTO DE SAÚDE DO BAIRRO

Saúde literalmente não é algo que Ilhéus possua em sua plenitude, na atual gestão municipal. O descaso do governo Mario Alexandre, que ironicamente é um médico e utilizou a essência da sua profissão para conquistar os eleitores ilheenses em 2016 com o slogan” Cuida de mim doutor”,  vem se agravando a cada dia nos bairros da cidade.

O atraso na entrega do posto de saúde do bairro Nelson Costa é um dos inumeros exemplos da má gestão municipal. Moradores estão indignados pela ausência de assistência medica à população, que está tendo que sair de casa as 4h da manhã e caminhar quilômetros de distância até o a Central de Abastecimento da Urbes, para conseguir marcar um exame no posto do bairro.

“É inadmissível que haja esta falta de repeito com a população. Saúde é direito do cidadão e eu não vou deixar que este direito seja desrespeitado por gestores que não se preocupam com a realidade do povo. Vou denunciar, vou reivindicar e vou buscar os meios legais para exigir que o município cumpra com sua obrigação”, disse Clemilson Dias, jovem morador que vem buscando fiscalizar as ações do governo municipal em prol da qualidade de vida dos moradores do Nelson Costa.

por Caliana Mesquita

Com estoque de sangue em estado crítico, PMs fazem doação ao Hemoba

Logo agora com a chegada do São João, período em que mais pessoas se acidentam, seja nas estradas ou no contato com fogos de artifício, a quantidade de sangue em estoque na Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) é mais preocupante. Sobretudo a situação dos tipos sanguíneos mais raros como o A-, O- e O+, que é considerada crítica.

No entanto, nesta quarta-feira (14), 635 policiais militares de todo o estado foram até os hemocentros para tentar ajudar a aumentar os estoques, bem como chamar a atenção da população para a importância da doação.

A policial Marcela Miranda é doadora de sangue há três anos e não deve deixar de ajudar o Hemoba tão cedo.

A PM diz que tenta ficar calma na hora de retirar o sangue. “Eu tenho que me acalmar antes, porque às vezes dói um pouco”, admite, mas sem perder o bom humor.

Já o policial Magno Wenderson Rodrigues deixou de doar há dois anos e, agora, resolveu voltar. “Eu doava periodicamente, mas parei. Hoje voltei a ajudar as pessoas que estão precisando de sangue”, disse ele, exaltando a importância da campanha.

Estoque
No Hemoba, em Salvador, existem quatro legendas para classificar a quantidade de sangue disponível para transfusão, de acordo com Marinho Marques, médico e diretor-geral da fundação. Os tipos sanguíneos B-, O-, B+ e O+ receberam a legenda de “estado crítico”. Já o A- encontra-se com uma quantidade “em alerta”. Os tipos sanguíneos A+, AB- e AB+ estão com uma reserva “estável”.

Embora essa seja uma época em que mais se precisa de sangue em estoque, esse período é, também, quando menos pessoas procuram os hemocentros para doar.

Como doar
Para fazer a doação, os interessados devem procurar os hemocentros com um documento de identidade – não vale crachá e carteira de estudante -, e ter entre 16 e 69 anos. Menores de 18 anos só na companhia de um responsável. Também é preciso ter acima de 50 quilos e não ter tido resfriado e febre nos últimos 15 dias.

No hemocentro, o paciente passa por uma triagem médica para saber o tipo sanguíneo e as condições de saúde. Nesse caso, o interessado na doação precisa preencher um formulário com algumas perguntas, como por exemplo: você fez tatuagem recente? Se expôs em alguma situação de risco?

Após coletado o sangue, os médicos analisam o material para saber as condições do doador. Só depois é feita a transfusão, sobretudo para pacientes que sofrem com algum problema na medula, anemia falciforme e traumas.

Correio

Governo cancela gastos e corta benefícios para garantir diesel mais barato

Não existe almoço grátis. Melhor dizendo, não existe desconto em combustível de graça. Para compensar os R$ 0,46 que vão sair do preço do óleo diesel, o governo tomou medidas que, na prática, elevarão a arrecadação de impostos de exportadores, indústria de refrigerantes e indústria química. Para chegar aos R$ 9,6 bilhões, que é o quanto a União vai deixar de arrecadar, ainda foram reduzidos recursos, por exemplo, para programas ligados às áreas de saúde e educação.

Ao lado da aprovação da reoneração da folha de pagamento, que já foi votada na Câmara, as medidas permitirão um ganho de R$ 4 bilhões, o que compensará a redução na tributação do diesel: a isenção da Cide e a redução de R$ 0,11 do PIS/Cofins.

O governo ainda cancelou R$ 3,4 bilhões em despesas do Orçamento deste ano. O conjunto de medidas, bastante criticado pelo setor produtivo, foi publicado ontem numa edição extra do Diário Oficial da União.

As medidas
O Reintegra devolvia 2% do valor exportado em produtos manufaturados através de créditos de PIS/Cofins. Esse percentual foi reduzido para 0,1%, o que gerará R$ 2,27 bilhões aos cofres do governo até o final do ano.

A redução da alíquota de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre concentrados de refrigerantes de 20% para 4% permitirá o ganho de R$  740 milhões até dezembro, porque os fabricantes gerarão menos créditos para abaterem impostos.

A alteração da tributação de um programa para a indústria química, o Regime Especial da Indústria Química, aumentará receitas em R$ 170 milhões. Quando a empresa importava, pagava 5,6% de PIS/Cofins e recebia um crédito de 9,25%. Essa “sobra” de 3,65%, que era usada para abatimento de outros impostos, foi extinta.

No caso da reoneração da folha de pagamento, que segundo o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, isentará um número menor de setores do que o aprovado na Câmara, o ganho até o final do ano será de R$ 830 milhões.

O projeto de lei aprovado na Câmara previa que 28 setores estariam isentos da reoneração da folha. Mas o presidente Michel Temer vetou 11 desses setores, o que deixou 17 com isenção. Entre os que mantiveram o benefício estão calçados, construção civil, fabricação de veículos, transporte rodoviário e indústria têxtil.

Corte de programas
O governo ainda anunciou um corte de despesas que chega aos R$ 3,4 bilhões para compensar o programa de subsídios ao diesel.

Esse valor foi alcançado com o cancelamento de uma reserva para capitalização de estatais, de R$ 2,1 bilhões, e o corte de recursos previstos para uma série de programas (R$ 1,2 bilhão).

Ironia do destino, para atender os caminhoneiros, os programas de transporte terrestre do Ministério dos Transportes, que envolvem adequação e construção de 40 obras, perderam R$ 368,9 milhões em recursos.

Ainda foram reduzidos recursos, por exemplo, para programas como prevenção e repressão ao tráfico de drogas (R$ 4,1 milhões), concessão de bolsas de um programa de estímulo ao fortalecimento de instituições de ensino superior (R$ 55,1 milhões), policiamento ostensivo e rodovias e estradas federais (R$ 1,5 milhão) e fortalecimento do sistema único de saúde, com R$ 135 milhões.

Por outro lado, foram criados recursos para o programa “operações de garantia da lei e da ordem”, com o objetivo de desobstruir estradas, no valor de R$ 80 milhões.

Queixas
O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, avaliou  que a indústria é o setor que vai pagar a conta das medidas tributárias anunciadas para bancar o diesel mais barato para os caminhoneiros.

“O problema é que o governo está querendo pagar a conta do subsídio ao diesel tirando incentivos muito importantes para a indústria. E sempre ela que está sendo penalizada”, afirmou, de Genebra (Suiça), onde participará de uma reunião da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Robson Andrade ressaltou que a indústria paga 32% dos impostos federais e chegou a sugerir que as medidas atingissem outros setores que pagam menos tributos, como a agricultura. “Temos alertado o governo. A CNI teve uma reunião hoje com o governo mostrando os prejuízos que a indústria teve. Isso (as medidas) vai piorar muito a situação das empresas que exportam”, criticou.

Os exportadores avaliam recorrer à Justiça contra a decisão do governo. Para a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), as medidas são um retrocesso e podem comprometer a intenção de fortalecer a indústria nacional.

Correio

INSS paga R$ 32 milhões em atrasados para baianos; veja quem tem direito

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) encerra nesta terça-feira (8) o pagamento de R$ 32 milhões em atrasados para 1,4 mil beneficiários baianos. Os valores, que começaram a ser pagos no último dia 2, correspondem ao pagamento do sexto lote das diferenças em função processamento de revisão dos benefícios impactados pela mudança na interpretação do inciso II do Artigo 29 da Lei 8.213 de 1991.

A revisão é fruto do cumprimento do acordo firmado, em agosto de 2012, entre o INSS, o Ministério Público Federal e o Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Força Sindical, homologado pela Justiça Federal em São Paulo, no âmbito da Ação Civil Pública (ACP).

Seguindo o cronograma de pagamento estabelecido no acordo, o sexto lote de atrasados abrange cerca de 30 mil benefícios em todo Brasil das espécies pensão por morte, auxílio doença previdenciário, aposentadoria por invalidez, auxílio acidente previdenciário, auxílio doença por acidente de trabalho, aposentadoria por invalidez por acidente de trabalho, auxílio doença por acidente de trabalho, auxílio acidente e pensão por morte por acidente de trabalho.

Neste lote, as diferenças serão pagas para beneficiários que possuem benefícios ativos (situação em 17/04/2012), com idade até 45 anos e com valores a receber a partir de R$ 15.000,01. No total, serão pagos aproximadamente R$ 660 milhões. Na Bahia, 1.496 pessoas têm direito ao benefício no total de R$ 32.405.475,43.

A data do pagamento foi definida com base no final do número do benefício. Os valores foram depositados nas contas dos beneficiários de acordo com o número do benefício.

Os beneficiários com final 1 e 6 receberam no dia 2 de maio. Aqueles com final 2 e 7 no dia 3, final 3 e 8 no dia 4, com final 4 e 9 no dia 7 e benefícios com final 5 e 0 receberão as diferenças nesta terça-feira (8).

Para os benefícios em que o titular faleceu após o processamento da revisão e antes do recebimento do crédito, e dos quais derivaram pensões por morte, serão realizados os pagamentos das diferenças no decorrer do mês de junho de 2018.

A revisão foi realizada automaticamente e não é necessário que os beneficiários procurem uma Agência da Previdência Social (APS).

Como saber se você tem direito?
O INSS disponibilizou sistema de consulta ao resultado da revisão aqui no site do Portal do INSS na internet (www.inss.gov.br), pelo Meu INSS (meu.inss.gov.br) e por meio da Central de Atendimento 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h. Porém, o valor do pagamento não será informado pela Central 135 e pela internet.

 

Correio

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA GRIPE INFLUENZA MUDA PARA O DIA 23

A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS), informou, através de nota, que o período de realização da Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza será alterado para o período de 23 de abril a 01 de junho, sendo o dia 12 de maio (Dia D) a data da mobilização nacional. Essa mudança se dá em virtude do atraso da entrega do imunobiológico pelo Instituto Butantan, conforme justificativa e cronograma de entrega.

Diante dessa mudança, diz a nota, não será possível fazer a antecipação das entregas para nenhuma região do país, uma vez que a primeira remessa somente ocorrerá na primeira semana de abril, correspondendo a 12 por cento do total a ser entregue, conforme a previsão de distribuição.

Para garantir a proteção no inverno, a chefe da seção de Imunização da secretaria municipal de Saúde (Sesau) de Ilhéus, Walkiria Cardeal, salienta que “embora ocorra essa alteração, a vacina deve ser aplicada entre abril e maio, e a Campanha será realizada no período ideal, antes do pico de transmissão do vírus influenza no Brasil, que ocorre no mês de julho”. Ela orienta ainda que devem ser vacinadas todas as crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Transmissão – A gripe é uma infecção aguda causada pelo vírus Influenza, que afeta o sistema respiratório e pode provocar complicações graves, inclusive a morte, se não for tratada a tempo, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção. Os anticorpos formam-se cerca de 10 a 15 dias após a vacinação e raramente duram mais que 12 meses. A transmissão do vírus ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

BRASIL TEM DÉFICIT DE 3 MIL LEITOS DE UTI NEONATAL, APONTA A SBP

Levantamento da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) mostra que o país tem um déficit de 3.305 leitos de unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) específicos para o acolhimento de crianças que nasceram antes de 37 semanas e que apresentam quadros clínicos graves ou que necessitam de observação. Segundo a entidade, no Brasil nascem quase 40 prematuros por hora, ou mais de 900 por dia.

O Departamento Científico de Neonatologia da SBP estima que a proporção ideal de leitos de UTI neonatal é de no mínimo quatro para cada grupo de mil nascidos vivos. De acordo com dados do Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES), existem atualmente 8.766 leitos do tipo no país, públicos e privados, que correspondem a 2,9 leitos por mil nascidos vivos.

Se considerados apenas os leitos oferecidos pelo Sistema Único da Saúde (SUS), a taxa cai para 1,5 leitos a cada mil nascidos vivos, levando em conta as 4.677 unidades disponíveis para essa rede. :: LEIA MAIS »

ILHÉUS – Defensoria Pública instaura Procedimento para Apuração de Dano Coletivo na saúde

Os usuários do Sistema Único de Saúde – SUS, em Ilhéus, estão tendo o direito ao acesso ordenado e organizado dos serviços de saúde violado, seja por falta de informações claras sobre os serviços de saúde disponíveis ou por ineficiência da estrutura disponível.  Para averiguar eventuais ilegalidades na prestação de serviços de saúde pelo Município e Estado da Bahia e, se for o caso, ajuizamento de medidas judiciais cabíveis, a Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA instaurou Procedimento para Apuração de Dano Coletivo – PADAC nº 01/2018.

Além da coleta de informações, como providência imediata para acautelar direitos da população abrangida pela prestação dos serviços de saúde, a DPE/BA expediu recomendações ao diretor do Hospital Regional Costa do Cacau, Cláudio Augusto da Silva Moura Costa, e à secretária de Saúde do Município de Ilhéus, Elizângela Santos de Oliveira, para implementação de melhorias no acesso dos usuários aos serviços de saúde pública e estruturação das redes de atenção básica; média e alta complexidade; e atenção hospitalar. Também requereu comunicação clara e objetiva à população sobre a rede de atendimento e o tipo de serviço prestado em cada unidade.

Subcoordenadora da 3ª Regional da DPE/BA, sediada em Ilhéus, a defensora pública Cristiane Barreto informa que a Defensoria Pública, como Instituição que tem a função de promover políticas públicas, instaura o procedimento de apuração do dano coletivo à saúde pública com vistas à postulação da estruturação do serviço de atendimento adequado que a população tem direito.

Ao Hospital Regional Costa do Cacau, a Defensoria Pública recomenda o atendimento do fluxo de clientes estabelecido para a unidade no Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde – CNES, qual seja, atendimento de demanda espontânea e referenciada, de urgência, emergência ou ambulatorial, procedendo o encaminhamento do paciente à outras unidades de saúde somente quando necessário e propiciando o diagnóstico e tratamentos corretos, no momento adequado, garantindo o melhor desfecho e retorno às atividades com tempo e custo otimizados.

De acordo com a defensora pública Fabianne de Oliveira Souza, a atuação da DPE/BA é resposta aos vários pedidos de auxílio formulados à Instituição que ultrapassam a esfera individual e acabam se revestindo do caráter de socorro à saúde no Município. “Ilhéus e o Estado da Bahia precisam estruturar seus serviços de forma que a população tenha garantido o acesso àquele direito fundamental nos moldes estabelecidos pela legislação brasileira, sendo a prestação de serviços de saúde de forma universal, integrada e eficiente o principal objetivo buscado pela Defensoria Pública”, concluiu.

A Secretaria de Saúde do Município de Ilhéus e o Hospital Regional Costa do Cacau têm o prazo de 15 (quinze) dias para resposta à Defensoria Pública sobre as medidas adotadas.

ENTENDA O CASO

:: LEIA MAIS »

PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL DE BASE NÃO SERÁ FECHADO.

 

A Diretoria do Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães, emitiu nota a imprensa nesta sexta-feira, esclarecendo a informação de que o pronto socorro da unidade hospitalar seria fechado, notícia veiculada em alguns veículos de comunicação. Veja a nota abaixo, na íntegra:

A Fundação de Atenção á Saúde de Itabuna, Mantenedora do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, vem a público esclarecer os fatos veiculados pela imprensa referente ao fechamento do Pronto Socorro.
O Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães é uma Instituição Pública de assistência ambulatorial e hospitalar na média e alta complexidade, referência para mais de 160 municípios com população estima em mais de 2 milhões de habitantes, principal porta de entrada na Urgência e Emergência do Sul da Bahia e prestação de serviços nas 24h com profissionais qualificados em diversas especialidades.

Na data de hoje foi recebido pela Presidência e Diretorias desta instituição Hospitalar, os representantes do Conselho Municipal de Saúde – CMS e Secretaria Municipal de Saúde, com intuito de verificar in loco as informações veiculadas, entendendo a importância e relevância dos serviços prestados por esta Instituição Hospitalar.

A FASI não é diferente de muitas outras instituições públicas ou privadas (com ou sem fins lucrativos), as mesmas passam por dificuldades financeiras quando da prestação de serviços ao Sistema Único de Saúde – SUS, vivenciado por um cenário de sub-financiamento.

A Presidente da FASI esclarece que não é verídica a informação sobre o fechamento do PRONTO SOCORRO ou quaisquer outros serviços. Ações protetivas foram tomadas para garantir a continuidade da prestação dos serviços à população, permitindo a garantia dos Princípios, Atribuições e Diretrizes da assistência conforme lei orgânica vigente do SUS e que é inerente ao Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães.

Enquanto isso em Ilhéus, devido a falta de representatividade na Assembleia Legislativa, um hospital é fechado. Os ilheenses estão desassistidos de deputados estaduais, capazes de lutar pela cidade. Precisamos de um representante do povo na Assembleia, Já!

Mas uma denúncia na saúde para conta do Prefeito Mario Alexandre e seus aliados.

 

Desta vez é a Maternidade Santa Helena, que vive o caos do descaso da administração pública de Ilhéus. Cidadãos indignados postaram, nas redes sociais, imagens da precariedade na unidade de saúde, com registro de mães que acabaram de dar a luz dormindo no chão, sem acompanhamento médico, sem banho, sem alimentação. A estrutura da maternidade encontra-se precária, com fiação exposta que compromete a segurança das mães e bebes, no local.

Mario Alexandre você cortou o carnaval dizendo que iria cuidar da saúde e da educação. É esta a educação? É esta a saúde? Mulheres jogadas pelo chão, com fome, lençóis sujos, esperando e a mercê da  sorte, em tempo de pegar uma infecção, os bebes tomando friagem do chão? Onde vamos parar, queremos uma solução. A maternidade precisa de um socorro”, clamou a cidadã, representando os milhares de Ilheenses que estão sendo vítimas do descaso e irresponsabilidade da má gestão pública do prefeito que, lamentavelmente vem destruindo, não apenas a sua carreira política, mas também desrespeitando a sua profissão, pois a um médico que assume a prefeitura de uma cidade, o mínimo que a população esperava era respeito com a vida do povo. :: LEIA MAIS »

SANCIONADO PROJETO QUE LIBERA R$ 2 BILHÕES PARA AUXÍLIO A MUNICÍPIOS

Foi sancionado ontem pelo presidente da República o Projeto de Lei do Congresso (PLN) 1/2018, que abre crédito de RS 2 bilhões para os ministérios da Educação (R$ 600 mil), da Saúde (R$ 1 bilhão) e do Desenvolvimento Social (R$ 400 mil). O dinheiro viabiliza o auxílio financeiro aos municípios previsto na Medida Provisória 815/17. O projeto foi aprovado pelo Congresso Nacional no último dia 20.

A MP 815/17 autoriza a União a transferir aos entes federativos que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) recursos destinados à superação de dificuldades financeiras emergenciais. Pelo texto, a parcela destinada a cada ente federado será definida pelos mesmos critérios de transferências do FPM e os municípios deverão aplicar os recursos preferencialmente em saúde e educação

De acordo com o Planalto, apenas em 2017, estima-se que os municípios tenham deixado de receber cerca de R$ 4 bilhões por meio do FPM.

Segundo o Ministério do Planejamento, o projeto não afeta a obtenção da meta de resultado primário fixada para o exercício. O crédito especial será viabilizado devido à anulação de dotações orçamentárias, inclusive de emendas de comissão e de bancadas estaduais, de execução não obrigatória.

fonte: Ilhéus Noticias

No Dia do Homem: Pesquisa aponta que metade deles nunca foram ao Urologista

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Para quem pensa que apenas a mulher tem seu dia no calendário oficial, engana-se. Nesta quarta-feira (15), comemora-se o Dia do Homem. Entretanto, uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia – SBU, mostrou o quanto este indivíduo, que sempre ocupou o papel de destaque na sociedade – principalmente no âmbito profissional -, não cuida de umas das coisas mais preciosas para o ser humano… a saúde.

O levantamento da SBU, apontou que, metade dos homens brasileiros nunca foram ao urologista. 51% dos 3.200 entrevistados, nunca foram ao especialista. Um dos motivos apresentados por eles foram: falta de tempo e medo. A pesquisa elaborada no dia 24 de junho, ouviu pessoas a partir dos 35 anos, em oito capitais: Salvador, São Paulo, Rio, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Coritiba.

Médicos especialistas afirmam que não há uma idade certa para o homem ir ao urologista. Porém, a idade geralmente indicada para que os mesmos busquem especialistas, é aos 50 anos.

Portanto, homens, para comemorar esta data com maestria, que tal correr para um especialista? E assim, evitar índices maiores de mortes por câncer de próstata no país.

Texto: Tamires Santana

 

Plano de saúde é 3º maior desejo dos brasileiros, aponta pesquisa Ibope

pano-de-saude

Os planos de saúde foram apontados como o terceiro maior desejo dos brasileiros, perdendo apenas para os itens educação e casa própria. Esta é uma das conclusões de uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência a pedido do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). Em uma escala de 0 a 5, a nota média dada aos planos de saúde foi de 3,9.

Ainda quanto à avaliação dos serviços prestados, de 1.600 beneficiários entrevistados pelo Ibope Inteligência, 1.200 (75%) disseram estar “satisfeitos ou muito satisfeitos” com os serviços, enquanto 288 (18%) afirmaram estar “mais ou menos satisfeitos” e 112 (7%) disseram se sentir “pouco ou nada satisfeitos” quanto a seus planos ou seguro de saúde.

Os entrevistados apontaram que o principais motivos para a satisfação com o serviço foram: atendimento rápido e de qualidade, praticidade na marcação de consultas e cobertura do plano. Para 95% dos consultados, a posse de plano de saúde é essencial.

  • CHOCOLATE DE ILHÉUS APARECE ENTRE OS SETE MELHORES DO MUNDO
    16 de Março de 2018 | 15:50

    Um mais importantes jornais do sul do País, o Gazeta do Povo, de Curitiba, publicou ontem (13) reportagem especial, em seu caderno de turismo “Viver Bem”, que aponta Ilhéus entre as sete cidades produzem alguns dos melhores chocolates do mundo e são inspirações para o destino de férias de quem ama a iguaria. Reportagem assinada […]

    No Comments

  • PGR recorre de decisão e pede restabelecimento de condução coercitiva
    14 de Março de 2018 | 09:48

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu de decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que, por meio de liminar concedida em dezembro, proibiu a condução coercitiva de investigados para interrogatório em todo o País. O recurso foi enviado ao ministro, relator do caso, nesta segunda-feira (12). A determinação de Gilmar atendeu […]

    1 Comment

  • RSSArchive


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia